Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Tricolor avança na Copa do Brasil com empate em Goiânia

Equipe saiu atrás, mas chegou à igualdade (2 a 2) com o Goiás e vai pegar o Coritiba


Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

24/05/2012 | 00:23


O São Paulo não teve muito trabalho para segurar o empate (2 a 2) com o Goiás ontem à noite, no Serra Dourada, em Goiânia, e se garantir na semifinal da Copa do Brasil.

Como a equipe já havia vencido a primeira partida (no Morumbi, por 2 a 0), podia perder por 1 a 0 ou dois de diferença, desde que marcasse ao menos uma vez, ou apenas empatasse. Agora vai enfrentar o Coritiba.

Por necessitar da vitória, o Goiás buscou logo o campo ofensivo. No entanto, a pressa de chegar ao gol fez com que a equipe atuasse de forma confusa. A referência na frente era sempre Iarley, ex-Corinthians.

Sem criatividade e apressado, em boa parte das jogadas o time goiano tentou o passe longo visando ora Iarley pela esquerda ora Ricardo Thiago Humberto pela direita e facilitou a vida dos são-paulinos.

Como a equipe paulista tem atuado com três zagueiros, não correu grandes riscos porque sempre tinha um homem na sobra toda vez que Iarley recebia em condições de tentar o drible e a finalização.

O São Paulo, por sua vez, deixou claro que ia jogar no erro do adversário. Teve uma logo ao dois minutos. O zagueiro Ernando saiu jogando e perdeu para Luis Fabiano na linha do meio campo. O atacante avançou alguns passos e rolou para Lucas, que entrava em velocidade pela direita. Ele bateu rasteiro, Rafael Toloi esticou o pé e desviou a escanteio.

Aos 21, o Tricolor paulista teve nova chance em outro vacilo dos goianos. Lucas arrumou espaço e rolou para Cortez que entrou livre pela esquerda. O lateral bateu cruzado visando o canto direito Harlei, mas Rafael Toloi pareceu a tempo, desviou com o joelho e Ernando afastou o perigo da pequena área.

Só que aos 28 minutos foi o São Paulo quem deu brecha. Iarley serviu Ricardo Goulart, que bateu rasteiro. A bola passou debaixo dos braços de Denis (1 a 0). O empate veio no minuto seguinte. Jadson recebeu de Lucas e bateu no ângulo direito.

Na etapa final, o time da casa foi para o tudo ou nada, já que o empate o eliminaria da competição. Mesmo sabendo dos riscos, pressionou o São Paulo em seu campo defensivo.

Aos 12, o time perdeu a bola no campo ofensivo, o Tricolor saiu rápido e mesmo com três contra dois perdeu o gol. Lucas errou o passe para Luis Fabiano e Ernando ficou com a bola. Mas aos 16, o time paulista não perdoou e Cortez virou (2 a 1).

Valente, o Goiás insistiu e continuou atrás do gol da igualdade até encontrá-lo, aos 36, em falta cobrada por Egídio.

 

 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tricolor avança na Copa do Brasil com empate em Goiânia

Equipe saiu atrás, mas chegou à igualdade (2 a 2) com o Goiás e vai pegar o Coritiba

Marco Borba
Do Diário do Grande ABC

24/05/2012 | 00:23


O São Paulo não teve muito trabalho para segurar o empate (2 a 2) com o Goiás ontem à noite, no Serra Dourada, em Goiânia, e se garantir na semifinal da Copa do Brasil.

Como a equipe já havia vencido a primeira partida (no Morumbi, por 2 a 0), podia perder por 1 a 0 ou dois de diferença, desde que marcasse ao menos uma vez, ou apenas empatasse. Agora vai enfrentar o Coritiba.

Por necessitar da vitória, o Goiás buscou logo o campo ofensivo. No entanto, a pressa de chegar ao gol fez com que a equipe atuasse de forma confusa. A referência na frente era sempre Iarley, ex-Corinthians.

Sem criatividade e apressado, em boa parte das jogadas o time goiano tentou o passe longo visando ora Iarley pela esquerda ora Ricardo Thiago Humberto pela direita e facilitou a vida dos são-paulinos.

Como a equipe paulista tem atuado com três zagueiros, não correu grandes riscos porque sempre tinha um homem na sobra toda vez que Iarley recebia em condições de tentar o drible e a finalização.

O São Paulo, por sua vez, deixou claro que ia jogar no erro do adversário. Teve uma logo ao dois minutos. O zagueiro Ernando saiu jogando e perdeu para Luis Fabiano na linha do meio campo. O atacante avançou alguns passos e rolou para Lucas, que entrava em velocidade pela direita. Ele bateu rasteiro, Rafael Toloi esticou o pé e desviou a escanteio.

Aos 21, o Tricolor paulista teve nova chance em outro vacilo dos goianos. Lucas arrumou espaço e rolou para Cortez que entrou livre pela esquerda. O lateral bateu cruzado visando o canto direito Harlei, mas Rafael Toloi pareceu a tempo, desviou com o joelho e Ernando afastou o perigo da pequena área.

Só que aos 28 minutos foi o São Paulo quem deu brecha. Iarley serviu Ricardo Goulart, que bateu rasteiro. A bola passou debaixo dos braços de Denis (1 a 0). O empate veio no minuto seguinte. Jadson recebeu de Lucas e bateu no ângulo direito.

Na etapa final, o time da casa foi para o tudo ou nada, já que o empate o eliminaria da competição. Mesmo sabendo dos riscos, pressionou o São Paulo em seu campo defensivo.

Aos 12, o time perdeu a bola no campo ofensivo, o Tricolor saiu rápido e mesmo com três contra dois perdeu o gol. Lucas errou o passe para Luis Fabiano e Ernando ficou com a bola. Mas aos 16, o time paulista não perdoou e Cortez virou (2 a 1).

Valente, o Goiás insistiu e continuou atrás do gol da igualdade até encontrá-lo, aos 36, em falta cobrada por Egídio.

 

 

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;