Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 25 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Brasileiro ‘falha’ mais que o europeu em relações sexuais



15/09/2005 | 00:17


O homem brasileiro acha o sexo mais importante do que o europeu, mas “falha” mais na hora do relacionamento e está menos satisfeito com a vida sexual. A constatação está numa pesquisa com 8.024 homens, de 18 a 69 anos, em oito países das Américas e da Europa: Brasil, Canadá, México, Reino Unido, França, Alemanha, Itália e Espanha.

Feita pela Ipsos a pedido do laboratório alemão Bayer, ela mostrou que 96% dos brasileiros e 87% dos europeus consideram o sexo importante, mas 30% e 24%, respectivamente, não conseguiram praticá-lo por uma vez ou mais. E 52% dos brasileiros e 46% dos europeus acham que poderiam ter uma vida sexual melhor.

Na cama, os jovens brasileiros “falham” mais, mas são recompensados pelos quarentões, que têm performance melhor que os do Velho Mundo. Oito por cento dos brasileiros e 6% dos europeus, de 18 a 24 anos, já falharam alguma vez. Esse porcentual sobe para 11% dos brasileiros de 25 a 39 anos, enquanto entre os europeus a disfunção atinge 9% deles de 25 a 29 anos e cai a 8% de 35 a 39 anos. A proporção se inverte depois dos 40 anos – quando 14% dos europeus e 12% dos brasileiros, de 40 a 44 anos, disseram ter passado por disfunção erétil uma ou mais vezes. Sobe para 22% dos europeus e 20% dos brasileiros, aos 45-59 anos; e chega a 32% dos europeus e 24% dos brasileiros, acima dos 60.

A pesquisa também perguntou quais os fatores que influenciam negativamente no desejo sexual. O stress foi apontado por 40% dos brasileiros como o principal fator.  



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Brasileiro ‘falha’ mais que o europeu em relações sexuais


15/09/2005 | 00:17


O homem brasileiro acha o sexo mais importante do que o europeu, mas “falha” mais na hora do relacionamento e está menos satisfeito com a vida sexual. A constatação está numa pesquisa com 8.024 homens, de 18 a 69 anos, em oito países das Américas e da Europa: Brasil, Canadá, México, Reino Unido, França, Alemanha, Itália e Espanha.

Feita pela Ipsos a pedido do laboratório alemão Bayer, ela mostrou que 96% dos brasileiros e 87% dos europeus consideram o sexo importante, mas 30% e 24%, respectivamente, não conseguiram praticá-lo por uma vez ou mais. E 52% dos brasileiros e 46% dos europeus acham que poderiam ter uma vida sexual melhor.

Na cama, os jovens brasileiros “falham” mais, mas são recompensados pelos quarentões, que têm performance melhor que os do Velho Mundo. Oito por cento dos brasileiros e 6% dos europeus, de 18 a 24 anos, já falharam alguma vez. Esse porcentual sobe para 11% dos brasileiros de 25 a 39 anos, enquanto entre os europeus a disfunção atinge 9% deles de 25 a 29 anos e cai a 8% de 35 a 39 anos. A proporção se inverte depois dos 40 anos – quando 14% dos europeus e 12% dos brasileiros, de 40 a 44 anos, disseram ter passado por disfunção erétil uma ou mais vezes. Sobe para 22% dos europeus e 20% dos brasileiros, aos 45-59 anos; e chega a 32% dos europeus e 24% dos brasileiros, acima dos 60.

A pesquisa também perguntou quais os fatores que influenciam negativamente no desejo sexual. O stress foi apontado por 40% dos brasileiros como o principal fator.  

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;