Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 21 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

TRE-SP autoriza Araújo a deixar o PMDB sem risco de perder cadeira

Órgão julgou ação de vereador andreense e deu parecer pela liberação


Fabio Martins
Do Diário do Grande ABC

14/08/2015 | 07:00


O TRE-SP (Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo) autorizou a saída partidária do vereador de Santo André José de Araújo (PMDB) sem risco da perda do mandato. O órgão julgou ontem a ação movida pela defesa do peemedebista e, por seis votos a zero, deu parecer favorável ao parlamentar, que alegou, no processo, perseguição política. Diante da decisão do colegiado, Araújo vai protocolar hoje ofício junto à executiva municipal pedindo sua desfiliação e outro documento para comunicar o cartório eleitoral. O acórdão será publicado na semana que vem.

Advogado de Araújo no caso, Leandro Petrin sustentou que a ordem judicial libera Araújo ao configurar “discriminação” no episódio em que o vereador foi enquadrado em processo de comissão de ética do diretório estadual. O bloco foi montado devido ao pedido de expulsão da executiva local, presidida por Nilson Bonome. O processo dura 20 meses e não teve desdobramento.

A deliberação do TRE-SP, por sua vez, saiu após oito meses. A oficialização do desligamento do peemedebista ocorre depois de 44 anos de casa. Foram dois mandatos na Câmara pelo MDB (nas eleições de 1972 e 1976) e outros cinco pelo PMDB, além de um no Executivo, quando foi vice-prefeito entre 1993 e 1996 de Newton Brandão (morto em 2010). Disputou o Paço em 1996.

Ao retornar ontem da sessão do tribunal, na Capital, Araújo concedeu entrevista no Legislativo e se emocionou em alguns instantes. “É momento de muita tristeza ao ter de deixar a sigla, na qual militei por todo esse tempo. Meu único partido. Estou há quase dois anos em comissão de ética em ação que está na gaveta. Isso me causou prejuízo político e moral.”

O peemedebista ainda não definiu a sigla para qual vai migrar para concorrer à reeleição. Araújo argumentou que não dava para tratar da situação em antes do julgamento. “O caminho é me filiar a partido que apoie a reeleição do prefeito Carlos Grana (PT). Não podia falar anteriormente com A, B ou C”, disse. A ideia inicial era o PSD, mas o afastamento de Paulinho Serra do governo reduziu essa possibilidade. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;