Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Atila e Kiko sentem peso nas câmaras


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

14/08/2021 | 00:26


Esta semana foi pródiga em mostrar como a política é volátil e como antigos aliados podem trair os parceiros em pouco espaço de tempo. As câmaras de Mauá e de Ribeirão Pires decidiram rejeitar prestação de contas dos ex-prefeitos Atila Jacomussi (SD) e Adler Kiko Teixeira (PSDB), respectivamente, colocando em xeque o futuro eleitoral da dupla. Atila viu boa parte dos 19 vereadores que tiveram ligação com seu governo caminhar junto com o TCE (Tribunal de Contas do Estado), que recomendou a reprovação do exercício fiscal de 2017. Publicamente, não escondeu a irritação, falou sobre ingratidão e falta de caráter, além de criticar o atual presidente da casa, Zé Carlos Nova Era (PL), que foi seu secretário de Trânsito, e o ex-mandatário do Legislativo Neycar (SD). Kiko provou do mesmo sentimento ao ver Diogo Manera (PSDB), seu ex-secretário de Serviços Urbanos, votar contra ele e ser um dos articuladores na Câmara de Ribeirão para modificar a orientação do TCE sobre as contas de Kiko – o parecer veio pela aprovação, mas o Legislativo negativou.

Vingança à mesa
Entre a maioria dos vereadores que votaram contra Atila Jacomussi (SD) e Adler Kiko Teixeira (PSDB), a palavra mais utilizada foi revanche. Tanto o político de Mauá quanto o de Ribeirão Pires foram classificados pelos vereadores como figuras que ignoraram as bases, pisando em cima de aliados e, no momento de dificuldade, partiram para se alocar politicamente sem olhar para os velhos parceiros. No caso de Ribeirão, inclusive, muitos relembraram a frase dita pelo tucano quando a Justiça Eleitoral cassou o diploma do prefeito Clóvis Volpi (PL): a alma foi lavada.

Exoneração
O ex-vereador Danilo da Casa da Sopa (PL), de Ribeirão Pires, foi exonerado da função de assessor no gabinete do prefeito Clóvis Volpi (PL). A portaria foi assinada pelo chefe do Executivo e publicada nesta semana no Diário Oficial.

Ausência
No evento de filiação do vice-prefeito de Santo André, Luiz Zacarias, ao PL, na mesa de autoridades estava uma placa com o nome da primeira-dama Ana Carolina Barreto Serra. A mulher do prefeito Paulo Serra (PSDB), porém, não compareceu.

Convite
Ao Diário, Zacarias considerou que Ana Carolina poderia ser candidata a deputada estadual pelo PL. A presidente do partido na cidade, Viviane Cardoso dos Santos, confirmou convite.

Presença
Mas a ex-primeira-dama de Santo André Denise Ravin, viúva do ex-prefeito Aidan Ravin (morto em janeiro), compareceu ao ato. Zacarias participou da gestão de Aidan, entre 2009 e 2012.

Postura
Durante a votação, em primeiro turno, do projeto de reformulação da Faisa (Fundação de Assistência à Infância de Santo André), até a base de sustentação do prefeito Paulo Serra (PSDB) achou estranho tamanho empenho do vereador Eduardo Leite (PT) em defender a proposta. Eduardo está de saída do PT, mas efusivos elogios à proposta chamaram atenção.

Expectativa
Quem gostou de saber que o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando (PSDB), tem sondado caciques do MDB foi o ex-vereador Tunico Vieira (MDB). Ele mandou mensagens para algumas figuras da classe política da cidade, fato interpretado como alegria com a possibilidade.

Voto impresso
Especialista em direito eleitoral, o advogado Leandro Petrin comentou a decisão da Câmara Federal em sepultar a proposta de voto impresso, método que ele classificou como “retrocesso”. “Reconheço, contudo, boa-fé em parte dos defensores da proposta vencida que reclamava por mais transparência. Desta forma, convido-os a participar dos processos de fiscalização das próxima eleições, que são muitos.” 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;