Fechar
Publicidade

Sábado, 15 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Governo australiano não aceita entrada de imigrantes


Das Agências

30/08/2001 | 11:10


A oposição australiana não aceitou votar um texto do governo conservador australiano que queria reforçar o poder do governo para expulsar o navio norueguês Tampa, que foi tomado por imigrantes ilegais. A Austrália afirma que o número de imigrantes é de cerca de 460, e não 438, no interior do navio.

O texto, apresentado pelo ministro de Imigração, Philip Ruddock, permitiria à Austrália recorrer "à força de maneira razoável" para expulsar um navio - e seus passageiros - que tivessem penetrado ilegalmente em suas águas territoriais.

O líder do Partido Trabalhista, Kim Beazley, destacou que tinha sido criticado em seu partido por ter apoiado Howard em sua decisão de proibir a entrada do "Tampa".

Inúmeras organizações humanitárias, entre elas a Cruz Vermelha, ofereceram ajuda aos imigrantes, em sua maioria afegãos, fugidos do regime extremista islâmico Talibã.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Governo australiano não aceita entrada de imigrantes

Das Agências

30/08/2001 | 11:10


A oposição australiana não aceitou votar um texto do governo conservador australiano que queria reforçar o poder do governo para expulsar o navio norueguês Tampa, que foi tomado por imigrantes ilegais. A Austrália afirma que o número de imigrantes é de cerca de 460, e não 438, no interior do navio.

O texto, apresentado pelo ministro de Imigração, Philip Ruddock, permitiria à Austrália recorrer "à força de maneira razoável" para expulsar um navio - e seus passageiros - que tivessem penetrado ilegalmente em suas águas territoriais.

O líder do Partido Trabalhista, Kim Beazley, destacou que tinha sido criticado em seu partido por ter apoiado Howard em sua decisão de proibir a entrada do "Tampa".

Inúmeras organizações humanitárias, entre elas a Cruz Vermelha, ofereceram ajuda aos imigrantes, em sua maioria afegãos, fugidos do regime extremista islâmico Talibã.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;