Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 24 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Centro de Zoonoses de Sto.André procura lares para animais


Carla Navarrete
Do Diário OnLine

18/05/2004 | 09:59


Quem se lembra dos desenhos animados sobre as conhecidas "carrocinhas" traz na memória uma impressão ruim dos centros de zoonoses municipais, para onde os animais capturados nas ruas são levados. O que pouca gente sabe é que qualquer um pode se dirigir para esses locais e adotar um bicho, evitando assim que seu destino seja a eutanásia.

Em Santo André, por exemplo, os animais disponíveis para adoção são aqueles apreendidos nas ruas e que não foram resgatados pelos donos em um prazo de 32 horas. Para adotá-los, o Centro de Zoonoses municipal realiza antes uma entrevista com o interessado, para saber se ele tem condições de levá-lo para casa. "É preciso saber se a pessoa vai vacinar o animal em dia, levar periodicamente ao veterinário, recolher suas fezes quando levá-lo para passear pelas ruas", disse Andréia de Medeiros Nogueira Nunes, gerente de controle de zoonoses.

A partir daí, o interessado pode levar o animal para casa, já vacinado e com uma plaqueta de identificação, ambos fornecidos gratuitamente pelo Centro. Assim, caso o bichinho fuja e volte a ser capturado, o dono será mais facilmente identificado.

Andréia frisa que a intenção do Centro de Zoonoses é de que os animais sempre sejam adotados, evitando que eles sejam exterminados. Segundo ela, o local consegue, em média, que 60% dos bichos que se encontram lá sejam encaminhados para um lar. O destino do percentual restante, porém, acaba mesmo sendo a eutanásia.

Caso o animal não seja adotado em 96 horas, que é o período legal, seu destino é a morte. "Nós não somos canil de albergue, somos um canil de passagem. Não há condições ideais para manter o animal aqui por muito tempo", disse. Apesar disso, Andréia contou que, com os esforços do centro para encontrar um lar para eles, existem casos de animais que permaneceram no local por um mês e meio.

Eutanásia - Os animais mortos no Centro de Zoonoses são aqueles que ficam por um longo período sem conseguir um lar ou apresentam alguma doença terminal. "Por exemplo, se um animal chega atropelado, e como nós não somos um centro de tratamento, acaba sendo praticada a eutanásia", disse Andréia.

Ela aconselha que os donos não levem seus bichos para o local para serem sacrificados, a não ser que não possam pagar pelo serviço. "Afinal, esse é o momento que o animal mais precisa de carinho. É melhor que isso seja feito numa clínica veterinária", acrescentou.

Mesmo assim, os donos que quiserem levar seus animais no local para a eutanásia precisam de um comprovante de um veterinário de que os cães não têm mais condições de ficarem vivos. O Centro cobra uma taxa de R$ 26,89.

Serviço - O Centro de Zoonoses de Santo André fica na rua Igarapava, 239, no bairro Valparaíso. O telefone para mais informações é 4990-5256. O horário de funcionamento é das 8h às 17h.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;