Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 5 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Questão inoportuna


Do Diário do Grande ABC

16/06/2021 | 23:59


Pegou mal a iniciativa dos quatro ex-vereadores de Santo André de buscarem na Justiça valores referentes a 13º salário e férias proporcionais entre os anos de 2016 e 2020. Embora o STF (Supremo Tribunal Federal) tenha considerado ser legal um eventual pagamento, a atitude de Ronaldo de Castro (PSDB), Tonho Lagoa (PMB), Alemão Duarte (PT) e Luiz Alberto (PT) foi pessimamente recebida pelos atuais parlamentares e também pela opinião pública.


O fato foi revelado por este Diário na segunda-feira e, como não poderia deixar de ser, recebeu enxurrada de comentários negativos. ‘Absurdo’ e ‘não têm vergonha’ foram alguns dos termos usados pelos leitores para expressar sua opinião sobre o tema nas redes sociais do jornal.


Ontem, o presidente da casa, Pedrinho Botaro (PSDB), com sensatez, afirmou que neste momento, por questão da pandemia de Covid-19, não seria oportuno colocar em discussão o pagamento destes benefícios aos ocupantes das cadeiras, que por sinal recebem salários de pouco mais de R$ 15 mil, montante superior à maioria dos trabalhadores tanto da área pública quanto do setor privado.


Ele também afirmou que sente que os colegas desta legislatura não têm “predisposição para tratar de assunto dessa magnitude”. Ou seja, os atuais edis, aparentemente, possuem bom senso e sabem que, se derem andamento a esse tipo de discussão, certamente irão se ‘queimar’ com seus apoiadores.


Até um requerimento propondo o não pagamento de 13º e férias aos integrantes do Legislativo foi protocolado, por Márcio Colombo (PSDB), que relatou não achar justo que se pleiteie vantagens quando a cidade tem questões a resolver em áreas como saúde e zeladoria.


O fato é que, se o quarteto insatisfeito ainda tiver futuras pretensões políticas, é melhor pensar em desistir das ações. Caso contrário, podem até receber os R$ 275 mil que pedem, mas vão ter dificuldades para convencer o eleitor a lhes dar um voto de confiança. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;