Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 16 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Vice de Tarcisio cai no colo de Ramiro Meves

Anderson Silva  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Até minutos antes da convenção, PT de S.Bernardo aguardava pelo PTB; Lula só falou de Marinho


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

06/08/2016 | 07:00


A vaga de vice na chapa do candidato do PT à Prefeitura de São Bernardo, o ex-secretário Tarcisio Secoli, ficou com o ex-subprefeito do Rudge Ramos Ramiro Meves (PSD). Após suspense, o nome do pessedista foi anunciado ontem à noite, durante a convenção que homologou o escolhido pelo prefeito Luiz Marinho (PT) para disputar o Paço em outubro.

O PT segurou a definição do número dois da chapa até o último minuto, na expectativa de oferecer o posto ao PTB, que balançou do arco de alianças do deputado federal e candidato do PPS à Prefeitura, Alex Manente. Minutos antes do início do ato, realizado no Cenforpe, petistas ainda não conheciam o vice de Tarcisio e alguns acreditavam, inclusive, que um petebista pudesse ocupar a vaga. O suspense terminou quando o secretário de Governo, José Albino (PT), oficializou a aliança. “Nossa!”, sussurrou um militante, surpreso com a indicação de Ramiro ao posto.

Com a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a convenção de Tarcisio virou ato de aclamação a Marinho. O ex-chefe da Nação passou a maior parte do discurso exaltando o pupilo (do qual foi ministro do Trabalho e da Previdência). “Se compararmos (os governos) desde (Aldino) Pinotti (1956-1960), até o prefeito que antecedeu o Marinho, nenhum deles fez mais do que nós em oito anos”, comparou Lula, que relembrou a trajetória de Marinho desde o sindicalismo até o posto de chefe de Executivo. “O céu é o limite para ele”, discursou o ex-presidente. “Marinho governador”, ovacionava a plateia formada por petistas – muitos deles funcionários comissionados da Prefeitura.

Em sua fala, Marinho pediu que petistas fossem às ruas defender a manutenção do “projeto que transformou São Bernardo” para impedir o “retrocesso”. “Perguntem ao eleitor se o prefeito Marinho cuidou mal da cidade. Se a resposta for sim, digam que podem votar no Orlando (Morando, candidato do PSDB) ou no Alex. Caso contrário, o voto deles é no Tarcisio.”

Ramiro Meves voltará a disputar cargo eletivo após dez anos longe das urnas. Ele está desde 2002 sem mandato. O pessedista foi vereador por três ocasiões (1983-1988, 1989-1992, 1993-1996). Em 1998 foi eleito deputado estadual pelo Prona. Tentou renovar o mandato na Assembleia Legislativa em 2002 e em 2006, mas ficou como suplente nas duas vezes.

Desde o primeiro mandato de Marinho (2009-2012), o pessedista chefia a Subprefeitura do Rudge Ramos. Tanto lá como a Pauliceia são regiões onde Ramiro possui bom trânsito e onde justamente o petismo enfrenta resistência. Sua indicação a vice também evidencia a estreita relação entre Marinho e o ministro de Ciência Tecnologia e Comunicações, Gilberto Kassab, líder nacional do PSD. Ramiro trocou o PEN pelo nova sigla no início do ano.

Segundo a organização, cerca de 2.000 pessoas compareceram à convenção petista.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;