Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 15 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

É hora de se planejar
financeiramente para
realizar sonhos em 2013

Alguns desejos parecem mais distantes da realidade do que
outros, mas com planejamento dá para alcançar muitos deles


Erica Martin
Do Diário do Grande ABC

31/12/2012 | 07:00


Comprar um carro zero, construir uma bela casa em uma chácara, continuar empregado ou simplesmente desejar muita saúde para o filho que está prestes a chegar ao mundo. A lista de sonhos dos brasileiros é enorme e diversificada. Alguns desejos parecem mais distantes da realidade do que outros, porém, com planejamento - os especialistas são unânimes ao dizer - dá para alcançar muitos deles. É claro que há sonhos totalmente desvinculados à administração das finanças e que dependem muito mais da sorte, como é o caso da Mega-Sena da Virada, que pagará R$ 230 milhões ao ganhador. "Mas as pessoas não podem atrelar a sustentabilidade financeira e seus planos para o futuro a um simples jogo no qual as chances de ganhar são bem pequenas", comenta o terapeuta financeiro Reinaldo Domingos. Têm ainda os desejos de saúde, que nem sempre podem ser controlados.

 

Já os que estão ligados às questões financeiras, dizem os especialistas, bastam organização e planejamento familiar para serem alcançados. De acordo com Domingos, o primeiro passo para tornar os sonhos palpáveis é reunir a família é listar todos os objetivos individuais e coletivos. "É importante registrar e identificar qual será o custo de cada um dos sonhos e quanto está disposto a poupar para realizá-los."

A dica é separar os objetivos por curto (1 ano), médio (até 10 anos) e longo (acima de 10 anos) prazos e reservar dinheiro simultaneamente para cada um. Se não houver espaço para economia é porque algo está errado com o orçamento. "É hora de fazer uma faxina financeira e um apontamento da receita e despesas durante 30 dias. Em média 20% dos gastos das famílias são excessos", diz Domingos. O início do ano é um bom momento para planejar as finanças e, consequentemente, alcançar seus objetivos no futuro. O ideal, alertam os consultores, é traçar uma meta e não desviar desse caminho.s

 

"Sonho em começar o ano com bastante saúde e também em ganhar na Mega-Sena. Com o dinheiro quero comprar uma chácara com piscina para a família e ajudar uma creche carente que abriga 120 crianças."

Eneida da Silva, 59 anos, dona de casa, moradora de Sorocaba em visita a Santo André

 

"Quero comprar uma chácara no Interior de São Paulo, em Boituva, e estou economizando para conseguir. Já juntei quase todo o dinheiro para comprar o terreno ainda em 2013, mas a construção da casa será no longo prazo."

Haroldo Pardinho, 40 anos, professor de Educação Física, morador de Ribeirão Pires

 

"Estou grávida da minha primeira filha. A única coisa que desejo é que a Mariana venha com bastante saúde. Já estou de oito meses e ela deve nascer até o fim de janeiro."

Michelle Gasparino, 31 anos, analista fiscal, moradora de Diadema

 

"A economia está muito ruim e as empresas estão demitindo. O que eu quero para este ano

é continuar empregado. Gosto muito do que eu faço e demorei muito para chegar onde estou hoje."

André Tadeu, 23 anos, gerente de vendas, morador de Santo André

 

"Já sou aposentado e tenho que fazer bastante propaganda com carro de som para juntar dinheiro e comprar um carro zero. Quero o Novo Uno verde limão, é um carro bonito. Vou usar para trabalhar e passear com minha esposa."

Armando Jurado Rodrigues, 71 anos, autônomo, morador de São Caetano

 

"O que eu mais quero é minha estabilidade financeira e ser feliz. Preciso me organizar porque ainda tenho quatro filhos que moram comigo. Estou pensando em fazer um curso para ser instrutora de autoescola. Há 30 anos, o meu grande sonho é dirigir caminhão."

Sueli Santos, 49 anos, administradora, moradora de Santo André

 

 

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;