Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 5 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

STJ define que banco deve assumir prejuízo de clientes


Do Diário OnLine

14/05/2001 | 12:30


A IV Turma do Superior Tribunal de Justiça determinou, por unanimidade, que os bancos devem ser responsáveis por qualquer prejuízo causado durante assaltos no interior da agência.

A análise foi feita com base no caso do agricultou Eustáquio Gomes de Melo Neto, que foi assaltado na fila de uma agência da Caixa Econômica Federal, na cidade de Capelas, em Alagoas, quando iria depositar R$ 31 mil, em 1994.

Eustáquio ficou sem o valor, mas entrou com uma ação contra a CEF, que foi obrigada a ressarcir o cliente. Para se defender, o banco alegou que a responsabilidade seria do Estado de Alagoas.

O relator do processo, ministro Sálvio de Figueiredo, decidiu que os bancos devem zelar pela segurança dos clientes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

STJ define que banco deve assumir prejuízo de clientes

Do Diário OnLine

14/05/2001 | 12:30


A IV Turma do Superior Tribunal de Justiça determinou, por unanimidade, que os bancos devem ser responsáveis por qualquer prejuízo causado durante assaltos no interior da agência.

A análise foi feita com base no caso do agricultou Eustáquio Gomes de Melo Neto, que foi assaltado na fila de uma agência da Caixa Econômica Federal, na cidade de Capelas, em Alagoas, quando iria depositar R$ 31 mil, em 1994.

Eustáquio ficou sem o valor, mas entrou com uma ação contra a CEF, que foi obrigada a ressarcir o cliente. Para se defender, o banco alegou que a responsabilidade seria do Estado de Alagoas.

O relator do processo, ministro Sálvio de Figueiredo, decidiu que os bancos devem zelar pela segurança dos clientes.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;