Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 31 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Orquestra de Sto.André vai a Campos


Gislaine Gutierre
Do Diário do Grande ABC

12/07/2008 | 07:07


A Orquestra Sinfônica de Santo André mantém sua tradição e participa, mais uma vez, do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão. O concerto ocorre neste sábado, às 12h30, na Praça do Capivari. A entrada é franca.

Desta vez, a escolha do maestro titular, Flavio Florence, foi Beethoven (1770- 1827). Do compositor alemão, ele selecionou as aberturas As Criaturas de Prometheus e As Ruínas de Athenas, além da Sinfonia n°3 em Mi bemol maior, op.55, a ‘Eroica'.

Por questões de saúde, o maestro, que há mais de um ano luta contra o câncer, não estará à frente da sinfônica. Em seu lugar, assume a batuta o assistente na orquestra, Wagner Polistchuck.

Com cinco minutos de duração, aproximadamente, As Criaturas de Prometeu foi composta em 1801, entre a primeira e a segunda sinfonia do autor. É uma música para balé, criada a partir do argumento de Salvatore Viganò. As Ruínas de Athenas, de dez anos depois, faz parte da música de cena, sinfônica e coral, da peça O Rei Ethienne, de August von Kotzebue. Sua execução dura cerca de seis minutos.

O grande atrativo da tarde é a Sinfonia nº 3, a ‘Eroica'. Trata-se da famosa composição que Beethoven fez pensando, a princípio, em dedicá-la a seu ídolo, Napoleão Bonaparte. Mas antes mesmo que a obra ganhasse as salas de concerto, o autor rasurou a dedicatória. Para Beethoven, Napoleão teria zombado dos ideais da Revolução Francesa e estaria se tornando um tirano. Mais que isso, Beethoven substituiu a marcha triunfal que compunha o segundo movimento por uma marcha fúnebre. O trecho extraído acabou se tornando o desfecho da famosa Sinfonia nº 5.

Para quem pretende assistir à apresentação, a boa notícia é que há a previsão de um dia de sol, com poucas nuvens, e sem chance de chuva. A temperatura deve ficar entre 5ºC e 16ºC.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Orquestra de Sto.André vai a Campos

Gislaine Gutierre
Do Diário do Grande ABC

12/07/2008 | 07:07


A Orquestra Sinfônica de Santo André mantém sua tradição e participa, mais uma vez, do Festival Internacional de Inverno de Campos do Jordão. O concerto ocorre neste sábado, às 12h30, na Praça do Capivari. A entrada é franca.

Desta vez, a escolha do maestro titular, Flavio Florence, foi Beethoven (1770- 1827). Do compositor alemão, ele selecionou as aberturas As Criaturas de Prometheus e As Ruínas de Athenas, além da Sinfonia n°3 em Mi bemol maior, op.55, a ‘Eroica'.

Por questões de saúde, o maestro, que há mais de um ano luta contra o câncer, não estará à frente da sinfônica. Em seu lugar, assume a batuta o assistente na orquestra, Wagner Polistchuck.

Com cinco minutos de duração, aproximadamente, As Criaturas de Prometeu foi composta em 1801, entre a primeira e a segunda sinfonia do autor. É uma música para balé, criada a partir do argumento de Salvatore Viganò. As Ruínas de Athenas, de dez anos depois, faz parte da música de cena, sinfônica e coral, da peça O Rei Ethienne, de August von Kotzebue. Sua execução dura cerca de seis minutos.

O grande atrativo da tarde é a Sinfonia nº 3, a ‘Eroica'. Trata-se da famosa composição que Beethoven fez pensando, a princípio, em dedicá-la a seu ídolo, Napoleão Bonaparte. Mas antes mesmo que a obra ganhasse as salas de concerto, o autor rasurou a dedicatória. Para Beethoven, Napoleão teria zombado dos ideais da Revolução Francesa e estaria se tornando um tirano. Mais que isso, Beethoven substituiu a marcha triunfal que compunha o segundo movimento por uma marcha fúnebre. O trecho extraído acabou se tornando o desfecho da famosa Sinfonia nº 5.

Para quem pretende assistir à apresentação, a boa notícia é que há a previsão de um dia de sol, com poucas nuvens, e sem chance de chuva. A temperatura deve ficar entre 5ºC e 16ºC.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;