Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Após má fase, Santo André espera embalar contra o Coritiba

Ramalhão quer conquistar segunda vitória seguida
em casa e embalar no Campeonato Brasileiro


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

22/08/2009 | 07:00


Vencer para tentar embalar no Campeonato Brasileiro. Essa é a meta do Santo André que hoje, às 18h30, recebe o Coritiba, no Estádio Bruno Daniel. Após vencer o Botafogo, quarta-feira, no Rio (2 a 1), espantar a má fase que já durava oito rodadas (sete derrotas e um empate) e deixar a zona de rebaixamento, o Ramalhão espera repetir a dose hoje contra os paranaenses, que vivem situação semelhante na tabela.

Enquanto o Santo André é 16º, com 21 pontos, o Coxa está uma posição acima, com 22. De acordo com o técnico Alexandre Gallo, é mais um jogo de seis pontos, contra um adversário que vive bom momento na competição (venceu o Fluminense, no Rio, por 3 a 1, e o Palmeiras, em casa, por 1 a 0). "Será mais um jogo da vida", disse o treinador, que tentou deixar de lado a vitória sobre o Botafogo. "Temos de manter a humildade e focar o próximo adversário."

O meia Júnior Dutra, que abriu o placar no Rio e deu o passe para Nunes ampliar, minimizou o fato de o Ramalhão não ter tido muito tempo para treinar entre um jogo e outro. Mas lembrou que o adversário também não - o Coritiba também atuou na quarta-feira, contra o Palmeiras. "A gente, eles, ninguém tem tempo. O campeonato é corrido. Então é descansar para estar inteiro", afirmou o jogador.

Para Dutra, a vitória em casa é praticamente obrigatória para o Santo André não correr o risco de retornar à zona do rebaixamento à Série B do Brasileiro. "Se não vencer, volta para a mesma situação."

Para a partida, Gallo não terá Vinícius Orlando, suspenso, e Marcelinho Carioca, barrado pelos médicos com um edema na coxa. Já Gustavo Nery é dúvida. Por outro lado, o zagueiro Marcel e o volante Ricardo Conceição voltam de suspensão e ficam à disposição.

No duelo entre as equipes no primeiro turno, o Ramalhão venceu por 4 a 2, em Curitiba. No entanto, para o meia Pablo Escobar, aquele resultado nada influencia na partida de hoje. "Cada jogo é distinto do outro. A situação das equipes também, porque estão perto da zona de rebaixamento. Para nós será como uma final, ainda mais porque precisamos vencer em casa", concluiu.

Rômulo cobra disposição do time

O lateral-direito Rômulo, que nas últimas duas partidas tem sido improvisado no meio-campo, cobrou mais atitude dos companheiros no início do jogo, para abrir o placar e desestabilizar o adversário, assim como foi contra o Botafogo, no Engenhão.

"Temos que buscar fazer o primeiro gol para depois utilizar o fator casa", comentou o jogador. "Não é uma regra, mas são circunstâncias que deixam a partida mais favorável", emendou o jogador.

De acordo com Rômulo, não será fácil para o Santo André somar esses três pontos, mas o Coritiba também terá suas dificuldades. "Eles vêm de duas vitórias seguidas, mas também estamos alegres pela vitória no Rio, o clima é outro e tenho certeza que o jogo vai ser bom", disse.

O lateral, inclusive, destacou quais devem ser os principais adversários a serem anulados. "O Marcelinho Paraíba e o Carlinhos Paraíba são os jogadores que estão em ascensão. Temos de marcar forte esse meio-campo deles."

O trio Rômulo, Cicinho e Júnior Dutra deram trabalho ao Botafogo. Amanhã, esperam repetir a dose. "Se a gente se aplicar, se empenhar e superar o cansaço, tenho certeza de que pode ser um ponto forte da equipe. Mas o que importa é dar suporte ao Nunes", finalizou Rômulo.

Coxa quer recuperar pontos perdidos

Recuperar os pontos perdidos em casa, na derrota para o Santo André no início da competição, é o objetivo do Coritiba na partida de hoje. "A gente tem que encarar cada partida como uma decisão, cada ponto num jogo disputado e equilibrado como esse é importante", destacou o meia Pedro Ken."Por isso, a gente vai procurar vencer essa partida também porque eles tomaram nossos pontos dentro de casa."

Mas o técnico Ney Franco não poderá contar com o mesmo time que derrotou o Palmeiras na última rodada. O zagueiro Pereira e o volante Leandro Donizete foram expulsos, o atacante Bruno Batata machucou-se e o lateral-esquerdo Douglas Silva está com problemas familiares.(da AE)



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;