Fechar
Publicidade

Domingo, 19 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Baskerville revela faceta pintor com exposição


Ângela Corrêa
Do Diário do Grande ABC

19/05/2010 | 07:00


No ano passado, o ator paulista Nelson Baskerville se mudou para o Rio para interpretar Leandro, pai dos gêmeos vividos por Mateus Solano em "Viver a Vida", que acaba de deixar a grade no horário das nove. Na mala, levou tintas e pincéis e montou ateliê no apartamento de frente para o mar em que foi morar. O resultado está na exposição "Enquanto Vivi a Vida", que abre hoje, às 19h, na Galeria Pop (tel.: 3081 7865), em São Paulo.

Também diretor de teatro, Baskerville descobriu a inclinação para as artes plásticas há relativamente pouco tempo, depois de pesquisas para um projeto. Em 2007, quando foi dirigir um espetáculo em Portugal, pôde dar vazão a isso com mais intensidade. "Fiquei longe de casa, sem ter de lidar com coisas como ir ao banco. Sobrou tempo, apesar de trabalhar bastante. O mesmo houve no Rio", conta.

De volta a São Paulo e a dois projetos teatrais, ele não deve ter tanto tempo para pintar como antes. "Mas não trato o teatro ou a pintura como trabalho. São coisas que amo e sou privilegiado por isso. Então, interpretar e pintar não ficam em compartimentos diferentes. É a mesma coisa", explica.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Baskerville revela faceta pintor com exposição

Ângela Corrêa
Do Diário do Grande ABC

19/05/2010 | 07:00


No ano passado, o ator paulista Nelson Baskerville se mudou para o Rio para interpretar Leandro, pai dos gêmeos vividos por Mateus Solano em "Viver a Vida", que acaba de deixar a grade no horário das nove. Na mala, levou tintas e pincéis e montou ateliê no apartamento de frente para o mar em que foi morar. O resultado está na exposição "Enquanto Vivi a Vida", que abre hoje, às 19h, na Galeria Pop (tel.: 3081 7865), em São Paulo.

Também diretor de teatro, Baskerville descobriu a inclinação para as artes plásticas há relativamente pouco tempo, depois de pesquisas para um projeto. Em 2007, quando foi dirigir um espetáculo em Portugal, pôde dar vazão a isso com mais intensidade. "Fiquei longe de casa, sem ter de lidar com coisas como ir ao banco. Sobrou tempo, apesar de trabalhar bastante. O mesmo houve no Rio", conta.

De volta a São Paulo e a dois projetos teatrais, ele não deve ter tanto tempo para pintar como antes. "Mas não trato o teatro ou a pintura como trabalho. São coisas que amo e sou privilegiado por isso. Então, interpretar e pintar não ficam em compartimentos diferentes. É a mesma coisa", explica.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;