Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Tite evita falar sobre conduta de Neymar: 'Vou ter uma conversa com ele'

Reprodução Instagram Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


17/05/2019 | 12:24


Mais uma vez na lista dos 23 convocados para a Copa América, o atacante Neymar foi o jogador que mais despertou interesse dos jornalistas na entrevista coletiva que se seguiu ao anúncio da lista feita pelo técnico Tite, nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro. E foi, ao mesmo tempo, o que mereceu as respostas mais evasivas por parte do treinador.

Alegando "respeito e educação", Tite não quis comentar a agressão do jogador a um torcedor após a final da Copa da França. "Neymar errou, Neymar errou. Por educação, eu enquanto técnico da seleção, vou ter uma conversa com ele. Assim como conversei com Douglas Costa e assim como vou conversar com Paquetá, por uma questão de conjunto", disse Tite.

O técnico foi questionado quatro vezes sobre o atacante - todas elas a respeito da conduta de Neymar sem a bola nos pés, e não propriamente sobre o seu futebol. Mas, em todas elas, evitou dar uma resposta direta.

"Eu não vou ficar aqui aventando possibilidades. Eu não quero falar, eu não vou falar, porque eu quero falar com o Neymar antes", insistiu Tite. "Eu vou responder no momento oportuno."

Indagado se os critérios de convocação de Neymar foram diferentes aos aplicados a Douglas Costa no ano passado - ele ficou de fora de uma lista após ter desferido uma cusparada num jogador adversário -, Tite demonstrou certo desconforto. "Quando foi colocado Douglas Costa, eu falei que isso não se fala por telefone. Tem que ter cuidado", comentou. O treinador disse ainda que, à época, o jogador também vinha de lesão.

Por fim, questionado sobre outra atitude de Neymar, que reclamou publicamente de colegas do PSG após a derrota na final da Copa da França, Tite foi direto. "Te dou a oportunidade de fazer outra pergunta", esquivou-se o técnico da seleção.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Tite evita falar sobre conduta de Neymar: 'Vou ter uma conversa com ele'


17/05/2019 | 12:24


Mais uma vez na lista dos 23 convocados para a Copa América, o atacante Neymar foi o jogador que mais despertou interesse dos jornalistas na entrevista coletiva que se seguiu ao anúncio da lista feita pelo técnico Tite, nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro. E foi, ao mesmo tempo, o que mereceu as respostas mais evasivas por parte do treinador.

Alegando "respeito e educação", Tite não quis comentar a agressão do jogador a um torcedor após a final da Copa da França. "Neymar errou, Neymar errou. Por educação, eu enquanto técnico da seleção, vou ter uma conversa com ele. Assim como conversei com Douglas Costa e assim como vou conversar com Paquetá, por uma questão de conjunto", disse Tite.

O técnico foi questionado quatro vezes sobre o atacante - todas elas a respeito da conduta de Neymar sem a bola nos pés, e não propriamente sobre o seu futebol. Mas, em todas elas, evitou dar uma resposta direta.

"Eu não vou ficar aqui aventando possibilidades. Eu não quero falar, eu não vou falar, porque eu quero falar com o Neymar antes", insistiu Tite. "Eu vou responder no momento oportuno."

Indagado se os critérios de convocação de Neymar foram diferentes aos aplicados a Douglas Costa no ano passado - ele ficou de fora de uma lista após ter desferido uma cusparada num jogador adversário -, Tite demonstrou certo desconforto. "Quando foi colocado Douglas Costa, eu falei que isso não se fala por telefone. Tem que ter cuidado", comentou. O treinador disse ainda que, à época, o jogador também vinha de lesão.

Por fim, questionado sobre outra atitude de Neymar, que reclamou publicamente de colegas do PSG após a derrota na final da Copa da França, Tite foi direto. "Te dou a oportunidade de fazer outra pergunta", esquivou-se o técnico da seleção.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;