Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 7 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Moradora não consegue fiscalização em S.Bernardo


Kelly Zucatelli
Do Diário do Grande ABC

21/01/2009 | 07:00


Apesar de já terem se passado 20 dias do novo governo, a fiscalização da Secretaria de Obras de São Bernardo ainda está comprometida. Vários funcionários teriam sido exonerados e o Departamento de Manutenção não estaria em condições de atender à população. A Prefeitura nega.

No dia 9 de janeiro, a moradora Isabel Cristina Garcia, 55 anos, ligou para pedir à Prefeitura que averiguasse um vazamento de água em sua rua, pois já havia feito vários contatos com a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) sem obter sucesso.

Na segunda-feira, Isabel ligou novamente para o Departamento de Manutenção da Secretaria de Obras pedindo a fiscalização e foi surpreendida com a informação dada por uma engenheira, de que não tinham como mandar um fiscal, pois vários funcionários foram exonerados de seus cargos e que não tinham como atender a reclamação.

"Ela (a engenheira) me disse que não tinham nem chefe e nem para quem passar o serviço", lembrou a moradora Isabel, que junto com seu marido, Dilermano Martins Figueiredo, tem reclamado do problema.

Ontem o Diário ligou para a Secretaria de Obras e uma funcionária confirmou que desde que os servidores voltaram dos feriados de fim de ano, o departamento teve a rotina de atendimentos dos chamados suspensa até que fossem definido quem seriam os novos gestores.

A funcionária salientou que ontem, já estava apanhando documentos dos fiscais e que os trabalhos deveriam ser normalizados a partir de hoje. "Não sei nem se minha encarregada continuará aqui. Creio que ainda nesta semana tudo volte ao normal, pois até nós ficamos perdidos", disse.

A Prefeitura de São Bernardo negou que a fiscalização estivesse sem funcionar. A administração informou que, apesar da grande demanda, o departamento não deixou de realizar nenhum serviço, inclusive o de fiscalização de concessionárias.

Sobre o problema específico da munícipe, a administração informou que cobrará uma solução por parte da Sabesp, que alegou que uma equipe esteve no local e não notou indícios de vazamento. A concessionária informou ainda que faria testes para detectar possíveis vazamentos que possam não ter sido vistos no local.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Moradora não consegue fiscalização em S.Bernardo

Kelly Zucatelli
Do Diário do Grande ABC

21/01/2009 | 07:00


Apesar de já terem se passado 20 dias do novo governo, a fiscalização da Secretaria de Obras de São Bernardo ainda está comprometida. Vários funcionários teriam sido exonerados e o Departamento de Manutenção não estaria em condições de atender à população. A Prefeitura nega.

No dia 9 de janeiro, a moradora Isabel Cristina Garcia, 55 anos, ligou para pedir à Prefeitura que averiguasse um vazamento de água em sua rua, pois já havia feito vários contatos com a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) sem obter sucesso.

Na segunda-feira, Isabel ligou novamente para o Departamento de Manutenção da Secretaria de Obras pedindo a fiscalização e foi surpreendida com a informação dada por uma engenheira, de que não tinham como mandar um fiscal, pois vários funcionários foram exonerados de seus cargos e que não tinham como atender a reclamação.

"Ela (a engenheira) me disse que não tinham nem chefe e nem para quem passar o serviço", lembrou a moradora Isabel, que junto com seu marido, Dilermano Martins Figueiredo, tem reclamado do problema.

Ontem o Diário ligou para a Secretaria de Obras e uma funcionária confirmou que desde que os servidores voltaram dos feriados de fim de ano, o departamento teve a rotina de atendimentos dos chamados suspensa até que fossem definido quem seriam os novos gestores.

A funcionária salientou que ontem, já estava apanhando documentos dos fiscais e que os trabalhos deveriam ser normalizados a partir de hoje. "Não sei nem se minha encarregada continuará aqui. Creio que ainda nesta semana tudo volte ao normal, pois até nós ficamos perdidos", disse.

A Prefeitura de São Bernardo negou que a fiscalização estivesse sem funcionar. A administração informou que, apesar da grande demanda, o departamento não deixou de realizar nenhum serviço, inclusive o de fiscalização de concessionárias.

Sobre o problema específico da munícipe, a administração informou que cobrará uma solução por parte da Sabesp, que alegou que uma equipe esteve no local e não notou indícios de vazamento. A concessionária informou ainda que faria testes para detectar possíveis vazamentos que possam não ter sido vistos no local.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;