Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Mauá concentra embarque preferencial


Isis Mastromano Correia
Do Diário do Grande ABC

29/11/2008 | 07:03


Mauá concentra a metade dos usuários do programa de embarque preferencial implementado pela CPTM (Companhia de Trens Metropolitanos) em oito estações do sistema em 2007. No primeiro ano de operação, que será completado amanhã, foram 52,8 mil passageiros na cidade do Grande ABC (4.400 por mês) frente aos 1.195.765 usuários do programa.

A estação Mauá é a única da região a contar com o sistema de embarque preferencial, que prioriza a entrada de deficientes, idosos, gestantes e pessoas com crianças no primeiro vagão do trem, das 6h às 9h, que é o horário mais movimentado da manhã.

Pesquisa realizada pelo Metrô, que também adotou o sistema de embarque preferencial, mostra que a operação é aprovada por 97% das pessoas que usam o sistema férreo.

Mas, para alguns usuários ainda há problemas. Antes de chegar em Mauá o trem passa por três estações onde a operação de embarque preferencial não existe e qualquer usuário pode entrar livremente. "O trem vem de Rio Grande da Serra e já chega lotado. O programa aliviou um pouco, mas ainda é bem apertado (o trem)", diz a a deficiente Maria Aparecida de Souza.

O vagão é preferencial, mas não exclusivo pois a Constituição brasileira prega direitos iguais a todos os cidadãos e não se pode segregar pessoas.

"O transporte público também depende do comportamento adequado dos usuários", reforça o gerente de operação das linhas 7 e 10 (Luz-Rio Grande da Serra) da CPTM, Wellington José Berganton.

SALADINO
Hoje a estação Prefeito Saladino, em Santo André, completa 56 anos. É a estação mais nova do Grande ABC.

Inaugurada em 1952 como uma simples parada para atender os trens da extinta estrada de ferro Santos-Jundiaí, chegou a receber boa parte dos carros para exportação que iam da região para o Litoral.

O nome é homenagem a Saladino Cardoso Franco, prefeito de Santo André entre 1914 e 1930.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mauá concentra embarque preferencial

Isis Mastromano Correia
Do Diário do Grande ABC

29/11/2008 | 07:03


Mauá concentra a metade dos usuários do programa de embarque preferencial implementado pela CPTM (Companhia de Trens Metropolitanos) em oito estações do sistema em 2007. No primeiro ano de operação, que será completado amanhã, foram 52,8 mil passageiros na cidade do Grande ABC (4.400 por mês) frente aos 1.195.765 usuários do programa.

A estação Mauá é a única da região a contar com o sistema de embarque preferencial, que prioriza a entrada de deficientes, idosos, gestantes e pessoas com crianças no primeiro vagão do trem, das 6h às 9h, que é o horário mais movimentado da manhã.

Pesquisa realizada pelo Metrô, que também adotou o sistema de embarque preferencial, mostra que a operação é aprovada por 97% das pessoas que usam o sistema férreo.

Mas, para alguns usuários ainda há problemas. Antes de chegar em Mauá o trem passa por três estações onde a operação de embarque preferencial não existe e qualquer usuário pode entrar livremente. "O trem vem de Rio Grande da Serra e já chega lotado. O programa aliviou um pouco, mas ainda é bem apertado (o trem)", diz a a deficiente Maria Aparecida de Souza.

O vagão é preferencial, mas não exclusivo pois a Constituição brasileira prega direitos iguais a todos os cidadãos e não se pode segregar pessoas.

"O transporte público também depende do comportamento adequado dos usuários", reforça o gerente de operação das linhas 7 e 10 (Luz-Rio Grande da Serra) da CPTM, Wellington José Berganton.

SALADINO
Hoje a estação Prefeito Saladino, em Santo André, completa 56 anos. É a estação mais nova do Grande ABC.

Inaugurada em 1952 como uma simples parada para atender os trens da extinta estrada de ferro Santos-Jundiaí, chegou a receber boa parte dos carros para exportação que iam da região para o Litoral.

O nome é homenagem a Saladino Cardoso Franco, prefeito de Santo André entre 1914 e 1930.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;