Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Na terra dos Fiordes

DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Renato Campos
Do Diário do Grande ABC

16/10/2008 | 07:04


País dos fiordes, capital dos vikings, das ilhas românticas, das montanhas mágicas e encantadas, com lagos azuis que espelham o céu, e da imensidade branca das neves sem fim. Os atrativos da Noruega despertam no turista uma enorme curiosidade. O heroísmo do povo sempre se manifestou na luta contra uma natureza áspera, no estudo da mesma e no explorar do mundo.

Com pouco mais de 4 milhões de habitantes, o país apresenta excelentes condições para atrair o turismo externo. Sua topografia - formada por montanhas agrestes, profundos fiordes, costas escarpadas e terras cultivadas com suaves ondulações - faz da Noruega uma das regiões mais encantadoras da Europa.

Oslo, a capital, cercada por água, colinas e florestas, conta com uma grande variedade de atrações. Nessa terra do rei Olavo come-se muito bem. A especialidade em peixes tornou-a famosa internacionalmente. Afinal, o norueguês sempre curtiu o mar: entre cinco famílias, uma possui barco, numa clara demonstração de que o sangue viking ainda corre quente nas veias de seus habitantes.

Mas a paixão pelo mar é compartilhada com a neve, uma vez que no inverno a Noruega se transforma numa imensa pista de esqui.

Em Oslo, o turista deve visitar o Museu Viking, cujo acervo exibe técnicas de construção de barcos que ainda não chegaram a ser superadas. O norueguês procura enfatizar ao falar dos vikings que, ao contrário do que se imagina, não eram bárbaros, mas sim comerciantes, eventualmente guerreiros.

O Homenkollen Park, situado num dos pontos mais altos de Oslo, é realmente deslumbrante. Ali se encontra uma das mais importantes pistas de esqui, dentre as 2.000 existentes na Noruega, 41 das quais iluminadas. A Catedral de Oslo, construída no século 17, é ponto de atração que deve ser visitado, assim como o Castelo Akerhus, um dos principais monumentos medievais do país.

Outra grande atração é o Parque Gustav Viglant, que ocupa uma área de 32 hectares, reunindo cerca de 200 grupos de esculturas em pedra, de autoria do escultor e filósofo Gustav Viglant. O parque é um espetáculo que não deve deixar de ser visitado. O escultor dedicou 40 anos de sua vida à realização das obras, cujas figuras representam seres de todas as faixas etárias, vivendo diferentes emoções.

Para o norueguês, comer bem faz parte da própria essência da vida. O almoço é abundante e com pratos especiais de peixes, queijos, frios, salmão, caviar, arenques e uma infinidade de outras iguarias quentes que constituem o mundialmente famoso somorgarsbord, que pode chegar a 60 tipos de comidas diferentes.

Trata-se de uma das cozinhas mais refinadas do mundo na opinião de quem sabe comer bem. Os restaurantes noruegueses satisfazem desde o mais humilde até os mais sofisticados gostos. Até mesmo as lanchonetes de lojas de departamento devem ser conhecidas.

A exemplo de Estocolmo, capital da Suécia, ou Copenhague, capital da Dinamarca, Oslo também oferece o seu cartão especial, que dá direito a passagens gratuitas nos transportes públicos, visitas a museus, refeições e passeios de barco.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Na terra dos Fiordes

Renato Campos
Do Diário do Grande ABC

16/10/2008 | 07:04


País dos fiordes, capital dos vikings, das ilhas românticas, das montanhas mágicas e encantadas, com lagos azuis que espelham o céu, e da imensidade branca das neves sem fim. Os atrativos da Noruega despertam no turista uma enorme curiosidade. O heroísmo do povo sempre se manifestou na luta contra uma natureza áspera, no estudo da mesma e no explorar do mundo.

Com pouco mais de 4 milhões de habitantes, o país apresenta excelentes condições para atrair o turismo externo. Sua topografia - formada por montanhas agrestes, profundos fiordes, costas escarpadas e terras cultivadas com suaves ondulações - faz da Noruega uma das regiões mais encantadoras da Europa.

Oslo, a capital, cercada por água, colinas e florestas, conta com uma grande variedade de atrações. Nessa terra do rei Olavo come-se muito bem. A especialidade em peixes tornou-a famosa internacionalmente. Afinal, o norueguês sempre curtiu o mar: entre cinco famílias, uma possui barco, numa clara demonstração de que o sangue viking ainda corre quente nas veias de seus habitantes.

Mas a paixão pelo mar é compartilhada com a neve, uma vez que no inverno a Noruega se transforma numa imensa pista de esqui.

Em Oslo, o turista deve visitar o Museu Viking, cujo acervo exibe técnicas de construção de barcos que ainda não chegaram a ser superadas. O norueguês procura enfatizar ao falar dos vikings que, ao contrário do que se imagina, não eram bárbaros, mas sim comerciantes, eventualmente guerreiros.

O Homenkollen Park, situado num dos pontos mais altos de Oslo, é realmente deslumbrante. Ali se encontra uma das mais importantes pistas de esqui, dentre as 2.000 existentes na Noruega, 41 das quais iluminadas. A Catedral de Oslo, construída no século 17, é ponto de atração que deve ser visitado, assim como o Castelo Akerhus, um dos principais monumentos medievais do país.

Outra grande atração é o Parque Gustav Viglant, que ocupa uma área de 32 hectares, reunindo cerca de 200 grupos de esculturas em pedra, de autoria do escultor e filósofo Gustav Viglant. O parque é um espetáculo que não deve deixar de ser visitado. O escultor dedicou 40 anos de sua vida à realização das obras, cujas figuras representam seres de todas as faixas etárias, vivendo diferentes emoções.

Para o norueguês, comer bem faz parte da própria essência da vida. O almoço é abundante e com pratos especiais de peixes, queijos, frios, salmão, caviar, arenques e uma infinidade de outras iguarias quentes que constituem o mundialmente famoso somorgarsbord, que pode chegar a 60 tipos de comidas diferentes.

Trata-se de uma das cozinhas mais refinadas do mundo na opinião de quem sabe comer bem. Os restaurantes noruegueses satisfazem desde o mais humilde até os mais sofisticados gostos. Até mesmo as lanchonetes de lojas de departamento devem ser conhecidas.

A exemplo de Estocolmo, capital da Suécia, ou Copenhague, capital da Dinamarca, Oslo também oferece o seu cartão especial, que dá direito a passagens gratuitas nos transportes públicos, visitas a museus, refeições e passeios de barco.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;