Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 31 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Junto com a comunidade

A Associação das Indústrias do Polo Petroquímico do Grande ABC...


Dgabc

18/10/2011 | 00:00


Artigo

A Associação das Indústrias do Polo Petroquímico do Grande ABC patrocinou e participou mais uma vez do evento Diário do Grande ABC nos Bairros, que aconteceu no sábado, no bairro Sonia Maria, em Mauá.

Em linha com seu posicionamento socialmente responsável, a Apolo apresentou, em estande próprio, o Programa SMS (Segurança, Meio Ambiente e Saúde), além de preparar uma palestra de conscientização ambiental, alertando sobre as consequências negativas do descarte inadequado do óleo de cozinha usado.

A diretora do Instituto Bióleo, Teodora Tavares, orientou as pessoas presentes no evento que descartem de maneira correta o óleo usado no dia a dia sem prejudicar o meio ambiente.

O Programa Apolo-Bióleo prevê o aproveitamento comercial do resíduo na produção de biodiesel, gerando renda para a comunidade. O bairro de Mauá já conta com um ponto de recepção na Associação dos Amigos do Bairro do Jardim Sonia Maria e Silvia Maria (Rua Zequinha de Abreu, 433).

Além disso, como parte do Programa SMS, recentemente a Apolo colaborou com a Defesa Civil e a Prefeitura de Mauá para a criação do primeiro Núcleo de Defesa Civil de Mauá. A associação trabalhou na capacitação dos voluntários, que são moradores dos bairros Sonia Maria e Silvia Maria, vizinhos ao polo.

A instalação de um Nudec tem o objetivo de organizar e preparar a comunidade para lidar com situações de risco. O grupo de voluntários reúne-se periodicamente para definir as atividades a serem desenvolvidas, prazos e avaliar os trabalhos. A atuação do Nudec é focada em incentivo à educação preventiva, organização e execução de campanhas, cadastro de recursos e meios de apoio existentes na comunidade e coordenação e fiscalização do material estocado e sua distribuição, promoção de treinamentos, contato permanente e colaboração com a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil na execução das ações de defesa civil.

Durante o evento foram distribuídos pela Apolo kits infantis educativos compostos por caderno de colorir com mensagem de segurança e preservação ambiental e giz de cera. Uma das estratégias da associação é disseminar essas mensagens por meio das crianças, que depois de sensibilizadas costumam repassar os conceitos aprendidos para os pais e familiares.

A Apolo acredita que o trabalho em conjunto com a comunidade moradora da região ao redor do polo é o melhor caminho para alcançar excelentes resultados nos âmbitos social, ambiental e econômico. Com base nessa premissa, a parceria com o Diário do Grande ABC nos Bairros contribuiu para aproximar ainda mais a Apolo da comunidade e colaborou para a divulgação dos Programas SMS e Apolo-Bióleo.

Sempre preocupadas com a comunidade e o meio ambiente, as associadas da Apolo atuam de forma responsável, promovendo campanhas e programas sociais destinados a levar informação, cultura e qualidade de vida a toda a comunidade.

Luis Almudi é diretor Executivo da Apolo.

PALAVRA DO LEITOR

Falta de segurança

Aqui no bairro Sônia Maria, em Mauá, há muita coisa para ser feita. Me incomoda muito a falta de segurança que nós temos. Na verdade, a gente é que está preso dentro de casa, porque, hoje em dia, os ladrões estão soltos. Para mim a segurança para viver tranquilo com minha família é essencial, assim como saúde também.

Luiz Roberto Bento, 53 anos, técnico em eletrônica

Lixo misturado

A reciclagem não existe aqui no nosso bairro. A gente coloca o lixo na rua e fica esperando o catador de lixo para pegar, se ele vier pegar. Não tem um posto específico que você possa deixar o material reciclado. Também não temos serviço de caminhão para coleta. Então, o que acontece é que a maioria das pessoas acaba misturando tudo no lixo comum.

Cecília Ferreira, 54 anos, dona de casa

Descarte de pilhas

A gente acaba misturando porque aqui no Sônia Maria não tem onde jogar. Em casa, por exemplo, eu tenho pilhas e baterias usadas que eu não sei que fim dar. E pergunto, onde vou jogar isso? O certo seria existir um coletor próprio para pilhas e baterias aqui na comunidade para facilitar a separação para reciclagem, já que no lixo comum não se pode jogar.

Aparecida Marques Moreno Lima, aposentada, 57 anos

Falta de limpeza

Na minha opinião, a limpeza no bairro deveria ser melhorada. E muito. Há sujeira e muito lixo jogado no chão. É possível encontrar sujeira nas ruas, nas vielas, por todos os lados.

Andreza dos Santos, auxiliar de RH, 24 anos

Postos de Saúde

O que deveria ser melhorado aqui na nossa região é a situação dos postos de Saúde. Aqui temos um, as pessoas podem ser atendidas depois de marcar uma consulta, até aí tudo bem. Mas, por exemplo, uma pessoa que está passando mal não consegue ser atendida. E o problema ocorre, principalmente, no período da noite. Na UBS, costumam deixar as pessoas esperando por muito tempo. Depois atendentes vêm se desculpar dizendo que não haverá atendimento médico. É um absurdo, porque muitas pessoas estão passando mal e não conseguem ir embora sozinhas e sem atendimento.

Adriana Carvalho, 38 anos, faxineira

Escola de samba

Gostei muito da apresentação da bateria mirim da Escola de Samba Unidos do Silvia Maria. Já aproveitei e cortei meu cabelo e o das minhas crianças também. Gostei muito. Cortaram do jeito que eu queria. As cabeleireiras fizeram do jeito que a gente gosta.

Luzia Passos, 40 anos, doméstica

Lazer

Achei ótimo essa tarde aqui na EE Professor Manoel Cação. Acho que deveria ser feito outras vezes no bairro, porque aqui não temos área de lazer. Não tem nenhuma. Acredito que isso ajudaria a diminuir a violência na região. O atendimento dos dentistas também é muito bom.

Manoel Albino, 48 anos, mecânico de manutenção

De olho na pressão

Moro na região, a Braskem sempre divulga as ações. Também faço parte da comunidade da escola, então fiquei sabendo e vim participar, estou gostando muito dos exames.

Wolber Oliveira, 26 anos, técnico instrumentista

Mais médicos

A Saúde deveria melhorar. Os médicos faltam muito e precisamos do serviço deles dia e noite. Tem noite que não tem. A segurança também vai mal. Está um tal de roubarem as casas que não é brincadeira.

Iraci Moraes Cruz, 67 anos, doméstica

Beleza

Estou gostando do evento. Meus filhos estudam aqui. E enquanto ele brinca estou aproveitando pra fazer limpeza de pele.

Vera de Araújo, 34 anos, do lar



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Junto com a comunidade

A Associação das Indústrias do Polo Petroquímico do Grande ABC...

Dgabc

18/10/2011 | 00:00


Artigo

A Associação das Indústrias do Polo Petroquímico do Grande ABC patrocinou e participou mais uma vez do evento Diário do Grande ABC nos Bairros, que aconteceu no sábado, no bairro Sonia Maria, em Mauá.

Em linha com seu posicionamento socialmente responsável, a Apolo apresentou, em estande próprio, o Programa SMS (Segurança, Meio Ambiente e Saúde), além de preparar uma palestra de conscientização ambiental, alertando sobre as consequências negativas do descarte inadequado do óleo de cozinha usado.

A diretora do Instituto Bióleo, Teodora Tavares, orientou as pessoas presentes no evento que descartem de maneira correta o óleo usado no dia a dia sem prejudicar o meio ambiente.

O Programa Apolo-Bióleo prevê o aproveitamento comercial do resíduo na produção de biodiesel, gerando renda para a comunidade. O bairro de Mauá já conta com um ponto de recepção na Associação dos Amigos do Bairro do Jardim Sonia Maria e Silvia Maria (Rua Zequinha de Abreu, 433).

Além disso, como parte do Programa SMS, recentemente a Apolo colaborou com a Defesa Civil e a Prefeitura de Mauá para a criação do primeiro Núcleo de Defesa Civil de Mauá. A associação trabalhou na capacitação dos voluntários, que são moradores dos bairros Sonia Maria e Silvia Maria, vizinhos ao polo.

A instalação de um Nudec tem o objetivo de organizar e preparar a comunidade para lidar com situações de risco. O grupo de voluntários reúne-se periodicamente para definir as atividades a serem desenvolvidas, prazos e avaliar os trabalhos. A atuação do Nudec é focada em incentivo à educação preventiva, organização e execução de campanhas, cadastro de recursos e meios de apoio existentes na comunidade e coordenação e fiscalização do material estocado e sua distribuição, promoção de treinamentos, contato permanente e colaboração com a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil na execução das ações de defesa civil.

Durante o evento foram distribuídos pela Apolo kits infantis educativos compostos por caderno de colorir com mensagem de segurança e preservação ambiental e giz de cera. Uma das estratégias da associação é disseminar essas mensagens por meio das crianças, que depois de sensibilizadas costumam repassar os conceitos aprendidos para os pais e familiares.

A Apolo acredita que o trabalho em conjunto com a comunidade moradora da região ao redor do polo é o melhor caminho para alcançar excelentes resultados nos âmbitos social, ambiental e econômico. Com base nessa premissa, a parceria com o Diário do Grande ABC nos Bairros contribuiu para aproximar ainda mais a Apolo da comunidade e colaborou para a divulgação dos Programas SMS e Apolo-Bióleo.

Sempre preocupadas com a comunidade e o meio ambiente, as associadas da Apolo atuam de forma responsável, promovendo campanhas e programas sociais destinados a levar informação, cultura e qualidade de vida a toda a comunidade.

Luis Almudi é diretor Executivo da Apolo.

PALAVRA DO LEITOR

Falta de segurança

Aqui no bairro Sônia Maria, em Mauá, há muita coisa para ser feita. Me incomoda muito a falta de segurança que nós temos. Na verdade, a gente é que está preso dentro de casa, porque, hoje em dia, os ladrões estão soltos. Para mim a segurança para viver tranquilo com minha família é essencial, assim como saúde também.

Luiz Roberto Bento, 53 anos, técnico em eletrônica

Lixo misturado

A reciclagem não existe aqui no nosso bairro. A gente coloca o lixo na rua e fica esperando o catador de lixo para pegar, se ele vier pegar. Não tem um posto específico que você possa deixar o material reciclado. Também não temos serviço de caminhão para coleta. Então, o que acontece é que a maioria das pessoas acaba misturando tudo no lixo comum.

Cecília Ferreira, 54 anos, dona de casa

Descarte de pilhas

A gente acaba misturando porque aqui no Sônia Maria não tem onde jogar. Em casa, por exemplo, eu tenho pilhas e baterias usadas que eu não sei que fim dar. E pergunto, onde vou jogar isso? O certo seria existir um coletor próprio para pilhas e baterias aqui na comunidade para facilitar a separação para reciclagem, já que no lixo comum não se pode jogar.

Aparecida Marques Moreno Lima, aposentada, 57 anos

Falta de limpeza

Na minha opinião, a limpeza no bairro deveria ser melhorada. E muito. Há sujeira e muito lixo jogado no chão. É possível encontrar sujeira nas ruas, nas vielas, por todos os lados.

Andreza dos Santos, auxiliar de RH, 24 anos

Postos de Saúde

O que deveria ser melhorado aqui na nossa região é a situação dos postos de Saúde. Aqui temos um, as pessoas podem ser atendidas depois de marcar uma consulta, até aí tudo bem. Mas, por exemplo, uma pessoa que está passando mal não consegue ser atendida. E o problema ocorre, principalmente, no período da noite. Na UBS, costumam deixar as pessoas esperando por muito tempo. Depois atendentes vêm se desculpar dizendo que não haverá atendimento médico. É um absurdo, porque muitas pessoas estão passando mal e não conseguem ir embora sozinhas e sem atendimento.

Adriana Carvalho, 38 anos, faxineira

Escola de samba

Gostei muito da apresentação da bateria mirim da Escola de Samba Unidos do Silvia Maria. Já aproveitei e cortei meu cabelo e o das minhas crianças também. Gostei muito. Cortaram do jeito que eu queria. As cabeleireiras fizeram do jeito que a gente gosta.

Luzia Passos, 40 anos, doméstica

Lazer

Achei ótimo essa tarde aqui na EE Professor Manoel Cação. Acho que deveria ser feito outras vezes no bairro, porque aqui não temos área de lazer. Não tem nenhuma. Acredito que isso ajudaria a diminuir a violência na região. O atendimento dos dentistas também é muito bom.

Manoel Albino, 48 anos, mecânico de manutenção

De olho na pressão

Moro na região, a Braskem sempre divulga as ações. Também faço parte da comunidade da escola, então fiquei sabendo e vim participar, estou gostando muito dos exames.

Wolber Oliveira, 26 anos, técnico instrumentista

Mais médicos

A Saúde deveria melhorar. Os médicos faltam muito e precisamos do serviço deles dia e noite. Tem noite que não tem. A segurança também vai mal. Está um tal de roubarem as casas que não é brincadeira.

Iraci Moraes Cruz, 67 anos, doméstica

Beleza

Estou gostando do evento. Meus filhos estudam aqui. E enquanto ele brinca estou aproveitando pra fazer limpeza de pele.

Vera de Araújo, 34 anos, do lar

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;