Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Sem clima de revanche, Brasil encara Austrália, algoz em 2015

CBF Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

12/08/2016 | 07:00


 A Seleção Brasileira Feminina de Futebol precisará exorcizar fantasma hoje para seguir viva nos Jogos Olímpicos. Às 22h, Marta e companhia entram no gramado do Mineirão para pegar a Austrália, algoz da Copa do Mundo de 2015, realizada no Canadá. Na ocasião, as australianas bateram o Brasil por 1 a 0 nas oitavas de final.

Apesar da história entre as seleções, o técnico Vadão não alimenta o clima de revanche em relação às adversárias.

“O que aconteceu no Mundial é que sofremos o gol no fim e não revertemos. Não existe revanche. Apenas perdemos um jogo que nos custou a classificação. Todo confronto eliminatório tem seu risco e estamos preparados para isso”, afirmou o treinador brasileiro. “Nos encontramos em um ponto em que estamos prontos para enfrentar qualquer adversário.”

Outro que também afastou o revanchismo foi Alen Stajcic, técnico da Austrália. “Cada partida tem a sua história. Mas nada disso afeta a história do duelo de amanhã (hoje). Jogamos contra o Brasil há duas semanas e elas nos venceram por 3 a 1. Esperamos que amanhã (hoje) seja diferente”, disse. “Vai ser muito difícil. O Brasil tem jogadoras individualmente muito boas. É um time bastante forte ofensivamente e cria muitas chances”, avaliou.

E esse estilo de jogo brasileiro não deve ser alterado, conforme revelou ontem o técnico Vadão.

“Não vamos mudar a estratégia. É essa que iniciamos. Analisamos cada ponto que precisávamos melhorar. Não vamos mudar o estilo”, destacou o comandante.

O único desfalque para o treinador é a atacante Cristiane. Assim como diante da África do Sul, Debinha deve substitui-la e auxiliar Marta nas conclusões das jogadas ofensivas da Seleção.

Cristiane apresenta evolução, mas não joga no Mineirão

A atacante Cristiane está fora do confronto com a Austrália, no Mineirão, pelas quartas de final dos Jogos Olímpicos. Ontem, em Belo Horizonte, ela foi submetida a outro exame de ressonância magnética, que apontou melhora no edema no bíceps femoral da coxa direita, assim como evolução da lesão periférica, ao redor do machucado na perna.

Cristiane sofreu a lesão na segunda rodada da fase de grupos da Olimpíada, na vitória por 5 a 1 sobre a Suécia, e perdeu o último compromisso, diante da África do Sul, por conta do problema.

Logo após o duelo com as suecas, ela iniciou tratamento fisioterápico para tentar se recuperar para as quartas de final, mas não houve tempo.

A atleta seguirá em tratamento e busca estar apta para participar da semifinal ou da final da competição que o Brasil nunca conquistou. O melhor resultado das mulheres foi a prata, em duas oportunidades – Atenas-2004 e Pequim-2008.

Neymar tem entorse, mas deve atuar contra Colômbia

Principal jogador da Seleção Brasileira masculina, Neymar deixou o gramado da Fonte Nova, em Salvador, mancando por conta de problema no tornozelo direito. Ontem pela manhã, realizou exames que apontaram entorse de grau 1 no local e iniciou tratamento para poder treinar hoje. Como a lesão é leve, ele não deve ser problema para a partida de amanhã contra a Colômbia, às 22h, na Arena Corinthians, pelas quartas de final dos Jogos Olímpicos.

O camisa 10 da Seleção já inspirava cuidados mesmo antes da lesão no tornozelo. Isso porque passou período de férias e ainda não está na forma física ideal – por isso, vinha fazendo trabalho preventivo junto à preparação física brasileira.

Ontem à noite, a delegação aterrissou em São Paulo e ficou hospedada em Guarulhos. Hoje, os comandados de Rogério Micale treinam no CT Joaquim Grava, do Corinthians. Já a Colômbia se prepara no Estádio do Inamar, em Diadema.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Sem clima de revanche, Brasil encara Austrália, algoz em 2015

Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

12/08/2016 | 07:00


 A Seleção Brasileira Feminina de Futebol precisará exorcizar fantasma hoje para seguir viva nos Jogos Olímpicos. Às 22h, Marta e companhia entram no gramado do Mineirão para pegar a Austrália, algoz da Copa do Mundo de 2015, realizada no Canadá. Na ocasião, as australianas bateram o Brasil por 1 a 0 nas oitavas de final.

Apesar da história entre as seleções, o técnico Vadão não alimenta o clima de revanche em relação às adversárias.

“O que aconteceu no Mundial é que sofremos o gol no fim e não revertemos. Não existe revanche. Apenas perdemos um jogo que nos custou a classificação. Todo confronto eliminatório tem seu risco e estamos preparados para isso”, afirmou o treinador brasileiro. “Nos encontramos em um ponto em que estamos prontos para enfrentar qualquer adversário.”

Outro que também afastou o revanchismo foi Alen Stajcic, técnico da Austrália. “Cada partida tem a sua história. Mas nada disso afeta a história do duelo de amanhã (hoje). Jogamos contra o Brasil há duas semanas e elas nos venceram por 3 a 1. Esperamos que amanhã (hoje) seja diferente”, disse. “Vai ser muito difícil. O Brasil tem jogadoras individualmente muito boas. É um time bastante forte ofensivamente e cria muitas chances”, avaliou.

E esse estilo de jogo brasileiro não deve ser alterado, conforme revelou ontem o técnico Vadão.

“Não vamos mudar a estratégia. É essa que iniciamos. Analisamos cada ponto que precisávamos melhorar. Não vamos mudar o estilo”, destacou o comandante.

O único desfalque para o treinador é a atacante Cristiane. Assim como diante da África do Sul, Debinha deve substitui-la e auxiliar Marta nas conclusões das jogadas ofensivas da Seleção.

Cristiane apresenta evolução, mas não joga no Mineirão

A atacante Cristiane está fora do confronto com a Austrália, no Mineirão, pelas quartas de final dos Jogos Olímpicos. Ontem, em Belo Horizonte, ela foi submetida a outro exame de ressonância magnética, que apontou melhora no edema no bíceps femoral da coxa direita, assim como evolução da lesão periférica, ao redor do machucado na perna.

Cristiane sofreu a lesão na segunda rodada da fase de grupos da Olimpíada, na vitória por 5 a 1 sobre a Suécia, e perdeu o último compromisso, diante da África do Sul, por conta do problema.

Logo após o duelo com as suecas, ela iniciou tratamento fisioterápico para tentar se recuperar para as quartas de final, mas não houve tempo.

A atleta seguirá em tratamento e busca estar apta para participar da semifinal ou da final da competição que o Brasil nunca conquistou. O melhor resultado das mulheres foi a prata, em duas oportunidades – Atenas-2004 e Pequim-2008.

Neymar tem entorse, mas deve atuar contra Colômbia

Principal jogador da Seleção Brasileira masculina, Neymar deixou o gramado da Fonte Nova, em Salvador, mancando por conta de problema no tornozelo direito. Ontem pela manhã, realizou exames que apontaram entorse de grau 1 no local e iniciou tratamento para poder treinar hoje. Como a lesão é leve, ele não deve ser problema para a partida de amanhã contra a Colômbia, às 22h, na Arena Corinthians, pelas quartas de final dos Jogos Olímpicos.

O camisa 10 da Seleção já inspirava cuidados mesmo antes da lesão no tornozelo. Isso porque passou período de férias e ainda não está na forma física ideal – por isso, vinha fazendo trabalho preventivo junto à preparação física brasileira.

Ontem à noite, a delegação aterrissou em São Paulo e ficou hospedada em Guarulhos. Hoje, os comandados de Rogério Micale treinam no CT Joaquim Grava, do Corinthians. Já a Colômbia se prepara no Estádio do Inamar, em Diadema.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;