Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Enviado da ONU chega a Estado rebelde em Mianmar



13/06/2012 | 02:22


O assessor especial do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, Vijay Nambiar, chegou ao conflituoso oeste de Mianmar nesta quarta-feira, após um surto de violência religiosa na região que deixou dezenas de mortos e vem causando uma crescente preocupação internacional.

 

Nambiar voou para a capital do Estado rebelde de Rakhine, que foi abalada por tumultos e incêndios criminosos, levando o governo a declarar estado de emergência.

 

Mais tarde, ele deverá visitar Maungdaw, na fronteira com Bangladesh, onde a última onda de agitação teve início na sexta-feira. "Estamos aqui para observar e avaliar de que maneira podemos continuar com nosso apoio ao Estado de Rakhine, disse o coordenar humanitário residente da ONU, Ashok Nigam.

 

A ONU retirou a maioria de seu pessoal estrangeiro de Maungdaw, que é a sua principal base no Estado, e que tem uma grande população de apátridas muçulmanos, da minoria Rohingya. Cerca de 25 pessoas foram mortas e 41 ficaram feridas em cinco dias de conflitos, disse um funcionário. As informações são da Dow Jones.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Enviado da ONU chega a Estado rebelde em Mianmar


13/06/2012 | 02:22


O assessor especial do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, Vijay Nambiar, chegou ao conflituoso oeste de Mianmar nesta quarta-feira, após um surto de violência religiosa na região que deixou dezenas de mortos e vem causando uma crescente preocupação internacional.

 

Nambiar voou para a capital do Estado rebelde de Rakhine, que foi abalada por tumultos e incêndios criminosos, levando o governo a declarar estado de emergência.

 

Mais tarde, ele deverá visitar Maungdaw, na fronteira com Bangladesh, onde a última onda de agitação teve início na sexta-feira. "Estamos aqui para observar e avaliar de que maneira podemos continuar com nosso apoio ao Estado de Rakhine, disse o coordenar humanitário residente da ONU, Ashok Nigam.

 

A ONU retirou a maioria de seu pessoal estrangeiro de Maungdaw, que é a sua principal base no Estado, e que tem uma grande população de apátridas muçulmanos, da minoria Rohingya. Cerca de 25 pessoas foram mortas e 41 ficaram feridas em cinco dias de conflitos, disse um funcionário. As informações são da Dow Jones.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;