Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Zeca do PT quer discutir crédito do Estado com a Uniao


Do Diário do Grande ABC

19/01/1999 | 13:36


O governador do Mato Grosso do Sul, José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, disse que no encontro desta terça à tarde com o presidente Fernando Henrique Cardoso, no Palácio do Planalto, pretende discutir um crédito de R$100 milhoes que o Estado tem com a Uniao e que seria reconhecido pelo governo federal. O governador quer também um preço diferenciado do gás boliviano para as indústrias no Estado.

Zeca do PT disse que recebeu o Estado com a folha de pagamento atrasada há três meses, no valor total de R$ 110 milhoes, com precatórios de R$ 100 milhoes e dívidas contraídas por seu antecessor, no término do mandato, de R$ 350 milhoes. Segundo o governador, o Estado está fazendo sua parte reduzindo pela metade o custeio da máquina, aumentando a arrecadaçao e afastando os funcionários fantasmas da folha de pagamento.

"Vamos saldar as dívidas à medida em que tenhamos apoio", disse o governador, ao sair da audiência com o presidente do Senado, Antônio Carlos Magalhaes. Depois do encontro, Zeca do PT disse que está buscando apoio para colocar o Estado nos eixos.

"Só através do entendimento o país vai sair da crise", defendeu. O senador Antônio Carlos Magalhaes, em entrevista concedida logo depois a uma TV de Mato Grosso do Sul disse que o encontro com Zeca do PT foi excelente e destacou a "posiçao de moderaçao, diálogo e consideraçao" do governador.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Zeca do PT quer discutir crédito do Estado com a Uniao

Do Diário do Grande ABC

19/01/1999 | 13:36


O governador do Mato Grosso do Sul, José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, disse que no encontro desta terça à tarde com o presidente Fernando Henrique Cardoso, no Palácio do Planalto, pretende discutir um crédito de R$100 milhoes que o Estado tem com a Uniao e que seria reconhecido pelo governo federal. O governador quer também um preço diferenciado do gás boliviano para as indústrias no Estado.

Zeca do PT disse que recebeu o Estado com a folha de pagamento atrasada há três meses, no valor total de R$ 110 milhoes, com precatórios de R$ 100 milhoes e dívidas contraídas por seu antecessor, no término do mandato, de R$ 350 milhoes. Segundo o governador, o Estado está fazendo sua parte reduzindo pela metade o custeio da máquina, aumentando a arrecadaçao e afastando os funcionários fantasmas da folha de pagamento.

"Vamos saldar as dívidas à medida em que tenhamos apoio", disse o governador, ao sair da audiência com o presidente do Senado, Antônio Carlos Magalhaes. Depois do encontro, Zeca do PT disse que está buscando apoio para colocar o Estado nos eixos.

"Só através do entendimento o país vai sair da crise", defendeu. O senador Antônio Carlos Magalhaes, em entrevista concedida logo depois a uma TV de Mato Grosso do Sul disse que o encontro com Zeca do PT foi excelente e destacou a "posiçao de moderaçao, diálogo e consideraçao" do governador.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;