Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Serra evita polemizar com Mercadante sobre segurança



03/06/2006 | 00:09


Em clima de campanha, o pré-candidato a governador de São Paulo, José Serra (PSDB), esteve nesta sexta-feira em Bragança Paulista e não quis comentar as críticas do pré-candidato a governador Aloizio Mercadante (PT) ao PSDB e à condução da questão da segurança no Estado.

“Eu não acho nada. Não vou falar sobre isso, tudo bem?” disse. Serra afirmou que a situação da segurança é grave, mas que os esforços foram e continuarão sendo feitos. “O governador tem de ser o capitão do time na luta contra o crime, articulando o governo federal, Poder Judiciário e os municípios”, disse, realçando que a responsabilidade não é só do governo do Estado, mas é o governador que deve coordenar as ações.

Sobre a campanha, Serra disse que, apesar de as pesquisas mostrarem que venceria no primeiro turno, a eleição não será fácil. “Pesquisa é só uma fotografia. A gente não vai ter moleza. Eles (o PT) têm muitos recursos”, provocou, à frente de uma platéia de cerca de 50 companheiros do PSDB da região de Bragança Paulista, no interior do Estado.

Entre os presentes estavam o prefeito João Afonso Solis (PSDB) e os deputados federal Zulaiê Cobra (PSDB-SP) e estadual Vanderlei Macris (PSDB). Serra disse também que dará todo apoio à candidatura do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) a presidente, rebatendo os boatos de que alguns tucanos trabalhariam uma fórmula de levar o nome do ex-prefeito à disputa presidencial.

“Em 2002, as campanhas ao governo do Estado e à Presidência não foram feitas em conjunto, o que dificultou os trabalhos. Este ano, pretendo estar com o Alckmin, sempre que puder”, disse.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Serra evita polemizar com Mercadante sobre segurança


03/06/2006 | 00:09


Em clima de campanha, o pré-candidato a governador de São Paulo, José Serra (PSDB), esteve nesta sexta-feira em Bragança Paulista e não quis comentar as críticas do pré-candidato a governador Aloizio Mercadante (PT) ao PSDB e à condução da questão da segurança no Estado.

“Eu não acho nada. Não vou falar sobre isso, tudo bem?” disse. Serra afirmou que a situação da segurança é grave, mas que os esforços foram e continuarão sendo feitos. “O governador tem de ser o capitão do time na luta contra o crime, articulando o governo federal, Poder Judiciário e os municípios”, disse, realçando que a responsabilidade não é só do governo do Estado, mas é o governador que deve coordenar as ações.

Sobre a campanha, Serra disse que, apesar de as pesquisas mostrarem que venceria no primeiro turno, a eleição não será fácil. “Pesquisa é só uma fotografia. A gente não vai ter moleza. Eles (o PT) têm muitos recursos”, provocou, à frente de uma platéia de cerca de 50 companheiros do PSDB da região de Bragança Paulista, no interior do Estado.

Entre os presentes estavam o prefeito João Afonso Solis (PSDB) e os deputados federal Zulaiê Cobra (PSDB-SP) e estadual Vanderlei Macris (PSDB). Serra disse também que dará todo apoio à candidatura do ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) a presidente, rebatendo os boatos de que alguns tucanos trabalhariam uma fórmula de levar o nome do ex-prefeito à disputa presidencial.

“Em 2002, as campanhas ao governo do Estado e à Presidência não foram feitas em conjunto, o que dificultou os trabalhos. Este ano, pretendo estar com o Alckmin, sempre que puder”, disse.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;