Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Chiquinho, do Sto.André, pode ser suspenso por 540 dias

O jogador será julgado na Federação Paulista de Futebol pela expulsão na derrota para o Guaratinguetá


Anderson Fattori
Especial para o Diário

02/03/2009 | 07:00


Nesta segunda-feira é o dia D para o meia Chiquinho, do Santo André. O jogador será julgado a partir das 18h, na Federação Paulista de Futebol, pela expulsão na derrota por 4 a 0 para o Guaratinguetá, pela oitava rodada do Campeonato Paulista.

Chiquinho foi denunciado no artigo 253 (Praticar agressão física contra o árbitro ou seus auxiliares, ou contra qualquer outro participante do evento desportivo) do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), que prevê como pena a suspensão de 120 a 540 dias.

A situação do meia ficou complicada porque o árbitro da partida, Milton Etsuo Ballerini, fez constar na sumula que o jogador desferiu um tapa no adversário, fora do lance de jogo.

Para minimizar a pena, o departamento jurídico do Ramalhão trabalha com a hipótese de desqualificar o artigo que o jogador foi denunciado e, com isso, reduzir a pena mínima de 120 dias para apenas um jogo, que já foi cumprido pelo jogador.

Na bronca - O técnico Sérgio Guedes ficou irritado com a derrota do Santo André para o Noroeste, em Bauru. Ainda no gramado do Estádio Alfredo de Castilho, o treinador deixou claro sua insatisfação com o árbitro Carlos Roberto dos Santos Júnior. "Ele (o juiz) foi covarde. Não resistiu a pressão que os jogadores do Noroeste fizeram, amarrou o jogo inteiro. É muito fácil apitar com a proteção que o trio de arbitragem tem hoje", esbravejou.

Polêmica a parte, o Santo André volta a campo na quarta-feira, para enfrentar o Marília, às 17h30, no Bruno Daniel, em duelo da sexta rodada que foi remarcado por conta da chuva.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Chiquinho, do Sto.André, pode ser suspenso por 540 dias

O jogador será julgado na Federação Paulista de Futebol pela expulsão na derrota para o Guaratinguetá

Anderson Fattori
Especial para o Diário

02/03/2009 | 07:00


Nesta segunda-feira é o dia D para o meia Chiquinho, do Santo André. O jogador será julgado a partir das 18h, na Federação Paulista de Futebol, pela expulsão na derrota por 4 a 0 para o Guaratinguetá, pela oitava rodada do Campeonato Paulista.

Chiquinho foi denunciado no artigo 253 (Praticar agressão física contra o árbitro ou seus auxiliares, ou contra qualquer outro participante do evento desportivo) do CBJD (Código Brasileiro de Justiça Desportiva), que prevê como pena a suspensão de 120 a 540 dias.

A situação do meia ficou complicada porque o árbitro da partida, Milton Etsuo Ballerini, fez constar na sumula que o jogador desferiu um tapa no adversário, fora do lance de jogo.

Para minimizar a pena, o departamento jurídico do Ramalhão trabalha com a hipótese de desqualificar o artigo que o jogador foi denunciado e, com isso, reduzir a pena mínima de 120 dias para apenas um jogo, que já foi cumprido pelo jogador.

Na bronca - O técnico Sérgio Guedes ficou irritado com a derrota do Santo André para o Noroeste, em Bauru. Ainda no gramado do Estádio Alfredo de Castilho, o treinador deixou claro sua insatisfação com o árbitro Carlos Roberto dos Santos Júnior. "Ele (o juiz) foi covarde. Não resistiu a pressão que os jogadores do Noroeste fizeram, amarrou o jogo inteiro. É muito fácil apitar com a proteção que o trio de arbitragem tem hoje", esbravejou.

Polêmica a parte, o Santo André volta a campo na quarta-feira, para enfrentar o Marília, às 17h30, no Bruno Daniel, em duelo da sexta rodada que foi remarcado por conta da chuva.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;