Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 19 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Policiais da região passam a atuar com arma austríaca

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Troca do equipamento agradou efetivo, que vê mais precisão no disparo; agentes vão realizar 15 dias de treinamento


Bia Moço
Do Diário do Grande ABC

21/07/2020 | 00:01


A PM (Polícia Militar) do Estado de São Paulo – incluindo os comandos do Grande ABC – recebeu novos armamentos ontem. Os efetivos foram contemplados com pistolas da marca Glock, que substituirão as atuais usadas na rotina – da marca Taurus – em até 15 dias, tempo que os agentes terão para treinar e conhecer os novos equipamentos. Nos próximos dias, a segurança pública será equipada com novas armas de incapacitação neuromuscular (conhecidas como armas de choque), fuzis e espingardas, que devem ser distribuídas até início de agosto.

A linha de pistolas recém-chegada aos efetivos é fabricada pela empresa austríaca Glock Ges.m.b.H e tem fama por ser o tipo de arma de fogo que possibilita disparos certeiros, até mesmo na água. A equipe de reportagem acompanhou o treinamento dos agentes do 1º BPRv (Batalhão de Polícia Rodoviária) – responsável pela região – com o novo armamento, na manhã de ontem. Segundo o tenente-coronel Fábio Paganotto Carvalho, as Glocks são internacionalmente conhecidas, sobretudo pela qualidade do produto, e usadas pela polícia do mundo todo. Segundo ele, a precisão dos tiros pôde ser sentida já nos primeiros toques. “A pistola tem alguns acessórios diferentes da utilizada por nós até agora. Um dos exemplos é que conseguimos ajustar a coronha dela para uma pegada adaptada, conforme o tamanho da mão de cada agente, e isso possibilita mais firmeza e precisão no disparo”, comemorou o tenente-coronel.

Todo o efetivo do 1º BPRv já recebeu as armas – cerca de 780 – e iniciou a adaptação ontem. Outro ponto avaliado pelo tenente-coronel é o fato de a pistola ter duas travas, o que a torna mais segura. 

“O mais importante é que a adaptação está baseada no método Giraldi (doutrina criada em 1997 e adotada pela polícia em 2002 com objetivo de preparar o policial para defender a vida), reconhecido pela ONU (Organização das Nações Unidas) e que tem o objetivo de preservar vidas”, destacou o tenente-coronel Paganotto, explicando que parte dos disparos está sendo direcionada para que os agentes consigam atingir somente os membro do criminoso. “A intenção é imobilizar o indivíduo e incapacitar sua locomoção, não tirar sua vida”, pontuou. 

Paganotto destacou a rápida adaptação dos agentes à nova arma. “A felicidade do efetivo em receber armamento desta qualidade é indescritível. Temos mais precisão, segurança, e ainda melhora o nosso trabalho”, garantiu.

Comandante do CPAM/6 (Comando de Policiamento de Área Metropolitana 6) – que responde pelo Grande ABC –, o coronel Renato Nery Machado esclareceu que, assim como a Polícia Rodoviária, os policiais militares metropolitanos também já foram supridos com as Glocks, e que foi elaborado um plano de treino e distribuição, visando atingir todo efetivo nos próximos dias. “Hoje em dia as pistolas Glock são consideradas o que há de mais moderno para atividade policial. No CPAM/6 foram recebidas as armas na quantidade para munir todos os agentes”, comemorou, sem informar quantas armas foram entregues pelo Estado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;