Fechar
Publicidade

Domingo, 26 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

A herança de Moyroud e os passos técnicos do Diário

A morte, no começo do mês, de Louis Moyroud (1914-2010) permite que lembremos dos passos do Diário no campo gráfico


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

10/07/2010 | 00:00


Sex, 02 Jul, 05h21

WASHINGTON (AFP)

O engenheiro francês Louis Moyroud, coinventor da fotocomposição, um procedimento que revolucionou a impressão dos jornais na metade do século passado, morreu segunda-feira, aos 96 anos, em sua casa na Flórida, anunciou ontem seu filho, Patrick Moyroud.

* * *

A morte, no começo do mês, de Louis Moyroud (1914-2010) permite que lembremos dos passos do Diário no campo gráfico.

Foram várias fases. As primeiras, românticas, dos jovens diretores deslocando-se até São Paulo com os originais do pioneiro News Seller para composição e impressão em oficinas de terceiros. A primeira oficina ficava na Rua dos Andradas, em São Paulo.

Em 1962 começa a construção do Palácio da Imprensa, na Rua Catequese, e o mesmo News Seller monta a sua primeira gráfica própria, cujo carro-chefe foi uma rotativa Walter Scott 1939 em desuso que pertencera ao Jornal do Comércio. Foi uma loucura montá-la e fazê-la funcionar. Criava-se a primeira equipe de linotipistas da casa.

Em 1973, tudo muda. Em dezembro daquele ano, dois caminhões de grande tonelagem transportam do Aeroporto Internacional de Viracopos para a Rua Catequese, em Santo André, 84 volumes importados dos Estados Unidos contendo a parte final do equipamento adquirido pelo Diário para a implantação, em seu parque gráfico, do sistema de impressão em offset. O sistema tradicional da linotipo (composição a quente, o chumbão) vivia seus últimos meses na vida do jornal.

Hoje, no saguão de entrada do Diário, é mantida exposta uma linotipo, dos tempos heroicos da primeira gráfica do jornal. O técnico e jornalista Antonio Devanir Leite cuida desta máquina com todo o zelo, e voluntariamente.

Terça-feira de Carnaval, 27 de fevereiro de 1974, Circula o primeiro número do Diário impresso em offset. Nesse dia, os leitores recebem um jornal mais atraente, nítido e limpo.

Julho de 1975. A seção de fotocomposição do Diário ganha novas perfuradoras Varicomp, recém-importadas pela companhia T. Janer. São quatro novas unidades que se somam às oito existentes. Aumenta-se em 50% a capacidade operacional do departamento, permitindo acentuada redução no tempo de preparação do jornal.

E assim... As máquinas de escrever são aposentadas na virada dos anos 1980 para 1990. Radiofotos cedem vez à era do satélite. Aposenta-se o telex. O fax vive seu auge, mas fenece também. Caminha-se para a informatização total.

O Diário inaugura em 27 de março de 1995 a nova divisão industrial, na Vila Sacadura Cabral, em Santo André. E o próprio Grande ABC ganha o seu parque gráfico, uma nova e futurista paisagem pelos ladas fundações universitárias do Sítio Tangará.

Mas é preciso não se esquecer dos tempos heroicos em que os jornais impressos vinham de São Paulo numa carroceria de caminhão. E não foram poucas vezes que os fundadores seguiram juntos. Os irmãos Dotto, Edson e Maury; Fausto Polesi e Ângelo Puga, muitas vezes, na cabine ou carroceria, exaustos pela noite de trabalho, deitados sobre os pacotes a serem distribuídos pelas nascentes sete cidades.

NAS ONDAS DO RÁDIO

USP FM (93,7). Memória. Especial com o cantor Francisco Carlos. Produção e apresentação: Milton Parron. Trabalhos técnicos: Cido Tavares. Hoje, às 9h.

TRIANON AM (740). Quinta Avenida. Hoje: gravações da banda do trombonista Tommy Dorsey. E as vozes de Lorez Alexandria e Matt Monro. Amanhã: especial com cantores da atualidade. Produção e apresentação: Ronaldo Benvenga, com Marcelo de Almeida; coordenação: Lucas Neto. Hoje, às 19h; amanhã, às 9h. Na internet: www.comercialderadio.com.br e www.quintaavenida.mus.br.

BANDEIRANTES AM (840) e FM (90,9). Memória. O humor de Zé Fidelis; o programa Bangalô e Malocas, da Rádio Record, e piadas do Manduca da Rádio Nacional do Rio. Produção e apresentação: Milton Parron. Hoje, às 23h, com reprise amanhã, às 5h.

ELDORADO AM (700). Brasil em Todos os Tempos. Um passeio pelos pontos extremos do Brasil: o Leste e o Oeste (parte 2). Produção e apresentação: Geraldo Nunes. Por causa da Copa do Mundo, edição única e resumida: amanhã, das 6h às 6h30.

ABC AM (1570). Viagem no Tempo. Homenagem ao cantor Abílio Manoel, falecido em 29 de junho e cujo maior sucesso foi Pena Verde, composição própria. E mais: Clara Nunes, Carlos Gonzaga e Martinho da Vila. Produção e apresentação: Marcelo Duarte. Amanhã, das 8h às 9h. Contatos: viagemnotempo@radioabc.com.br.

PÉROLA DA SERRA (87,5). Reminiscências. A formação de Ribeirão Pires emoldurada com as mais belas canções do passado. Produção e apresentação: Américo e Lina Del Corto; e a participação de Octavio David Filho, Idmir Pedro dos Santos, Walter Gallo, Idair F. Santos, Antonio Simões, Pedro Cordeiro e Ademar Bertoldo. Amanhã, das 9h às 12h. Visite o site: www.peroladaserrafm.com.br.

HÁ 50 ANOS

Domingo, 10 de julho de 1960

Manchete - Em vigor dia 20 a nova tarifa da EFSJ (Estrada de Ferro Santos a Jundiaí)

Esportes - Começa o Torneio News Seller de Voleibol. Participantes: Randi, Pirelli, Ocara, Aramaçan, GE, Brasilit, Mercedes-Benz e Cerâmica.

DIÁRIO HÁ 30 ANOS

Quinta-feira, 10 de julho de 1980

Manchete - Papa João Paulo II abre congresso de Fortaleza pedindo luta contra migração.

Luto - Poesia e música perdem Vinicius de Moraes.

Editorial - A consciência social do imposto.

Primeiro Plano (Eduardo Camargo) - Preocupação com o uso do cheque aumenta.

EM 10 DE JULHO DE...

1955 - Inaugurado o Edifício IV Centenário, no centro de Ribeirão Pires.

MUNICÍPIOS PAULISTAS

Celebram aniversário hoje: Bananal, Capivari, Pindamonhangaba, Rio das Pedras e Santa Isabel. Bananal, Capivari e Santa Isabel - além de Araraquara e São Roque - foram criados por um decreto da Regência de 10 de julho de 1832.

HOJE

Dia Internacional da Pizza, Dia Mundial da Lei e Dia da Saúde Ocular.

SANTOS DO DIA

Francisco, Abdul-Muti e Rafael Massabki; Maurício e Verônica Giuliani; Santa Felicidade e seus sete filhos, martirizados em Roma no século II (estampa).

Crédito da estampa: acervo Vangelista Bazani (Gili) e João de Deus Martinez.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

A herança de Moyroud e os passos técnicos do Diário

A morte, no começo do mês, de Louis Moyroud (1914-2010) permite que lembremos dos passos do Diário no campo gráfico

Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

10/07/2010 | 00:00


Sex, 02 Jul, 05h21

WASHINGTON (AFP)

O engenheiro francês Louis Moyroud, coinventor da fotocomposição, um procedimento que revolucionou a impressão dos jornais na metade do século passado, morreu segunda-feira, aos 96 anos, em sua casa na Flórida, anunciou ontem seu filho, Patrick Moyroud.

* * *

A morte, no começo do mês, de Louis Moyroud (1914-2010) permite que lembremos dos passos do Diário no campo gráfico.

Foram várias fases. As primeiras, românticas, dos jovens diretores deslocando-se até São Paulo com os originais do pioneiro News Seller para composição e impressão em oficinas de terceiros. A primeira oficina ficava na Rua dos Andradas, em São Paulo.

Em 1962 começa a construção do Palácio da Imprensa, na Rua Catequese, e o mesmo News Seller monta a sua primeira gráfica própria, cujo carro-chefe foi uma rotativa Walter Scott 1939 em desuso que pertencera ao Jornal do Comércio. Foi uma loucura montá-la e fazê-la funcionar. Criava-se a primeira equipe de linotipistas da casa.

Em 1973, tudo muda. Em dezembro daquele ano, dois caminhões de grande tonelagem transportam do Aeroporto Internacional de Viracopos para a Rua Catequese, em Santo André, 84 volumes importados dos Estados Unidos contendo a parte final do equipamento adquirido pelo Diário para a implantação, em seu parque gráfico, do sistema de impressão em offset. O sistema tradicional da linotipo (composição a quente, o chumbão) vivia seus últimos meses na vida do jornal.

Hoje, no saguão de entrada do Diário, é mantida exposta uma linotipo, dos tempos heroicos da primeira gráfica do jornal. O técnico e jornalista Antonio Devanir Leite cuida desta máquina com todo o zelo, e voluntariamente.

Terça-feira de Carnaval, 27 de fevereiro de 1974, Circula o primeiro número do Diário impresso em offset. Nesse dia, os leitores recebem um jornal mais atraente, nítido e limpo.

Julho de 1975. A seção de fotocomposição do Diário ganha novas perfuradoras Varicomp, recém-importadas pela companhia T. Janer. São quatro novas unidades que se somam às oito existentes. Aumenta-se em 50% a capacidade operacional do departamento, permitindo acentuada redução no tempo de preparação do jornal.

E assim... As máquinas de escrever são aposentadas na virada dos anos 1980 para 1990. Radiofotos cedem vez à era do satélite. Aposenta-se o telex. O fax vive seu auge, mas fenece também. Caminha-se para a informatização total.

O Diário inaugura em 27 de março de 1995 a nova divisão industrial, na Vila Sacadura Cabral, em Santo André. E o próprio Grande ABC ganha o seu parque gráfico, uma nova e futurista paisagem pelos ladas fundações universitárias do Sítio Tangará.

Mas é preciso não se esquecer dos tempos heroicos em que os jornais impressos vinham de São Paulo numa carroceria de caminhão. E não foram poucas vezes que os fundadores seguiram juntos. Os irmãos Dotto, Edson e Maury; Fausto Polesi e Ângelo Puga, muitas vezes, na cabine ou carroceria, exaustos pela noite de trabalho, deitados sobre os pacotes a serem distribuídos pelas nascentes sete cidades.

NAS ONDAS DO RÁDIO

USP FM (93,7). Memória. Especial com o cantor Francisco Carlos. Produção e apresentação: Milton Parron. Trabalhos técnicos: Cido Tavares. Hoje, às 9h.

TRIANON AM (740). Quinta Avenida. Hoje: gravações da banda do trombonista Tommy Dorsey. E as vozes de Lorez Alexandria e Matt Monro. Amanhã: especial com cantores da atualidade. Produção e apresentação: Ronaldo Benvenga, com Marcelo de Almeida; coordenação: Lucas Neto. Hoje, às 19h; amanhã, às 9h. Na internet: www.comercialderadio.com.br e www.quintaavenida.mus.br.

BANDEIRANTES AM (840) e FM (90,9). Memória. O humor de Zé Fidelis; o programa Bangalô e Malocas, da Rádio Record, e piadas do Manduca da Rádio Nacional do Rio. Produção e apresentação: Milton Parron. Hoje, às 23h, com reprise amanhã, às 5h.

ELDORADO AM (700). Brasil em Todos os Tempos. Um passeio pelos pontos extremos do Brasil: o Leste e o Oeste (parte 2). Produção e apresentação: Geraldo Nunes. Por causa da Copa do Mundo, edição única e resumida: amanhã, das 6h às 6h30.

ABC AM (1570). Viagem no Tempo. Homenagem ao cantor Abílio Manoel, falecido em 29 de junho e cujo maior sucesso foi Pena Verde, composição própria. E mais: Clara Nunes, Carlos Gonzaga e Martinho da Vila. Produção e apresentação: Marcelo Duarte. Amanhã, das 8h às 9h. Contatos: viagemnotempo@radioabc.com.br.

PÉROLA DA SERRA (87,5). Reminiscências. A formação de Ribeirão Pires emoldurada com as mais belas canções do passado. Produção e apresentação: Américo e Lina Del Corto; e a participação de Octavio David Filho, Idmir Pedro dos Santos, Walter Gallo, Idair F. Santos, Antonio Simões, Pedro Cordeiro e Ademar Bertoldo. Amanhã, das 9h às 12h. Visite o site: www.peroladaserrafm.com.br.

HÁ 50 ANOS

Domingo, 10 de julho de 1960

Manchete - Em vigor dia 20 a nova tarifa da EFSJ (Estrada de Ferro Santos a Jundiaí)

Esportes - Começa o Torneio News Seller de Voleibol. Participantes: Randi, Pirelli, Ocara, Aramaçan, GE, Brasilit, Mercedes-Benz e Cerâmica.

DIÁRIO HÁ 30 ANOS

Quinta-feira, 10 de julho de 1980

Manchete - Papa João Paulo II abre congresso de Fortaleza pedindo luta contra migração.

Luto - Poesia e música perdem Vinicius de Moraes.

Editorial - A consciência social do imposto.

Primeiro Plano (Eduardo Camargo) - Preocupação com o uso do cheque aumenta.

EM 10 DE JULHO DE...

1955 - Inaugurado o Edifício IV Centenário, no centro de Ribeirão Pires.

MUNICÍPIOS PAULISTAS

Celebram aniversário hoje: Bananal, Capivari, Pindamonhangaba, Rio das Pedras e Santa Isabel. Bananal, Capivari e Santa Isabel - além de Araraquara e São Roque - foram criados por um decreto da Regência de 10 de julho de 1832.

HOJE

Dia Internacional da Pizza, Dia Mundial da Lei e Dia da Saúde Ocular.

SANTOS DO DIA

Francisco, Abdul-Muti e Rafael Massabki; Maurício e Verônica Giuliani; Santa Felicidade e seus sete filhos, martirizados em Roma no século II (estampa).

Crédito da estampa: acervo Vangelista Bazani (Gili) e João de Deus Martinez.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;