Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 14 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Antiga sede da CBF, no centro do Rio, será leiloada


Da Agência Brasil

16/09/2003 | 17:36


O velho prédio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na rua da Alfândega, no centro do Rio de Janeiro, será leiloado nesta quarta-feira (dia 17), às 15h. O lance inicial está fixado em R$ 1,5 milhão.

Adquirido em 1970, durante a administração João Havelange, quando a CBF ainda se chamava Confederação Brasileira de Desportos (CBD), o prédio de nove andares guarda algumas histórias curiosas. Foi de lá que roubaram, em 1983, o troféu Jules Rimet, ganho definitivamente pelo Brasil no tricampeonato Mundial, no México, em 1970. O troféu de ouro nunca foi encontrado e teria sido derretido.

O local também foi palco de manifestações contra convocações e não convocações de jogadores. A última delas foi vivida em 2002, pelo treinador Luiz Felipe Scolari. À saída do prédio, ele foi cercado por centenas de torcedores que exigiam a convocação de Romário para a Copa do Mundo do Japão e Coréia do Sul.

Foram as manifestações e a falta de estacionamento que levaram o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, a trocar a sede da entidade para um prédio mais moderno, na Barra da Tijuca, em local isolado, com amplo estacionamento e distante das críticas dos torcedores.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Antiga sede da CBF, no centro do Rio, será leiloada

Da Agência Brasil

16/09/2003 | 17:36


O velho prédio da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na rua da Alfândega, no centro do Rio de Janeiro, será leiloado nesta quarta-feira (dia 17), às 15h. O lance inicial está fixado em R$ 1,5 milhão.

Adquirido em 1970, durante a administração João Havelange, quando a CBF ainda se chamava Confederação Brasileira de Desportos (CBD), o prédio de nove andares guarda algumas histórias curiosas. Foi de lá que roubaram, em 1983, o troféu Jules Rimet, ganho definitivamente pelo Brasil no tricampeonato Mundial, no México, em 1970. O troféu de ouro nunca foi encontrado e teria sido derretido.

O local também foi palco de manifestações contra convocações e não convocações de jogadores. A última delas foi vivida em 2002, pelo treinador Luiz Felipe Scolari. À saída do prédio, ele foi cercado por centenas de torcedores que exigiam a convocação de Romário para a Copa do Mundo do Japão e Coréia do Sul.

Foram as manifestações e a falta de estacionamento que levaram o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, a trocar a sede da entidade para um prédio mais moderno, na Barra da Tijuca, em local isolado, com amplo estacionamento e distante das críticas dos torcedores.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;