Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 31 de Março

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Esquadra germânica

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Marco Borba, com Agências

18/06/2010 | 07:02


Será que mais uma vez os alemães vão bombardear? Após a goleada por 4 a 0 na estreia diante da Austrália, a expectativa agora recai sobre o encontro de hoje com a Sérvia, às 8h30 (horário de Brasília), em Port Elizabeth. Outra vitória da esquadra germânica significa quase pouso seguro nas oitavas de final.

Os sérvios, que sucumbiram diante da instável equipe de Gana na primeira rodada (1 a 0), não podem sequer pensar em derrota, para não voltarem cedo para casa. As esperanças do time recaem sobre Radomir Antic e Dejan Stankovic. É a primeira Copa do país depois da independência.

A seleção do técnico Joachim Löw espera novo show de Thomas Müller e Mesut Ozil, que brilharam na estreia contra os australianos e fizeram cair no esquecimento o capitão e desfalque Michael Ballack.

Sami Khedira foi quem assumiu esse papel importante e espera repetir a dose diante dos sérvios: "Temos de estar prontos para correr e ao mesmo tempo repetir o jogo que fizemos contra a Austrália", afirmou o jovem volante, 21 anos.

No meio-campo, Khedira deverá travar batalha com Dejan Stankovic, o capitão da Sérvia, que conseguiu a tríplice coroa com a Inter de Milão (Liga dos Campeões, Campeonato Italiano e Copa da Itália) e está com sede de vitória depois do vexame de quatro anos atrás, quando ainda defendia Sérvia e Montenegro.

"Essa partida servirá para que tiremos conclusões mais claras", acrescentou Khedira.

A Alemanha mais uma vez aposta na dupla ofensiva da última Copa, Lukas Podolski e Miroslav Klose. Este último, que tem 11 gols em Mundiais e pretende bater o recorde de Ronaldo (15), avalia que o desempenho do time se deve em parte ao meia Ozil. "Nunca tivemos um número dez nato e agora o encontramos", disse.

Alemães exaltam adversário e temem jogada aérea

Embora favorita, a Alemanha exalta a qualidade da Sérvia e prevê dificuldades no jogo de hoje. "A Austrália não era uma referência. A Sérvia tem outro calibre, com jogadores de alto nível, como Nemanja Vidic (Manchester United) e Branislav Ivanovic (Chelsea). É uma equipe que joga sua última carta para ficar no torneio. Temos de estar atentos 90 minutos", disse o técnico alemão Joachim Löw.

A lista de preocupações da Alemanha tem ainda Dejan Stankovic e Milos Krasic. O grande temor, no entanto, é o centroavante Zigic, de 2,02 m, do Valencia, principal referência ofensiva dos sérvios.

"Temos de ganhar as bolas aéreas do Zigic. Nossos zagueiros venceram todas contra a Austrália. Então, estamos em boa forma", garante o assistente técnico Hansi Flick.

O volante Schweinsteiger chegou a preocupar a comissão técnica por conta de infecção que o deixou fora de dois treinamentos, mas participou das atividades e está confirmado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Esquadra germânica

Marco Borba, com Agências

18/06/2010 | 07:02


Será que mais uma vez os alemães vão bombardear? Após a goleada por 4 a 0 na estreia diante da Austrália, a expectativa agora recai sobre o encontro de hoje com a Sérvia, às 8h30 (horário de Brasília), em Port Elizabeth. Outra vitória da esquadra germânica significa quase pouso seguro nas oitavas de final.

Os sérvios, que sucumbiram diante da instável equipe de Gana na primeira rodada (1 a 0), não podem sequer pensar em derrota, para não voltarem cedo para casa. As esperanças do time recaem sobre Radomir Antic e Dejan Stankovic. É a primeira Copa do país depois da independência.

A seleção do técnico Joachim Löw espera novo show de Thomas Müller e Mesut Ozil, que brilharam na estreia contra os australianos e fizeram cair no esquecimento o capitão e desfalque Michael Ballack.

Sami Khedira foi quem assumiu esse papel importante e espera repetir a dose diante dos sérvios: "Temos de estar prontos para correr e ao mesmo tempo repetir o jogo que fizemos contra a Austrália", afirmou o jovem volante, 21 anos.

No meio-campo, Khedira deverá travar batalha com Dejan Stankovic, o capitão da Sérvia, que conseguiu a tríplice coroa com a Inter de Milão (Liga dos Campeões, Campeonato Italiano e Copa da Itália) e está com sede de vitória depois do vexame de quatro anos atrás, quando ainda defendia Sérvia e Montenegro.

"Essa partida servirá para que tiremos conclusões mais claras", acrescentou Khedira.

A Alemanha mais uma vez aposta na dupla ofensiva da última Copa, Lukas Podolski e Miroslav Klose. Este último, que tem 11 gols em Mundiais e pretende bater o recorde de Ronaldo (15), avalia que o desempenho do time se deve em parte ao meia Ozil. "Nunca tivemos um número dez nato e agora o encontramos", disse.

Alemães exaltam adversário e temem jogada aérea

Embora favorita, a Alemanha exalta a qualidade da Sérvia e prevê dificuldades no jogo de hoje. "A Austrália não era uma referência. A Sérvia tem outro calibre, com jogadores de alto nível, como Nemanja Vidic (Manchester United) e Branislav Ivanovic (Chelsea). É uma equipe que joga sua última carta para ficar no torneio. Temos de estar atentos 90 minutos", disse o técnico alemão Joachim Löw.

A lista de preocupações da Alemanha tem ainda Dejan Stankovic e Milos Krasic. O grande temor, no entanto, é o centroavante Zigic, de 2,02 m, do Valencia, principal referência ofensiva dos sérvios.

"Temos de ganhar as bolas aéreas do Zigic. Nossos zagueiros venceram todas contra a Austrália. Então, estamos em boa forma", garante o assistente técnico Hansi Flick.

O volante Schweinsteiger chegou a preocupar a comissão técnica por conta de infecção que o deixou fora de dois treinamentos, mas participou das atividades e está confirmado.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;