Fechar
Publicidade

Sábado, 15 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Revista para alternativos chega à Internet


Do Diário OnLine

18/09/1999 | 23:14


Quem circula pelo circuito descolado de Sao Paulo já deve ter cruzado com a revista Velotrol, editada por Zé Caporrino e distribuída gratuitamente na noite paulistana. É bimestral, com tiragem de 12 mil exemplares, bom gosto gráfico e ediçao de primeira. Agora, a publicaçao chega à Internet, com as mesmas marcas da versao impressa.

Assim como a revista, o site da Velotrol é polêmico. Seu conteúdo muitas vezes pode parecer de mau gosto a leitores mais conservadores. Já os alternativos, justamente o público alvo da publicaçao, certamente adoram. A filosofia é reunir, a cada ediçao, "colaboradores que sejam nomes atuantes da música, design, arte, moda, cinema e teatro, além de matérias inusitadas".

E isso há aos montes. A seçao Históricas Fantásticas, por exemplo, lembra publicaçoes bizarras que circulam especialmente na Europa. Nesta ediçao, o destaque sao as irmas siamesas Gabriella e Paloma Vazquez, que se prostituem nas ruas de Quito, no Equador. A reportagem é curta, mas cheia de detalhes. Traz, inclusive, fotos das gêmeas (que parecem ser puro truque de ediçao). Ainda no capítulo, digamos, estranho da publicaçao, há uma reportagem sobre trepanaçao, "uma técnica xamânica antiga que consiste na retirada cirúrgica, muitas vezes sem anestesia, de um disco do osso do crânio, que pode variar de tamanho". Tudo pelo 'prazer'...

Certamente verídica e naturalmente surreal é a entrevista com o diretor teatral Zé Celso Martinez Corrêa, do Oficina. Bem ao estilo metralhadora verbal, ele dispara: "Eu e um amigo meu, um cineasta, tivemos uma viagem de ácido em Pérola Negra. Nós nos demos as maos, e fizemos um círculo, uma espécie de uma mandala, demos um murro na parede e a atravessamos. Aí eu contei para a Lina Bo Bardi que a gente tinha atravessado a parede e do outro lado tinha um espaço fantástico, aí ela disse: 'Eu nao atravesso parede, eu quebro, sou arquiteta'".

Bastante útil é o roteiro, que nao se pretende completo, mas qualificado. Preparado especialmente para o público alvo da revista. Sao shows, exposiçoes, peças de teatro, festas e eventos que, nas palavras dos próprios editores, "poderiam ficar perdidos em meio a centenas de outros nos guias tradicionais". As atualizaçoes sao feitas às sextas-feiras. Até porque é a praia do Velotrol, os bares ganharam uma seçao especial. Sao mais de 60 opçoes descoladas da Paulicéia, com descriçao e links na Web.

Quem preferir programas mais alternativos deve acessar 'Boas Compras' e conferir um roteiro de onde se pode comprar camisa de força, orelhas do Dr. Spock, bonecos de ventríloquo e placas de trânsito em Sao Paulo. Quem indica é especialista no assunto: o jornalista Marcelo Duarte, autor do Guia dos Curiosos.

Há também uma seçao de discos, que traz a trilha sonora dos antenados, assim como um glossário do mundo fashion. Tudo também muito alternativo. Vide o verbete estilista: "ser humano capaz de reproduzir, copiar, e ter a cara de pau de acreditar em um esforço criativo". Ah, a definiçao é de Heitor Werneck, estilista da Escola de Divinos.

A revista oferece ainda arquivo de ediçoes anteriores, links, uma seçao de turismo (está no ar uma reportagem sobre Burkina Fasso), uma fotonovela, quadrinhos e muitos outros artigos sobre assuntos, claro, 'alternativos'.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Revista para alternativos chega à Internet

Do Diário OnLine

18/09/1999 | 23:14


Quem circula pelo circuito descolado de Sao Paulo já deve ter cruzado com a revista Velotrol, editada por Zé Caporrino e distribuída gratuitamente na noite paulistana. É bimestral, com tiragem de 12 mil exemplares, bom gosto gráfico e ediçao de primeira. Agora, a publicaçao chega à Internet, com as mesmas marcas da versao impressa.

Assim como a revista, o site da Velotrol é polêmico. Seu conteúdo muitas vezes pode parecer de mau gosto a leitores mais conservadores. Já os alternativos, justamente o público alvo da publicaçao, certamente adoram. A filosofia é reunir, a cada ediçao, "colaboradores que sejam nomes atuantes da música, design, arte, moda, cinema e teatro, além de matérias inusitadas".

E isso há aos montes. A seçao Históricas Fantásticas, por exemplo, lembra publicaçoes bizarras que circulam especialmente na Europa. Nesta ediçao, o destaque sao as irmas siamesas Gabriella e Paloma Vazquez, que se prostituem nas ruas de Quito, no Equador. A reportagem é curta, mas cheia de detalhes. Traz, inclusive, fotos das gêmeas (que parecem ser puro truque de ediçao). Ainda no capítulo, digamos, estranho da publicaçao, há uma reportagem sobre trepanaçao, "uma técnica xamânica antiga que consiste na retirada cirúrgica, muitas vezes sem anestesia, de um disco do osso do crânio, que pode variar de tamanho". Tudo pelo 'prazer'...

Certamente verídica e naturalmente surreal é a entrevista com o diretor teatral Zé Celso Martinez Corrêa, do Oficina. Bem ao estilo metralhadora verbal, ele dispara: "Eu e um amigo meu, um cineasta, tivemos uma viagem de ácido em Pérola Negra. Nós nos demos as maos, e fizemos um círculo, uma espécie de uma mandala, demos um murro na parede e a atravessamos. Aí eu contei para a Lina Bo Bardi que a gente tinha atravessado a parede e do outro lado tinha um espaço fantástico, aí ela disse: 'Eu nao atravesso parede, eu quebro, sou arquiteta'".

Bastante útil é o roteiro, que nao se pretende completo, mas qualificado. Preparado especialmente para o público alvo da revista. Sao shows, exposiçoes, peças de teatro, festas e eventos que, nas palavras dos próprios editores, "poderiam ficar perdidos em meio a centenas de outros nos guias tradicionais". As atualizaçoes sao feitas às sextas-feiras. Até porque é a praia do Velotrol, os bares ganharam uma seçao especial. Sao mais de 60 opçoes descoladas da Paulicéia, com descriçao e links na Web.

Quem preferir programas mais alternativos deve acessar 'Boas Compras' e conferir um roteiro de onde se pode comprar camisa de força, orelhas do Dr. Spock, bonecos de ventríloquo e placas de trânsito em Sao Paulo. Quem indica é especialista no assunto: o jornalista Marcelo Duarte, autor do Guia dos Curiosos.

Há também uma seçao de discos, que traz a trilha sonora dos antenados, assim como um glossário do mundo fashion. Tudo também muito alternativo. Vide o verbete estilista: "ser humano capaz de reproduzir, copiar, e ter a cara de pau de acreditar em um esforço criativo". Ah, a definiçao é de Heitor Werneck, estilista da Escola de Divinos.

A revista oferece ainda arquivo de ediçoes anteriores, links, uma seçao de turismo (está no ar uma reportagem sobre Burkina Fasso), uma fotonovela, quadrinhos e muitos outros artigos sobre assuntos, claro, 'alternativos'.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;