Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 20 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Um ex-vereador no movimento estudantil


Leonardo Fuhrmann
Do Diário do Grande ABC

23/09/2007 | 07:16


Antes de chegar ao movimento estudantil, Manoel Boni foi vereador em Diadema e um líder importante do movimento por moradia em sua cidade. Ele é um dos estudantes que participam das manifestações na Fundação Santo André contra o reitor, Odair Bermelho.

“Mas isso não tem nada a ver com a minha presença aqui. Foi uma situação criada pelo próprio reitor, que vem seguidamente com atitudes para aumentar o preço da mensalidade e diminuir a qualidade do curso”, destaca.

Boni, que está no terceiro ano do curso de Geografia, foi do centro acadêmico e representou os estudantes no conselho universitário da instituição.

Prefeito - Apesar de ter sido expulso do PT no começo da década passada, pelo radicalismo de suas opiniões, Boni não pode ser acusado de sectarismo quando analisa o desempenho do prefeito João Avamileno (PT) na crise. “Acho que há muitas contradições entre os petistas, mas é inegável que o prefeito tem mostrado interesse em resolver a situação. Ele até falou para nós que estava cansado do reitor”, cita. Ele elogia também a preocupação do presidente da Câmara, José Montoro Filho (PT).

Ao falar sobre a Fundação Santo André, Boni mostra sempre uma preocupação para que a situação no Centro Universitário não seja confundida com a sua história de militância política. “Demorei 50 anos para conseguir chegar a uma faculdade e estou defendendo, junto com os colegas, a qualidade de ensino e o acesso dos filhos de outros trabalhadores à educação”, diz.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Um ex-vereador no movimento estudantil

Leonardo Fuhrmann
Do Diário do Grande ABC

23/09/2007 | 07:16


Antes de chegar ao movimento estudantil, Manoel Boni foi vereador em Diadema e um líder importante do movimento por moradia em sua cidade. Ele é um dos estudantes que participam das manifestações na Fundação Santo André contra o reitor, Odair Bermelho.

“Mas isso não tem nada a ver com a minha presença aqui. Foi uma situação criada pelo próprio reitor, que vem seguidamente com atitudes para aumentar o preço da mensalidade e diminuir a qualidade do curso”, destaca.

Boni, que está no terceiro ano do curso de Geografia, foi do centro acadêmico e representou os estudantes no conselho universitário da instituição.

Prefeito - Apesar de ter sido expulso do PT no começo da década passada, pelo radicalismo de suas opiniões, Boni não pode ser acusado de sectarismo quando analisa o desempenho do prefeito João Avamileno (PT) na crise. “Acho que há muitas contradições entre os petistas, mas é inegável que o prefeito tem mostrado interesse em resolver a situação. Ele até falou para nós que estava cansado do reitor”, cita. Ele elogia também a preocupação do presidente da Câmara, José Montoro Filho (PT).

Ao falar sobre a Fundação Santo André, Boni mostra sempre uma preocupação para que a situação no Centro Universitário não seja confundida com a sua história de militância política. “Demorei 50 anos para conseguir chegar a uma faculdade e estou defendendo, junto com os colegas, a qualidade de ensino e o acesso dos filhos de outros trabalhadores à educação”, diz.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;