Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 11 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

GM Kadett: 16 anos fora de produção

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Em 16 de setembro de 1998, saía da fábrica de S.Caetano o último exemplar do revolucionário hatch


Vagner Aquino
Do Diário do Grande ABC

16/09/2014 | 19:41


 Hoje, completaram 16 anos do fim da produção do Chevrolet Kadett. Pois é, no dia 16 de setembro de 1998 o hatch deixou a linha de montagem da fábrica da General Motors, em São Caetano.

Do modelo, restou apenas a saudade. E seu sucesso foi tanto que até hoje centenas de pessoas mantêm viva sua história através de clubes espalhados por todo o País.

Ao longo de sua estada no Brasil, o Kadett superou as 451 mil unidades comercializadas no mercado interno.

HISTÓRIA
Em abril de 1989, a Chevrolet iniciava a produção do modelo. Bastante revolucionário – afinal, as ‘carroças’ dominavam a cena nas ruas brasileiras à época – o hatch trouxe inovação mecânica (era equipado com motores 1.8 e 2.0) e visual. Com destaque para a traseira arrebitada, que chegou a causar estranhamento nos mais conservadores.

Seis meses depois veio a station-wagon Ipanema. Já em 1992, foi hora de dar o pontapé para a produção do Chevrolet Kadett GSi conversível. Nas páginas das revistas e jornais especializados em veículos, as brigas eram constantes com o rival Ford Escort XR3 conversível.

Nesse meio-tempo destacaram-se também a série especial Kadett Turim (em alusão à Copa do Mundo de 1990, na Itália) e as versões esportivas GS (1989 a 1991) e Sport (1996 a 1997). Na foto abaixo você também confere a derivação sedã – que não chegou a ser vendida no Brasil.

O último exemplar foi o GLS, que vinha completo de fábrica. Na lista, trio elétrico, rodas de liga leve e direção hidráulica. A partir de então, o consumidor precisou se contentar com o Astra. Os que tinham mais bala na agulha, acabaram optando pelo Vectra GT, que tinha motor 2.0 com 140 cavalos de potência.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

GM Kadett: 16 anos fora de produção

Em 16 de setembro de 1998, saía da fábrica de S.Caetano o último exemplar do revolucionário hatch

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, acesse com:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;