Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Marcaram época, viraram sucata

Sentirei falta de vê-los quando chegar em Paranapiacaba...


Ademir Medici
Do Diário do Grande ABC

02/01/2014 | 07:00


“Sentirei falta de vê-los quando chegar em Paranapiacaba”. A frase é de Eduardo Pin, um estudioso, apaixonado pela tecnologia ferroviária brasileira como um todo, e em particular por modelos que serviram São Paulo, marcaram época, transmitiram orgulho e foram parar no pátio de Paranapiacaba. “Entre as sucatas estavam trens que fizeram história”, testemunha Eduardo.

Os ferros torcidos e enferrujados foram cortados, ano passado, no próprio pátio da vila inglesa. Resta a história de cada um deles, minuciosamente pesquisada por idealistas como Eduardo Pin.

IDENTIFICAÇÃO – Eduardo Pin oferece notícias e características de mais trens modelos que localizou e identificou em Paranapiacaba.

Do trem Gualixo, o carro motor e um carro reboque com cabine de comando se encontravam em Paranapiacaba. Outro carro reboque está no pátio de Piaçaguera. Este passa a ser o único exemplar existente. O Gualixo prestava serviço nas viagens entre Santos e Jundiaí, no serviço popularmente chamado de Litorina.

A locomotiva Siemens foi adquirida pela Estrada de Ferro Central do Brasil em 1958. Mais tarde foi transferida para setor em São Paulo chamado de SR-4. Ali operava junto com as chamadas Escandalosas. Única deste modelo que sobrou, a locomotiva estava abandonada no pátio de Paranapiacaba. Nos áureos tempos atendia a tração de modelos como o Budd, Trem de Prata e Expresso Santa Cruz.

Já o vagão Box foi comum na Santos a Jundiaí e CPEF. Hoje restam poucos. Por ser de madeira, não dura muito tempo ao ar livre. Em Paranapiacaba existiam quatro exemplares. Um permanecia original. Os outros três foram modificados para servir à manutenção da rede aérea. Este tipo de vagão curto podia ser encontrado na versão Zinco e Grade, para transporte de carga animal.

Brucutus em São Caetano

Texto: Enio Campoi (*)

O primeiro grande furo da carreira, os protestos surtiram efeito e pouco tempo depois os subsídios dos vereadores de São Caetano baixaram. Mas o movimento acabou após o terceiro encontro, pouco tempo depois, quando um grupo mais exaltado (hoje seriam chamados de Black Blocs) agrediu alguns vereadores e quebrou as instalações da Câmara. Foi um quebra-pau danado por causa de uns baderneiros. Já os havíamos segurado em outro protesto, mas naquele dia eram muitos. Pegavam as cadeiras dos vereadores e atiravam contra eles e nos vidros, e alguns chegaram a cair na rua. Foi aí que chamaram os brucutus (da Força Pública), ainda novinhos, que estrearam oficialmente em nós naquele dia.

(*) Enio Campoi é jornalista. Natural de São Caetano, mantém há 40 anos a agência Mecânica de Comunicação, especializada em automobilismo

DIÁRIO HÁ 30 ANOS

Domingo, 1º de janeiro de 1984 – Ano 26, nº 5406

GRANDE ABC – Derrame de CNHs (Carteiras Nacionais de Habilitação) falsas.

SÃO CAETANO – As enchentes ainda ameaçavam.

DIADEMA – Novo pronto-socorro inaugurado em 8 de dezembro entra em funcionamento amanhã.

EDITORIAL – Tratamento de esgoto precisa ser resolvido

MENSAGEM 1

“E a Igreja de Santo André continua em sua caminhada, otimista, realista, teimando em apresentar a seu mundo a paz do Cristo, o amor do Pai”.

Cf. Dom Jorge Marcos de Oliveira, bispo emérito, renunciante há oito anos à Diocese de Santo André.

MENSAGEM 2

“Celebramos hoje mais um Dia Mundial da Paz. (...) A possibilidade de uma guerra nuclear angustia profundamente a humanidade, pois seria uma guerra sem amanhã, um apocalipse, a tragédia final do planeta”.

Cf. Dom Cláudio Hummes, bispo diocesano do Grande ABC.

EM 2 DE JANEIRO DE...

1969 – Prefeito Élio Bernardi encaminha projeto de lei à Câmara criando o Pronto-Socorro Municipal de Mauá.

1974 – Cometa Kohoutek, ou um objeto luminoso não identificado, é visto às 21h nos céus do Grande ABC.

SANTOS DO DIA

- Argeu

- Basílio Magno, bispo e doutor da Igreja

- Gregório Nazianzeno, bispo e doutor da Igreja

- Macário

* Ademir Medici é jornalista e autor de livros sobre a memória do Grande ABC

FALECIMENTOS

História Atingida

Da série de túmulos arrombados no Cemitério de Vila Euclides, o da Família Domingos Orlandi, sepultura perpétua nº 1.279.

SANTO ANDRÉ

Choshin Nakayoshi, 95. Natural do Japão. Dia 31. Cemitério Cristo Redentor, Vila Pires.

Geralda Dulce do Amaral, 94. Natural de Guidoval (MG). Dia 28. Memorial Jardim Santo André.

José Raimundo Pedroso, 85. Natural de Piedade (SP). Dia 26. Cemitério Cristo Redentor, Vila Pires.

Deolinda Stafuzza Camilo, 83. Natural de São José do Rio Preto (SP). Dia 25. Cemitério Sagrado Coração de Jesus, Camilópolis.

Manoel da Silva, 79. Natural de Candido Sales (BA). Dia 24. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

Ivone Ana Martinetti Martins, 73. Natural de Santo André. Dia 24. Cemitério da Saudade, Vila Assunção.

Antonio Luís Pacola, 73. Natural de Jardinópolis (SP). Dia 24. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

João Manoel Gonzáles, 70. Natural de Itu (SP). Dia 25. Cemitério Municipal de sua cidade natal.

José de Souza Lúcio, 67. Natural de Anadia (AL). Dia 24. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

Antonio Amaro Bandeira, 64. Natural de Barreiras (PE). Dia 25. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

Lourdes Carvalho Correa, 62. Natural de Machado (MG). Dia 26. Cemitério Municipal de sua cidade natal.

Antonio Carlos Dias, 58. Natural de Araraquara (SP). Vendedor. Dia 23. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

Joaquim Antonio Jesus Almeida, 53. Natural de Macaúbas (BA). Marceneiro. Dia 24. Cemitério Municipal de sua cidade natal.

Augusto César Ferreira de Campos, 52. Natural de Salto (SP). Dia 24. Cemitério Nossa Senhora do Carmo, Curuçá.

José Carlos Mota Pimentel Junior, 35. Natural de Santo André. Autônomo. Dia 25. Memorial Jardim Santo André.

SÃO BERNARDO

Alcino Estigoni, 88. Natural de Monte Alto (SP). Dia 26. Jardim da Colina.

José Duarte de Souza Filho, 76. Natural de Apiaí (SP). Dia 24. Cemitério do Baeta.

Delzuita Queiroz Alencar Nascimento, 67. Natural de Vitorino Freire (MA). Enfermeira. Dia 25. Cemitério da Paulicéia.

SÃO CAETANO

Antonio de Almeida Campos e Silva, 86. Natural de Portugal. Dia 29. Cemitério da Saudade, bairro Cerâmica.

Eliseu Oliveira, 77. Natural de Salinas (MG). Dia 28. Cemitério da Saudade, bairro Cerâmica.

Maria Aparecida Teodoro Mendes, 63. Natural de Mogi Mirim (SP). Dia 26. Cemitério das Lágrimas.

DIADEMA

Antonio Matos Oliveira, 65. Natural de Antas (BA). Dia 28. Cemitério Municipal.

José Aparecido dos Santos, 46. Natural de Penápolis (SP). Dia 26. Cemitério Municipal.

Emilio Delmar Gomes Jardim, 27. Natural de Diadema. Dia 25. Vale da Paz.

MAUÁ

José Felipe da Silva, 84. Natural de Guaraciaba (MG). Dia 28. Cemitério Santa Lídia.

Sebastião Matias da Silva, 70. Natural de Minas Gerais. Dia 25. Cemitério Santa Lídia.

RIBEIRÃO PIRES

José Higino Boaventura, 76. Natural de Barra Longa (MG). Dia 23. Cemitério São José.

Serviços Funerários: Santo André – 4433-3544; São Bernardo – 4330-4527; Diadema – 4056-1045; Mauá – 4514-7399; Ribeirão Pires – 4828-1436; Rio Grande da Serra – 4820-4353.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;