Fechar
Publicidade

Domingo, 16 de Maio

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Gol no fim decreta derrota
do Timão para o Botafogo

Da AE Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Hyuri marca aos 44 minutos em jogo com muitas
oportunidades para times no Estádio do Maracanã


Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

12/09/2013 | 00:02


Em duelo com muitas oportunidades de gol, a única convertida foi aos 44 minutos do segundo tempo. Corinthians e Botafogo cansaram de perder chances, mas, no fim, Hyuri decretou a vitória dos cariocas, em duelo realizado ontem à noite, no Estádio do Maracanã, pela 20ª rodada do Brasileirão. O resultado manteve o Fogão em segundo, agora com 39, enquanto o Timão segue em quinto, com 30.

Pela forma como a primeira etapa se desenhou, parecia que o Corinthians venceria facilmente. Isso porque, em duas jogadas logo aos três e aos cinco minutos, o Timão desperdiçou grandes oportunidades de abrir o placar. Na primeira delas, Douglas arriscou de longe e Renan espalmou. Pouco depois, após boa trama, Romarinho deixou de calcanhar para Emerson Sheik, que emendou forte, mas por sobre o gol botafoguense.

Com a marcação adiantada, o Alvinegro paulista tirava as principais opções de passe dos cariocas. No entanto, quando Seedorf começou a cair pelo lado de Alessandro, passou a se dar bem sobre o lateral.

E, aos 16, o holandês perdeu chance incrível. Após belo passe da direita, o meia saiu cara a cara com Cássio, driblou o goleiro e, com a cabeça baixa, bateu para o gol. Paulo André, no entanto, cortou em cima da linha. Pouco depois, aos 25, Seedorf recebeu novamente com liberdade, mas errou na hora do chute e facilitou o trabalho do goleiro corintiano.

Daí até o intervalo, os botafoguenses seguiram com mais posse de bola, mas tinham dificuldades para fazê-la chegar em Rafael Marques e Elias. Assim, o empate persistiu.

Na segunda etapa, assim como na primeira, o Timão começou com tudo. E, logo no primeiro minuto, Danilo recebeu de Emerson na entrada da área e tentou encobrir Renan. A bola passou perto. Pouco depois, Douglas deu grande enfiada para Igor que, sem ângulo, parou no arqueiro rival.

No entanto, em cenário também semelhante ao do tempo inicial, o Botafogo melhorou e passou a assustar. Aos nove, Rafael Marques arriscou chute cruzado. Aos 20, Edilson teve duas boas oportunidades, mas parou em Cássio em ambas. Dois minutos depois, foi a vez do goleiro defender cobrança de falta de Seedorf.

Em duas cabeçadas praticamente seguidas, aos 29 e aos 31, respectivamente, Paulo André e Alexandre Pato devolveram lances perigosos a favor do Corinthians.

Quando o jogo encaminhava-se para o 0 a 0, aos 44 Hyuri foi lançado nas costas de Felipe, chegou na bola antes de Cássio e, por cobertura, decretou o triunfo carioca.

CBF define que duelos contra Bahia e Atlético-PR terão portões fechados


O Corinthians terá de jogar com portões fechados as partidas contra Bahia, no dia 2, e Atlético-PR, no dia 9, segundo determinou ontem a CBF. O caso, porém, ainda será julgado pelo Pleno do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), no dia 26. Na prática, portanto, o clube ganha tempo para preparar outra defesa nos tribunais.

A punição se deveu à briga entre torcedores do Corinthians e do Vasco no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, no dia 25 de agosto, pelo Brasileirão. Paulistas e cariocas já foram julgados e condenados, em primeira instância, pelo STJD. A pena corintiana é de multa de R$ 80 mil e obrigação de disputar dois jogos sem público (portões fechados) e outros dois só com a presença da torcida adversária.

Descontente com o resultado do julgamento, o departamento jurídico do Corinthians conseguiu efeito suspensivo parcial. Há possibilidade remota de as partidas contra Bahia e Atlético-PR serem mandadas a qualquer local a 100 quilômetros da capital paulista. Neste caso, a presença de torcedores seria permitida.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Gol no fim decreta derrota
do Timão para o Botafogo

Hyuri marca aos 44 minutos em jogo com muitas
oportunidades para times no Estádio do Maracanã

Dérek Bittencourt
Do Diário do Grande ABC

12/09/2013 | 00:02


Em duelo com muitas oportunidades de gol, a única convertida foi aos 44 minutos do segundo tempo. Corinthians e Botafogo cansaram de perder chances, mas, no fim, Hyuri decretou a vitória dos cariocas, em duelo realizado ontem à noite, no Estádio do Maracanã, pela 20ª rodada do Brasileirão. O resultado manteve o Fogão em segundo, agora com 39, enquanto o Timão segue em quinto, com 30.

Pela forma como a primeira etapa se desenhou, parecia que o Corinthians venceria facilmente. Isso porque, em duas jogadas logo aos três e aos cinco minutos, o Timão desperdiçou grandes oportunidades de abrir o placar. Na primeira delas, Douglas arriscou de longe e Renan espalmou. Pouco depois, após boa trama, Romarinho deixou de calcanhar para Emerson Sheik, que emendou forte, mas por sobre o gol botafoguense.

Com a marcação adiantada, o Alvinegro paulista tirava as principais opções de passe dos cariocas. No entanto, quando Seedorf começou a cair pelo lado de Alessandro, passou a se dar bem sobre o lateral.

E, aos 16, o holandês perdeu chance incrível. Após belo passe da direita, o meia saiu cara a cara com Cássio, driblou o goleiro e, com a cabeça baixa, bateu para o gol. Paulo André, no entanto, cortou em cima da linha. Pouco depois, aos 25, Seedorf recebeu novamente com liberdade, mas errou na hora do chute e facilitou o trabalho do goleiro corintiano.

Daí até o intervalo, os botafoguenses seguiram com mais posse de bola, mas tinham dificuldades para fazê-la chegar em Rafael Marques e Elias. Assim, o empate persistiu.

Na segunda etapa, assim como na primeira, o Timão começou com tudo. E, logo no primeiro minuto, Danilo recebeu de Emerson na entrada da área e tentou encobrir Renan. A bola passou perto. Pouco depois, Douglas deu grande enfiada para Igor que, sem ângulo, parou no arqueiro rival.

No entanto, em cenário também semelhante ao do tempo inicial, o Botafogo melhorou e passou a assustar. Aos nove, Rafael Marques arriscou chute cruzado. Aos 20, Edilson teve duas boas oportunidades, mas parou em Cássio em ambas. Dois minutos depois, foi a vez do goleiro defender cobrança de falta de Seedorf.

Em duas cabeçadas praticamente seguidas, aos 29 e aos 31, respectivamente, Paulo André e Alexandre Pato devolveram lances perigosos a favor do Corinthians.

Quando o jogo encaminhava-se para o 0 a 0, aos 44 Hyuri foi lançado nas costas de Felipe, chegou na bola antes de Cássio e, por cobertura, decretou o triunfo carioca.

CBF define que duelos contra Bahia e Atlético-PR terão portões fechados


O Corinthians terá de jogar com portões fechados as partidas contra Bahia, no dia 2, e Atlético-PR, no dia 9, segundo determinou ontem a CBF. O caso, porém, ainda será julgado pelo Pleno do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), no dia 26. Na prática, portanto, o clube ganha tempo para preparar outra defesa nos tribunais.

A punição se deveu à briga entre torcedores do Corinthians e do Vasco no Estádio Mané Garrincha, em Brasília, no dia 25 de agosto, pelo Brasileirão. Paulistas e cariocas já foram julgados e condenados, em primeira instância, pelo STJD. A pena corintiana é de multa de R$ 80 mil e obrigação de disputar dois jogos sem público (portões fechados) e outros dois só com a presença da torcida adversária.

Descontente com o resultado do julgamento, o departamento jurídico do Corinthians conseguiu efeito suspensivo parcial. Há possibilidade remota de as partidas contra Bahia e Atlético-PR serem mandadas a qualquer local a 100 quilômetros da capital paulista. Neste caso, a presença de torcedores seria permitida.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;