Fechar
Publicidade

Sábado, 31 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Qual é a cidade mais antiga?

Há milhares de anos a humanidade começou a se agrupar para sobreviver e se proteger melhor


Caroline Ropero
Do Diário do Grande ABC

30/06/2013 | 07:00


Acredita-se que a cidade mais antiga do mundo que ainda existe seja Jericó, na Palestina (Oriente Médio), perto do Rio Jordão. Fundada há cerca de 8.000 anos, tinha entre 2.000 e 6.000 habitantes na Antiguidade. Hoje, possui mais de 20 mil.


Ao longo do tempo, a região passou por guerras e disputas de terras, servindo de morada para diferentes povos. Por estar localizada perto de três continentes – Ásia, África e Europa – sempre serviu de caminho para muitos comerciantes. Essa característica se manteve com o passar dos anos, contribuindo para que a cidade sobrevivesse.


Outra que disputa o título de mais antiga é Çatalhöyük, na Turquia, também fundada há aproximadamente 8.000 anos. Hoje, o local não tem habitantes; abriga apenas estudiosos que pesquisam a área.


CARACTERÍSTICAS - No passado, as primeiras cidades eram cercadas por muralhas de rochas ou madeira, que protegiam a população dos invasores. Existia um líder, tipo de rei ou juiz, e uma construção principal que abrigava o governo. Em geral, contavam com um ou vários templos religiosos, praças e mercados. Ao redor dos muros, tinha área para agricultura e pecuária. Costumavam buscar água no rio mais próximo.

Com o passar dos séculos, as cidades evoluíram muito. Hoje, grande parte possui tecnologia moderna, água encanada e eletricidade.

Saiba mais
Cidades podem desaparecer por causa de guerras, mudanças do clima e desastres naturais. Pompeia, na Roma Antiga, foi destruída após enorme erupção do vulcão Vesúvio.

Tóquio, capital do Japão, é a cidade mais populosa, com cerca de 36 milhões de habitantes. São Paulo está em terceiro lugar, com mais de 20 milhões.

Damasco, capital da Síria, também existe há muito tempo, cerca de 6.000 anos; Atenas, capital da Grécia, e Roma, capital da Itália, têm 2.800 anos.

Quem perguntou?
Jayane Costa Fernandes, 9 anos, de São Caetano, acredita que as cidades da Bahia estão entre as mais velhas do Brasil. “Têm ruas de paralelepípedo e casas que parecem bem antigas, algumas são feitas de barro”, afirma. A menina costuma viajar com os pais <MC1>para a Bahia e Pernambuco para visitar familiares. Na opinião de Jayane, as cidades da atualidade são mais legais do que as antigas. “Têm casas bonitas, feitas de tijolos e bem pintadas.”

Consultoria de Elias Feitosa, professor de História do Cursinho da Poli, Ivan Rocha, professor de História Antiga da Unesp–Assis, e Pedro Paulo Funari, do Departamento de História da Unicamp.


 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Qual é a cidade mais antiga?

Há milhares de anos a humanidade começou a se agrupar para sobreviver e se proteger melhor

Caroline Ropero
Do Diário do Grande ABC

30/06/2013 | 07:00


Acredita-se que a cidade mais antiga do mundo que ainda existe seja Jericó, na Palestina (Oriente Médio), perto do Rio Jordão. Fundada há cerca de 8.000 anos, tinha entre 2.000 e 6.000 habitantes na Antiguidade. Hoje, possui mais de 20 mil.


Ao longo do tempo, a região passou por guerras e disputas de terras, servindo de morada para diferentes povos. Por estar localizada perto de três continentes – Ásia, África e Europa – sempre serviu de caminho para muitos comerciantes. Essa característica se manteve com o passar dos anos, contribuindo para que a cidade sobrevivesse.


Outra que disputa o título de mais antiga é Çatalhöyük, na Turquia, também fundada há aproximadamente 8.000 anos. Hoje, o local não tem habitantes; abriga apenas estudiosos que pesquisam a área.


CARACTERÍSTICAS - No passado, as primeiras cidades eram cercadas por muralhas de rochas ou madeira, que protegiam a população dos invasores. Existia um líder, tipo de rei ou juiz, e uma construção principal que abrigava o governo. Em geral, contavam com um ou vários templos religiosos, praças e mercados. Ao redor dos muros, tinha área para agricultura e pecuária. Costumavam buscar água no rio mais próximo.

Com o passar dos séculos, as cidades evoluíram muito. Hoje, grande parte possui tecnologia moderna, água encanada e eletricidade.

Saiba mais
Cidades podem desaparecer por causa de guerras, mudanças do clima e desastres naturais. Pompeia, na Roma Antiga, foi destruída após enorme erupção do vulcão Vesúvio.

Tóquio, capital do Japão, é a cidade mais populosa, com cerca de 36 milhões de habitantes. São Paulo está em terceiro lugar, com mais de 20 milhões.

Damasco, capital da Síria, também existe há muito tempo, cerca de 6.000 anos; Atenas, capital da Grécia, e Roma, capital da Itália, têm 2.800 anos.

Quem perguntou?
Jayane Costa Fernandes, 9 anos, de São Caetano, acredita que as cidades da Bahia estão entre as mais velhas do Brasil. “Têm ruas de paralelepípedo e casas que parecem bem antigas, algumas são feitas de barro”, afirma. A menina costuma viajar com os pais <MC1>para a Bahia e Pernambuco para visitar familiares. Na opinião de Jayane, as cidades da atualidade são mais legais do que as antigas. “Têm casas bonitas, feitas de tijolos e bem pintadas.”

Consultoria de Elias Feitosa, professor de História do Cursinho da Poli, Ivan Rocha, professor de História Antiga da Unesp–Assis, e Pedro Paulo Funari, do Departamento de História da Unicamp.


 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;