Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Região pode ter mais dois batalhões da PM


Gabriel Batista
Do Diário do Grande ABC

28/06/2004 | 21:28


O governador Geraldo Alckmin anunciou nesta segunda à tarde a criação de mais dois batalhões da Polícia Militar na região: um em Santo André e outro em São Bernardo. “O Grande ABC é prioridade”, afirmou Alckmin durante a exposição do Projeto de Reestruturação da Polícia Militar, na Secretaria de Segurança Pública do Estado, em São Paulo. A instalação tem de passar por aprovação na Assembléia Legislativa. O presidente da Casa, o deputado Sidney Beraldo, recebeu o projeto das mãos de Alckmin, que pediu urgência na votação.

As cidades contempladas têm atualmente um batalhão cada uma. Em Santo André, a unidade é responsável por cinco companhias. Em São Bernardo, por sete. O ideal, segundo a Secretaria de Segurança Pública, é que haja um máximo de quatro companhias para cada batalhão, num total de 600 policiais.

A criação de batalhões vem acompanhada de um efetivo administrativo. “Vamos ter dois benefícios. Com dois novos batalhões, haverá um comando mais específico, em áreas menores, para termos mais eficiência. Em segundo lugar, essa medida resultará no aumento do efetivo”, disse o governador. De acordo com o projeto, policiais militares que hoje ocupam cargos no setor de saúde da corporação – como dentistas, médicos – passarão a ocupar funções operacionais, principalmente na administração das unidades.

As áreas com cargos “desnecessários” vão ceder efetivo às cidades que representam urgência na segurança. “Pelo índice de criminalidade e pela densidade populacional e tamanho territorial, o Grande ABC ganhará um comando mais organizado para melhorar o planejamento policial”, afirmou Alckmin. Outra preocupação da Secretaria Estadual da Segurança Pública é evitar que a criminalidade da Zona Leste de São Paulo, que terá o policiamento reforçado, seja escoada para o Grande ABC.

O governo planejou a criação do 40º Batalhão em São Bernardo, para atender cerca de 325 mil habitantes (a cidade tem 703 mil). Em Santo André, o projeto prevê a criação do 41º Batalhão, para atuar em uma área que abrange 354 mil pessoas (de um total de 649 mil habitantes).

Para o major Edson de Jesus Sardano, responsável em exercício pelo 10º Batalhão de Santo André, o programa do governo significa um ganho em número de policiais na rua. “Oferecerá mais estrutura, o que diminuirá a carga de atribuições”, explicou Sardano. Essas funções administrativas, segundo ele, são importantes, mas podem ser feitas por policiais sem prática na rua.

“São áreas de telefonia e informática, para registros e denúncias. Com a liberação dos efetivos treinados para o patrulhamento, a queda do índice de criminalidade é imediata”, concluiu o major Sardano. Segundo os dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública, de janeiro a abril de 2004 houve em Santo André 61 homicídios, enquanto no mesmo período do ano anterior foram registrados 56. Outro crime que teve aumento foi roubo (2.020 para 2.211). O 6º Batalhão de São Bernardo não quis comentar o projeto por não ter sido comunicado oficialmente.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;