Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Suposta jogada 'desleal' rende processo a Stoichkov nos EUA


Do Diário OnLine
Com AFP

28/02/2007 | 07:51


Se a moda pega. O ex-jogador búlgaro Hristo Stoichkov, atual diretor técnico da seleção do seu país, está sendo processado nos Estados Unidos por ter fraturado a perna de um adversário em uma partida no ano de 2003. A informação foi divulgada na edição desta quarta-feira do jornal norte-americano 'Washington Post'.

Freddy Llerena, então jogador universitário, fraturou a perna direita durante um amistoso após uma dividida com Stoichkov, que na época atuava pelo D.C United. Depois da jogada, o búlgaro foi expulso da partida e Llerena transportado de ambulância para um hospital, onde passou por uma cirurgia para a implantação de placas na perna.

Llerena, que afirma que o incidente foi provocado por uma conduta irresponsável e negligente, exige cinco US$ 5 milhões por danos por parte da MLS (Liga Profissional de Futebol dos Estados Unidos), do clube e do búlgaro, que foi o melhor jogador da Europa em 1994.

Na demanda, Llerena afirma que a fratura deixou marcas psicológicas e físicas, além de ter provocado muitos gastos médicos. A defesa dos acusados refuta a petição de Llerena e alega que ele conhecia os riscos de participar em um jogo de futebol.

Stoichkov, 41 anos, disputou 83 partidas pela seleção de seu país, pela qual fez 35 gols. O grande momento foi a Copa do Mundo dos Estados Unidos, em 1994, na qual os búlgaros ficaram em quarto lugar e Stoichkov terminou como artilheiro com seis gols – à frente do 'baixinho' Romário. Também se destacou com jogador do Barcelona, no qual formou dupla com Romário, pelo qual ganhou a Liga dos Campeões da Europa em 1992 e quatro campeonatos espanhóis.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;