Editorial Titulo Editorial
E agora, Auricchio?
Por Da Redação
12/02/2024 | 08:22
Compartilhar notícia


Quando, ainda no primeiro trimestre do ano passado, o prefeito José Auricchio Júnior (PSDB) abriu licitação no valor de quase R$ 20 milhões para contratar empresa que se dispusesse a construir, entre outras benfeitorias, ciclofaixa ao longo da Avenida Goiás, em São Caetano, os primeiros a estranhar o valor da obra foram os jornalistas deste Diário. Reportagem trazendo os detalhes do projeto foi publicada em 19 de março de 2023, o que provocou alvoroço no Palácio da Cerâmica, sede do Poder Executivo municipal. Dias depois, alertado pelo jornal, o vereador Edison Parra (Podemos) denunciou o caso ao Ministério Público. Agora, a Promotoria instaurou inquérito para apurar a história.

O valor do contrato assinado entre a Prefeitura e a CLD Construtora é exatamente de R$ 19.966.857,64. Assim como impressionou os profissionais desta Casa e, na sequência, o vereador Parra, o montante também chamou a atenção da promotora Maria Fernanda de Lima Esteves. Ela determinou a abertura de inquérito civil para apurar o que chama de “possíveis indicativos de sobrepreço ou existência de itens supérfluos/desnecessários envolvendo a concorrência pública nº 5/2022 da Prefeitura Municipal de São Caetano.” O MP salvaguarda, assim, os interesses do são-caetanense, que, ultimamente, tem assistido, assustado, à sanha com que o prefeito agride a prudência financeira.

Assim que o Diário publicou a reportagem, o prefeito de São Caetano solicitou “direito de resposta”, espaço que gastou mais com ataques do que propriamente em defender o projeto de ciclofaixa na Avenida Goiás. Menos de um ano depois, eis que o Ministério Público, guardião dos interesses da sociedade, nota, ele também, que o preço acordado pelo Executivo foge dos padrões de mercado e instaura inquérito para apurar eventual superfaturamento no contrato. É mais um problema para Palácio da Cerâmica, já razoavelmente abalado com a revelação de que o município vai gastar até R$ 80 milhões em cinco anos para, entre outras pragas, espantar pombos. E agora, Auricchio?




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;