Política Titulo Pesquisa
Alex se consolida na liderança em corrida ao Paço de S.Bernardo

Levantamento Diário/Paraná Pesquisas indica deputado federal no topo, com 35,9%

Raphael Rocha
Evaldo Novelini
04/09/2023 | 21:30
Compartilhar notícia
DGABC/Câmara Federal


A praticamente um ano do início da eleição, o deputado federal Alex Manente (Cidadania) aparece na liderança das intenções de voto na corrida à Prefeitura de São Bernardo. Os números são do levantamento Diário/Paraná Pesquisas.

O parlamentar federal possui 35,9% da preferência do eleitor em pesquisa estimulada, 13,8 pontos percentuais à frente do segundo colocado, o também deputado federal e ex-vice-prefeito Marcelo Lima (PSB), que foi citado por 22,1%. 

A terceira colocação é ocupada pelo deputado estadual Luiz Fernando Teixeira (PT), com 11,5%. O ex-vereador e ex-prefeiturável Rafael Demarchi (União Brasil) foi lembrado por 8,1%, enquanto o empresário Jefferson Magno (PDT) alcançou 1,1%.

Brancos e nulos somam 14%. Outros 7,2% não souberam ou não responderam ao instituto.

O levantamento Diário/Paraná Pesquisas levou em consideração as figuras políticas que se movimentam na corrida eleitoral em São Bernardo.

Alex, que está no terceiro mandato de deputado federal, disputou as eleições à Prefeitura em 2008, 2012 e 2016. E, apesar de um quadro que já apareceu em pleitos majoritários anteriores, possui rejeição no mesmo índice dos seus adversários projetados que nunca concorreram ao cargo máximo da política local – no caso de Marcelo e Luiz Fernando.

Estão em empate técnico no quesito rejeição Marcelo (26,8%), Alex (26,6%) e Luiz Fernando (25,9%). Rafael Demarchi, candidato em 2020, foi rejeitado por 14,5%. Magno, que tenta viabilizar sua candidatura de estreia, atingiu 12,9% nesse quesito.

As três candidaturas correm em raias diferentes e fazem costuras particulares para 2024. Enquanto Alex tem se aproximado do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) e até recebeu apoio público do secretário estadual de Governo, Gilberto Kassab (PSD), Marcelo tenta se viabilizar como candidato do prefeito Orlando Morando (PSDB). Luiz Fernando, por sua vez, corre para agradar o petismo sindical – ele é o primeiro nome de fora da entidade a disputar a Prefeitura de São Bernardo. Ele também espera que o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, entre de cabeça em sua futura candidatura.

PERFIL

O perfil majoritário de pessoas que dizem ter intenção de votar em Alex é composto por mulheres (36,7%), de 16 a 24 anos (39,3%), com ensino médio completo (36%).

O de Marcelo é formado por homens (23,7%), de 16 a 24 anos (25%) e ensino médio completo (26,4%). O de Luiz Fernando tem gênero dividido de preferência (11,5% de homens e mulheres), maiores de 60 anos (12,5%) e com ensino superior completo (12,1%).

CENÁRIO 2

O Diário/Paraná Pesquisas também mediu o potencial eleitoral em um outro cenário, centrado nos três principais concorrentes atuais: Alex, Marcelo e Luiz Fernando.

Neste levantamento, Alex também aparece no topo e com distância para Marcelo, o segundo colocado. Enquanto o deputado do Cidadania atingiu 38,7%, o do PSB registrou 26,1%. Luiz Fernando, em terceiro, foi lembrado por 12,5%.

Com esse cenário, Alex venceria no primeiro turno – uma vez que a soma de Marcelo e Luiz Fernando não atinge o percentual de Alex.

O instituto Paraná Pesquisas ouviu 719 eleitores entre os dias 31 de agosto e domingo. A margem de erro é de 3,7 pontos percentuais.

Gestão Tarcísio é aprovada por 65,9% da cidade; a de Lula, por 56,6%

Governador paulista é mais bem avaliado que o presidente da República entre são-bernardenses

A administração do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) e mais bem avaliada que a do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) entre os eleitores de São Bernardo consultados em levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas a pedido do Diário.

Disseram aprovar o governo Tarcísio de Freitas 65,9% dos eleitores consultados na pesquisa – porcentagem pouco menor que a de 66,8% registrada no levantamento anterior, publicado em 1º de março. Desaprovam a administração paulista 27,5% (eram 19,7% há seis meses).

Ao opinar sobre o governo Lula, 56,6% disseram aprová-lo – redução de mais de dois pontos percentuais em relação aos 58,2% publicado em março. Desaprovam a administração do presidente 39,8% dos entrevistados (eram 35,4% há seis meses).

Quando os pesquisadores pediram aos entrevistados que avaliassem com uma escola de desempenho a administração de Tarcísio de Freitas 33,2% disseram que é boa. Na sequência aparecem regular (28,1%), ótima (16,8%), péssima (11,4%) e ruim (5.7%). Não sabem ou não opinaram 4,7% das pessoas ouvidas.

Já sobre os critérios com que avaliam a Presidência de Lula, 26,7% dos eleitores consultados disseram que é boa. Na sequência aparecem péssima (24,3%), regular (22,7%), ótima (15,7%) e ruim (8,1%). Não souberam ou não quiseram opinar 2,5% das pessoas pesquisadas.

Para chegar aos dados apresentados, o Instituto Paraná pesquisas ouviu 719 eleitores de São Bernardo, com 16 anos ou mais. O trabalho de levantamento dos dados foi feito através de entrevistas pessoais entre os dias 31 de agosto e 3 de setembro. O grau de confiança do levantamento é de 95% para uma margem estimada de erro de aproximadamente 3,7 pontos percentuais para os resultados gerais.

Administração Morando tem 72,5% de concordância dos moradores

Perfil médio de quem mais gosta da gestão é de homens com ensino superior completo

Em segundo mandato e a um ano e três meses de encerrar sua passagem pela Prefeitura de São Bernardo, o prefeito Orlando Morando (PSDB) teve gestão aprovada por 72,5% dos entrevistados pelo levantamento Diário/Paraná Pesquisas. Outros 23,9% desaprovam e 3,6% não sabem ou não responderam ao instituto.

O índice está bem parecido com o resultado eleitoral de Morando na reeleição em 2020, quando ele recebeu 67,28% dos votos válidos à ocasião – batendo o hoje ministro do Trabalho, Luiz Marinho (PT), ainda no primeiro turno.

O levantamento Diário/Paraná Pesquisas também perguntou aos moradores de São Bernardo mais detalhadamente a respeito da gestão Morando. A maioria respondeu que o governo é bom, 40,6%. Outros 18,8% classificaram o mandato do tucano como ótimo – somados os índices, a aceitação é de 59,4%.

Ainda conforme esse estrato, 24,2% apontaram a gestão como regular, 6,7% como ruim e 8,2% como péssima – 1,5% não soube responder ou não opinou.

O perfil médio do morador que mais elogiou o governo Morando é formado por homem (72,8%), de 45 a 59 anos (76,2%), com ensino superior completo (77,5%). O mais crítico é mulher (24,1%), de 16 a 24 anos (29,8%) e com ensino fundamental completo (26%).

O desafio do prefeito agora é tentar transferir ao seu candidato essa aprovação estatística. Ele ainda não definiu quem vai representar o governo nas urnas – o deputado federal e ex-vice-prefeito Marcelo Lima (PSB) é um dos cotados, bem como os secretários de Finanças, José Luiz Gavinelli, e de Saúde, Geraldo Reple Sobrinho.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;