Fechar
Publicidade

Domingo, 26 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Estudantes vão abordar cidadania e empatia no 16º Desafio de Redação

Celso Luiz/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Maior concurso literário do Grande ABC começa no dia 1º de junho, com a meta de ultrapassar a barreira dos 100 mil textos produzidos até outubro


Da Redação

25/05/2022 | 00:01


Resgate da Cidadania se Faz com Solidariedade e Empatia. Este é o tema a ser dissertado pelos participantes da 16ª edição do Desafio de Redação, promovido pelo Diário e pela USCS (Universidade Municipal de São Caetano). A escolha foi feita ontem em reunião entre realizadores do concurso literário, o maior do Grande ABC, e dirigentes de ensino, em encontro na sede do jornal, em Santo André.

A novidade deste ano é a retomada do modelo presencial, com redações manuscritas por alunos e professores em salas de aula. Em 2020 e 2021, por causa das restrições impostas pela pandemia do novo coronavírus, o desafio foi realizado on-line. A meta dos organizadores para 2022 é superar a marca dos 100 mil textos.

Diferentemente do que ocorreu nas edições anteriores, desta vez os organizadores decidiram discutir com dirigentes de ensino a escolha do tema. “Ninguém melhor do que quem vivencia o dia a dia dos alunos para nos ajudar nesta tarefa”, disse o professor Joaquim Celso Freire, coordenador de Comunicação, Marketing e Cultura da USCS.

<Foram convidados para debater o tema dirigentes educacionais de escolas públicas e particulares da região. “Há muito a ser trabalhado sobre este tema com os alunos, que parecem ter perdido o dom da palavra durante a pandemia. Nota-se que quase ninguém mais está disposto a dialogar, a conversar, a se pôr no lugar do outro”, pontuou a professora coordenadora de núcleo pedagógico da rede estadual Adriana da Silva Guerrieri, que atua em São Caetano.

Escolas interessadas em participar podem se inscrever a partir de 1º de junho. O prazo para a confecção das redações vai até 7 de outubro. As cinco categorias que envolvem alunos e professores só aceitarão textos redigidos em papel. Já a voltada à comunidade, cujos candidatos precisam ter obrigatoriamente concluído o ensino superior, será on-line. Site serão divulgado em breve.

Entre os objetivos do desafio estão despertar o prazer da leitura e estimular a formação de opinião por meio da escrita, além de fortalecer o jovem como participante ativo de uma sociedade em constante transformação. “Fico muito feliz em estar envolvido nesse projeto, primeiro como ex-reitor da USCS e agora como diretor do Diário. Tenho acompanhado de perto o desenvolvimento do Desafio de Redação ao longo dos últimos anos e posso afirmar com convicção da sua importância e dos impactos positivos que ele causa em toda rede educacional da região”, sintetizou Marcos Sidnei Bassi, diretor superintendente do Diário.

Premiação inclui duas bolsas universitárias

Os vencedores de todas as categorias da 16ª edição do Desafio de Redação serão premiados pelos organizadores do concurso literário, o que inclui duas bolsas universitárias integrais. A escola que conseguir o maior número de participantes receberá um cheque no valor de R$ 3.000.

Candidatos da categoria que reúne estudantes do ensino médio concorrem a uma bolsa integral de estudos na USCS. O vencedor pode escolher qualquer curso, inclusive medicina, mas precisa passar pelo processo seletivo. O prêmio é o mesmo para o ganhador da categoria comunitária, na modalidade pós-gradução lato sensu.

Além dos cursos universitários totalmente custeados pela USCS, os destaques das demais categorias do Desafio de Redação serão presenteados com 28 tablets, quatro televisores e três notebooks. O melhor texto de professores também tem direito a um notebook.

“A premiação do Desafio é um estímulo imenso à participação dos alunos. Muitos dos estudantes do terceiro ano do ensino médio das escolas públicas não têm condições de pagar por um curso universitário”, disse a professora coordenadora de núcleo da rede estadual em Santo André, Tatiana Aparecida da Silva.

A escola que conseguir inscrever o maior número de redações será premiada com R$ 3.000, que poderão ser utilizados de acordo com os critérios da direção. Os vencedores da 16ª edição devem ser anunciados em evento programado para 16 de novembro.

Organizado pelo Diário e pela USCS, o Desafio de Redação é patrocinado pelo Vale dos Pinheirais – Cemitério Parque.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;