Fechar
Publicidade

Domingo, 23 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

COB amplia premiação e concede Prêmio Brasil Olímpico para seis treinadores



30/11/2021 | 12:39


No embalo da melhor campanha conquistada pelo Brasil na história das Olimpíadas em Tóquio, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) decidiu ampliar a premiação aos treinadores. Nesta terça-feira, a entidade anunciou que escolheu seis técnicos para receber o Prêmio Brasil Olímpico deste ano.

Os vencedores são André Jardine, representando as modalidades coletivas, e Fernando Possenti, Francisco Porath, Javier Torres, Lauro Souza e Mateus Alves, pelos esportes individuais. Geralmente, o COB concede o prêmio para dois treinadores, sendo um dos jogos coletivos e outro, do individual.

"Esse prêmio visa valorizar o excelente trabalho dos nossos treinadores nessa edição olímpica. Em virtude do resultado histórico que o Brasil obteve e as expressivas conquistas, fruto de muito trabalho, competência e qualidade na preparação dos atletas, o COB não poderia tomar outra atitude a não ser reconhecer todos estes profissionais. São treinadores que tiveram conquistas de extrema relevância no mundo olímpico e o controle sobre todo o processo de preparação, mesmo diante das adversidades", explicou o diretor de esportes do COB, Jorge Bichara.

Jardine levou o prêmio por liderar a seleção brasileira masculina de futebol na conquista do bicampeonato olímpico na capital japonesa. Possenti comanda as maratonas aquáticas, que trouxe o ouro ao Brasil com Ana Marcela Cunha. Porath é o responsável pela ginástica artística, modalidade em que Rebeca Andrade subiu duas vezes ao pódio. Javier Torres, por sua vez, lidera a vela, na qual Martine Grael e Kahena Kunze brilharam novamente, com o bicampeonato na classe 49er FX.

Já Lauro Souza foi premiado pelo trabalho na canoagem velocidade com Isaquias Queiroz, medalhista de ouro na prova de C1 1000m. E Mateus Alves foi reconhecido pela grande participação brasileira no boxe, com três medalhas: Hebert Conceição (ouro), Beatriz Ferreira (prata) e Abner Teixeira (bronze).

"Através dos campeões olímpicos, o COB gostaria de reconhecer o trabalho de todos os treinadores que prepararam atletas para representar o Brasil nos Jogos Olímpicos, gostaríamos que todos se sentissem reconhecidos e valorizados", afirmou Bichara.

O prêmio será entregue a cada treinador em cerimônia marcada para 7 de dezembro, no Teatro Tobias Barreto, em Aracaju. O ponto alto do evento será o anúncio dos vencedores do troféu Melhor Atleta do Ano do Prêmio Brasil Olímpico. No feminino, as candidatas são Ana Marcela Cunha, Rayssa Leal (skate) e Rebeca Andrade. No masculino, concorrem Hebert Conceição, Isaquias Queiroz e Italo Ferreira (surfe).



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;