Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Família andreense consegue
remédio de quase R$ 9 mi

Celso Luiz/ DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Medicamento de dose única será ministrado na pequena Alice, 3 anos, que sofre de doença rara


Daniel Tossato
Do Diário do Grande ABC

21/10/2021 | 00:01


Finalmente a espera chegou ao fim. Depois de muita luta, vaquinhas virtuais e intermináveis batalhas na Justiça, a pequena andreense Alice, 3 anos, conseguiu ter acesso a Zolgensma, que é considerado o remédio mais caro do mundo, com custo de quase R$ 9 milhões. A medicação será fundamental para que a criança possa se livrar de uma vez por todas da AME (Atrofia Muscular Espinha), do tipo 2. A doença, rara, acomete a movimentação, fala e até mesmo o ato de engolir.

Alice é filha de Luana Cândido Rodrigues, 27 anos, moradora da Vila Lutécia, em Santo André, que relatou um pouco de sua angústia e também de sua felicidade ao receber a notícia de que a filha poderia tomar o medicamento. A expectativa da mãe é a de que a criança receba o remédio dentro de três meses.

“Sempre acreditei que minha filha se manteria forte para poder tomar o remédio que vai salvá-la. É como seu eu pudesse vê-la renascer. Agora a Alice poderá ter uma vida normal”, declarou Luana. O Diário acompanha a saga de Luana para obter o remédio há mais de um ano. 

Todo o processo de pesquisa, compra e envio do medicamento, já que ele é importado dos Estados Unidos, ficou sob responsabilidade do Ministério da Saúde. Desta forma, a família de Alice não precisou desembolsar nenhum valor adicional.

“Já temos até o nome da médica que aplicará o remédio na minha filha. Toda a documentação já foi liberada”, afirmou aliviada Luana. Alice receberá o remédio em dose única, por isso o medicamento é tão caro. 

Antes de receber a notícia de que a filha receberia o tratamento, Luana chegou a temer pela possibilidade de não receber o Zolgensma.

Na Justiça de Santo André, por exemplo, o juiz entendeu que o pedido de Luana era improcedente. Nas estâncias superiores, a decisão foi revisada e a mãe, enfim, conseguiu acesso à medicação. “Agora posso me sentir um pouco mais feliz. Vou conseguir ver minha filha se desenvolver e até correr com as outras crianças. Isso era o que eu sempre pedi a Deus”, afirmou a mãe, nitidamente emocionada. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;