Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Vereador vê tráfico de influência na troca da USCS pela Uninove

André Henriques/ DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Américo Scucuglia cita possível ingerência de Auricchio em acesso de universidade privada a vagas de estágios em prédios públicos


Júnior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

30/09/2021 | 00:01


Vereador de oposição em São Caetano, Américo Scucuglia (PTB) afirmou enxergar tráfico de influência no fato de a Uninove (Universidade Nove de Julho), que é privada, ter acesso a vagas de estágios em equipamentos municipais de saúde que hoje são destinadas aos alunos de medicina da USCS (Universidade Municipal de São Caetano), que é pública.


Américo cobra explicação/ Foto: André Henriques/ DGABC

O caso foi revelado pelo Diário no domingo. A reportagem mostrou que o acesso da Uninove se dá, curiosamente, depois de o ex-prefeito José Auricchio Júnior (PSDB), aliado do prefeito interino Tite Campanella (Cidadania), virar docente da universidade privada, com sede na Capital – o tucano também representa a empresa para assuntos institucionais.

Scucuglia formulou dois requerimentos no qual questiona a Uninove e a Secretaria de Saúde de São Caetano sobre o processo de ingresso da universidade e pede para que a empresa revele o vínculo trabalhista de Auricchio com a instituição. “Pode haver tráfico de influência aí (no caso de Auricchio). A Uninove teria de passar por chamamento público para estar em uma portaria (da Prefeitura). E se outras instituições (privadas) quisessem participar?”, questionou o parlamentar, ao se referir a portaria assinada pelo secretário de Saúde, Danilo Sigolo Roberto, que concedeu dois assentos à Uninove em comissão interna criada justamente para tratar da gestão dos estágios de medicina nos equipamentos públicos de saúde.

O tema esquentou o debate na sessão de terça-feira, na Câmara. Líder do governo Tite na casa, Gilberto Costa (Avante) se esforçou para defender a movimentação da gestão interina. O parlamentar chegou a sugerir que a USCS possui “monopólio” das vagas de estágios na cidade e comparou a decisão sobre treinamento de profissionais em hospitais públicos mantidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde) ao conceito de “livre mercado”, cuja concepção envolve justamente a ausência do poder público nas relações. “O SUS vai pagar para a Uninove (enviar seus alunos para estágios em equipamentos públicos)?”, indagou Scucuglia.

Procurado pelo Diário, Auricchio contestou a informação. “A matéria está tão distorcida e sem profundidade técnica, além de profundo desconhecimento do programa nacional de expansão do ensino médico, o conhecido Mais Médicos, que sinceramente não me estimula a entrar nesse debate com esses atores”. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;