Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 16 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

CVC reduzirá em 20% tarifa para a próxima temporada de cruzeiros


Alexandre Melo
Do Diário do Grande ABC

04/02/2010 | 07:00


De olho na chamada nova classe média, a operadora de viagens CVC investirá na ampliação da sua frota de transatlânticos, dos atuais quatro para cinco navios a partir de novembro. O aumento na oferta permitirá fechar pacotes com preços até 20% mais baratos para na temporada que começa também em novembro.

Segundo Valter Patriani, presidente executivo da operadora, a tendência é que os preços sejam reduzidos nos próximos anos, conforme o aumento do número de brasileiros viajando. "Isso acontecerá por conta do próprio crescimento do setor e da melhora da infraestrutura turística", salienta Patriani.

Neste ano, a política da empresa será manter os preços praticados em 2009. A cotação do dólar estável colabora para valores mais baixos. Para a temporada 2010/2011 de cruzeiros, a CVC fez acordo com a espanhola Pullmantur, uma empresa da Royal Caribbean.

Outra prática que a maior operadora de turismo adotará será o parcelamento em até 12 vezes sem juros na compra de pacotes para o segundo semestre ou verão de 2011 em pacotes nacionais, após negociações com hotéis econômicos em diversos destinos. Assim, uma viagem para Fernando de Noronha (PE) será vendida por menos de R$ 2.000.

"Embarcaremos 2,5 milhões de passageiros durante este ano, aumentando em 20% o número de embarques aéreos, terrestres e marítimos para o Brasil e o mundo", afirma Patriani. O presidente destaca que a meta é fazer o valor do pacote caber no orçamento do cliente.

Durante a abertura do 16º Workshop CVC, ontem, em São Paulo, o ministro do Turismo, Luiz Barreto, endossou que a nova aposta do setor de turismo será a nova classe média. "Precisamos estimular a população a criar o hábito de viajar", pontua.

EVENTOS - A Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, que serão realizadas no País, são consideradas pela CVC eventos de extrema importância para projetar a imagem do Brasil no Exterior, além de estimular os próprios brasileiros a viajarem. "Temos 12 acordos firmados para a Copa de 2014 com operadoras na Argentina e na França. Nestes últimos quatro meses resolvemos investir na Copa da África, que tem sido rentável", acrescenta o executivo.

Fundada em Santo André, há 38 anos, a operadora iniciou suas atividades vendendo pacotes turísticos para os metalúrgicos da região. Atualmente, 60% das viagens comercializadas são para destinos turísticos nacionais.

De acordo com o presidente do conselho de administração da CVC, Guilherme Paulus, esta será a melhor década para o turismo brasileiro, pois a economia está crescendo e o setor se profissionalizando.

O destino mais procurado e barato ofertado pela empresa é Porto Seguro (BA), cujo valor é a partir de R$ 768. Patriani detalha que após realizar o sonho da primeira viagem para o Nordeste, os locais mais procurados para a segunda experiência são Maceió (AL), Natal (RN) e Fortaleza (CE). O objetivo é que a nova classe C, depois de cinco anos da primeira viagem, escolha um destino internacional como a Disney, nos Estados Unidos.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

CVC reduzirá em 20% tarifa para a próxima temporada de cruzeiros

Alexandre Melo
Do Diário do Grande ABC

04/02/2010 | 07:00


De olho na chamada nova classe média, a operadora de viagens CVC investirá na ampliação da sua frota de transatlânticos, dos atuais quatro para cinco navios a partir de novembro. O aumento na oferta permitirá fechar pacotes com preços até 20% mais baratos para na temporada que começa também em novembro.

Segundo Valter Patriani, presidente executivo da operadora, a tendência é que os preços sejam reduzidos nos próximos anos, conforme o aumento do número de brasileiros viajando. "Isso acontecerá por conta do próprio crescimento do setor e da melhora da infraestrutura turística", salienta Patriani.

Neste ano, a política da empresa será manter os preços praticados em 2009. A cotação do dólar estável colabora para valores mais baixos. Para a temporada 2010/2011 de cruzeiros, a CVC fez acordo com a espanhola Pullmantur, uma empresa da Royal Caribbean.

Outra prática que a maior operadora de turismo adotará será o parcelamento em até 12 vezes sem juros na compra de pacotes para o segundo semestre ou verão de 2011 em pacotes nacionais, após negociações com hotéis econômicos em diversos destinos. Assim, uma viagem para Fernando de Noronha (PE) será vendida por menos de R$ 2.000.

"Embarcaremos 2,5 milhões de passageiros durante este ano, aumentando em 20% o número de embarques aéreos, terrestres e marítimos para o Brasil e o mundo", afirma Patriani. O presidente destaca que a meta é fazer o valor do pacote caber no orçamento do cliente.

Durante a abertura do 16º Workshop CVC, ontem, em São Paulo, o ministro do Turismo, Luiz Barreto, endossou que a nova aposta do setor de turismo será a nova classe média. "Precisamos estimular a população a criar o hábito de viajar", pontua.

EVENTOS - A Copa do Mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2016, que serão realizadas no País, são consideradas pela CVC eventos de extrema importância para projetar a imagem do Brasil no Exterior, além de estimular os próprios brasileiros a viajarem. "Temos 12 acordos firmados para a Copa de 2014 com operadoras na Argentina e na França. Nestes últimos quatro meses resolvemos investir na Copa da África, que tem sido rentável", acrescenta o executivo.

Fundada em Santo André, há 38 anos, a operadora iniciou suas atividades vendendo pacotes turísticos para os metalúrgicos da região. Atualmente, 60% das viagens comercializadas são para destinos turísticos nacionais.

De acordo com o presidente do conselho de administração da CVC, Guilherme Paulus, esta será a melhor década para o turismo brasileiro, pois a economia está crescendo e o setor se profissionalizando.

O destino mais procurado e barato ofertado pela empresa é Porto Seguro (BA), cujo valor é a partir de R$ 768. Patriani detalha que após realizar o sonho da primeira viagem para o Nordeste, os locais mais procurados para a segunda experiência são Maceió (AL), Natal (RN) e Fortaleza (CE). O objetivo é que a nova classe C, depois de cinco anos da primeira viagem, escolha um destino internacional como a Disney, nos Estados Unidos.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;