Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Polícia Civil investigará ‘laranjal’ do PDT em Diadema

Justiça eleitoral aciona instituição para cumprir diligências e ouvir Lacerda e Jeferson Leite


Junior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

22/02/2021 | 00:01


A Polícia Civil entrou no processo que investiga possível existência de candidata laranja do PDT de Diadema. A Justiça Eleitoral acionou a instituição para auxiliar nas diligências e coletar depoimentos das duas principais lideranças do partido, o ex-prefeiturável Ronaldo Lacerda e o vereador Jeferson Leite, único eleito pela legenda. 

A juíza Tatiana Magosso, da 222ª Zona Eleitoral, remeteu os autos à polícia para que, uma vez ouvidas as partes, os fatos narrados sejam submetidos à investigação e para identificar se houve ou não crime eleitoral. Caso seja comprovado que o PDT infringiu a legislação, o MPE (Ministério Público Eleitoral) poderá oferecer denúncia e submeter à decisão da Justiça. Desde 2019, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) entende que a existência de candidatos laranjas nos pleitos implica na cassação da chapa e até do mandato de eleitos. 

O Diário vem mostrando que a suspeita é a de que o projeto de Thaina Freire, que foi candidata a vereadora pelo PDT diademense no pleito do ano passado, foi de fachada. Há vários indícios de que a candidatura de Thaina foi registrada apenas para que o partido conseguisse cumprir a representatividade feminina na chapa e, assim, conseguir preservar a presença de outros homens na empreitada. A denúncia, protocolada pelos próprios ex-dirigentes do PDT de Diadema na Justiça eleitoral local, expõe o conhecimento de Lacerda sobre a suposta fraude. 

Mensagens trocadas entre o ex-prefeiturável e o ex-tesoureiro do partido Luciano Justi revelam Lacerda admitindo a prática. “Ou a gente colocava uma candidata mulher ou cortava dois homens (da chapa)”, teria dito Lacerda, hoje secretário de Habitação do governo do prefeito José de Filippi Júnior (PT). Thaina, inclusive, foi cabo eleitoral de Jeferson Leite durante a campanha e, como revelou o Diário no início do mês, até a própria mãe da então candidata a vereadora ignorou a campanha da filha e auxiliou no projeto do hoje vereador. Nas urnas, Thaina teve zero voto e declarou não ter tido uma despesa sequer na campanha. 

Tanto Lacerda quanto Leite negam as acusações. O parlamentar, inclusive, sustenta que a responsabilidade pela escolha dos candidatos era dos dirigentes que hoje patrocinam a denúncia. O grupo está rachado. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;