Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Bob Esponja comanda jornada pelos mares atrás do caracol Gary em novo filme

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Longa-metragem ‘Bob Esponja: O Incrível Resgate’ acaba de chegar na Netflix


Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

15/11/2020 | 00:02


O desaparecimento de um parceiro querido faz com que a esponja mais famosa do planeta tenha que superar seus medos para enfrentar jornada rumo a uma cidade perdida. Essa é a ideia de Bob Esponja: O Incrível Resgate, terceiro filme estrelado pelo personagem da Nickelodeon. Como ocorreu das outras duas vezes, foi criada uma história inédita e especial que ocorre em paralelo aos acontecimentos mostrados no popular seriado de televisão.

A expectativa sobre a nova produção aumentou bastante nos últimos meses por causa das várias mudanças de sua estreia. O objetivo era que a obra fosse apresentada nos cinemas, mas a pandemia do novo coronavírus mudou a estratégia. A chegada às telonas do Brasil estava originalmente marcada para maio. Entre alterações, o longa-metragem animado acabou sendo lançado dentro de plataformas de streaming, com a Netflix distribuindo a atração para seus assinantes no País desde o começo de novembro.

Na história, a vida de Bob Esponja tem momento difícil quando ele volta para casa um dia e descobre que seu pet, o caracol Gary, não está lá. O bichinho foi sequestrado e está nas mãos do Rei Poseidon, cabendo ao protagonista a decisão de como reencontrar o amigo. Patrick incentiva uma viagem para resgatá-lo, com os motivos do crime sendo revelado aos espectadores ao longo da trama, com destaque para a presença do vilão Plankton e sua busca pela receita do hambúrguer de siri.

Parte das lembranças do personagem principal envolvem sua infância, onde ele conheceu Gary e nunca mais se separaram. As viagens mentais ao passado fazem com que a turma da Fenda do Biquíni relembre seu primeiro contato com Bob Esponja em um acampamento aquático de verão. A presença desses momentos servem para aquecer os fãs para uma nova série, já em produção e com previsão de estreia nos Estados Unidos no ano que vem. 

Bob Esponja: O Incrível Resgate deixa de lado o estilo tradicional de animação, como ocorre com o programa de TV, e aposta em estilo 3D para os personagens e cenários. Ele mantém a tradição dos outros filmes, com atores reais fazendo participações especiais, com destaque para o ator Keanu Reeves no papel de um sábio que orienta a dupla de viajantes. Entre confusões, e caos deixado por onde passa, Bob Esponja é querido por seus amigos e continua a estar em alta com o público. 

Série de TV nasceu no fim dos anos 1990

Bob Esponja conta com fama mundial e há duas décadas tem suas aventuras apresentadas ao público. 

Ele é uma criação do norte-americano Stephen Hillenburg (1961-2018), que estudou biologia marinha e arte durante a vida. Enquanto trabalhava em um instituto oceânico, na Califórnia (Estados Unidos), resolveu misturar seus conhecimentos em um projeto em quadrinhos, apresentado aos visitantes do local. O personagem principal da HQ era a primeira versão de Bob Esponja. No fim dos anos 1980, Hillenburg esteve em um festival de cinema de animações e decidiu remontar seu projeto.

Diversos reajustes foram feitos em torno do protagonista. Hillenburg conta que sua ‘criatura’ era mais parecido com uma esponja do mar original, depois ganhando a coloração amarela e o estilo de uma esponja parecida com o item doméstico geralmente encontrado na pia da cozinha. 

O canal Nickelodeon, dos Estados Unidos, onde Hillenburg trabalhava, apostou na ideia. A série SpongeBob SquarePants (Bob Esponja Calça Quadrada, em tradução para o português) foi ar pela primeira vez em maio de 1999 e nunca parou de ser produzida desde então. No Brasil, o seriado chegou na versão nacional do Nickeloden em 2000. Não demorou a chamar a atenção do público no País assinante da TV paga. A televisão aberta começou a exibir os episódios em 2003. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bob Esponja comanda jornada pelos mares atrás do caracol Gary em novo filme

Longa-metragem ‘Bob Esponja: O Incrível Resgate’ acaba de chegar na Netflix

Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

15/11/2020 | 00:02


O desaparecimento de um parceiro querido faz com que a esponja mais famosa do planeta tenha que superar seus medos para enfrentar jornada rumo a uma cidade perdida. Essa é a ideia de Bob Esponja: O Incrível Resgate, terceiro filme estrelado pelo personagem da Nickelodeon. Como ocorreu das outras duas vezes, foi criada uma história inédita e especial que ocorre em paralelo aos acontecimentos mostrados no popular seriado de televisão.

A expectativa sobre a nova produção aumentou bastante nos últimos meses por causa das várias mudanças de sua estreia. O objetivo era que a obra fosse apresentada nos cinemas, mas a pandemia do novo coronavírus mudou a estratégia. A chegada às telonas do Brasil estava originalmente marcada para maio. Entre alterações, o longa-metragem animado acabou sendo lançado dentro de plataformas de streaming, com a Netflix distribuindo a atração para seus assinantes no País desde o começo de novembro.

Na história, a vida de Bob Esponja tem momento difícil quando ele volta para casa um dia e descobre que seu pet, o caracol Gary, não está lá. O bichinho foi sequestrado e está nas mãos do Rei Poseidon, cabendo ao protagonista a decisão de como reencontrar o amigo. Patrick incentiva uma viagem para resgatá-lo, com os motivos do crime sendo revelado aos espectadores ao longo da trama, com destaque para a presença do vilão Plankton e sua busca pela receita do hambúrguer de siri.

Parte das lembranças do personagem principal envolvem sua infância, onde ele conheceu Gary e nunca mais se separaram. As viagens mentais ao passado fazem com que a turma da Fenda do Biquíni relembre seu primeiro contato com Bob Esponja em um acampamento aquático de verão. A presença desses momentos servem para aquecer os fãs para uma nova série, já em produção e com previsão de estreia nos Estados Unidos no ano que vem. 

Bob Esponja: O Incrível Resgate deixa de lado o estilo tradicional de animação, como ocorre com o programa de TV, e aposta em estilo 3D para os personagens e cenários. Ele mantém a tradição dos outros filmes, com atores reais fazendo participações especiais, com destaque para o ator Keanu Reeves no papel de um sábio que orienta a dupla de viajantes. Entre confusões, e caos deixado por onde passa, Bob Esponja é querido por seus amigos e continua a estar em alta com o público. 

Série de TV nasceu no fim dos anos 1990

Bob Esponja conta com fama mundial e há duas décadas tem suas aventuras apresentadas ao público. 

Ele é uma criação do norte-americano Stephen Hillenburg (1961-2018), que estudou biologia marinha e arte durante a vida. Enquanto trabalhava em um instituto oceânico, na Califórnia (Estados Unidos), resolveu misturar seus conhecimentos em um projeto em quadrinhos, apresentado aos visitantes do local. O personagem principal da HQ era a primeira versão de Bob Esponja. No fim dos anos 1980, Hillenburg esteve em um festival de cinema de animações e decidiu remontar seu projeto.

Diversos reajustes foram feitos em torno do protagonista. Hillenburg conta que sua ‘criatura’ era mais parecido com uma esponja do mar original, depois ganhando a coloração amarela e o estilo de uma esponja parecida com o item doméstico geralmente encontrado na pia da cozinha. 

O canal Nickelodeon, dos Estados Unidos, onde Hillenburg trabalhava, apostou na ideia. A série SpongeBob SquarePants (Bob Esponja Calça Quadrada, em tradução para o português) foi ar pela primeira vez em maio de 1999 e nunca parou de ser produzida desde então. No Brasil, o seriado chegou na versão nacional do Nickeloden em 2000. Não demorou a chamar a atenção do público no País assinante da TV paga. A televisão aberta começou a exibir os episódios em 2003. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;