Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Fabio Palacio banca Saul Klein como vice após mudança eleitoral

Banco de dados Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Liminar troca filiação do filho do fundador da Casas Bahia do PSD da Capital para S.Caetano e abre caminho para formação de chapa


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

11/09/2020 | 10:00


Atualizada às  22h18

O pré-candidato do PSD à Prefeitura de São Caetano, o ex-vereador Fabio Palacio, decidiu bancar o empresário Saul Klein (PSD) como vice na eleição deste ano, com garantia do departamento jurídico que assessora sua campanha de que será possível reverter o impasse com relação ao local onde o título de Saul está registrado.

O nome de Saul, filho de Samuel Klein, fundador da Casas Bahia, foi definido em reunião na noite de quinta-feira da coordenação geral da pré-campanha do pessedista. Havia discussão de outras figuras, como alguém da família do ex-prefeito Paulo Pinheiro (DEM) – os nomes da ex-primeira-dama Graça Pinheiro (DEM) e de um dos filhos do democrata, Paulinho Pinheiro (DEM), foram aventados. Mas a definição foi a favor do empresário.

O Diário mostrou em julho que Saul Klein se filiou ao PSD dentro do prazo eleitoral – início de abril –, mas o registro está vinculado à Capital. Nesta semana, os advogados que trabalham para o empresário conseguiram mandado de segurança – o desembargador Nelton Agnaldo Moraes dos Santos assinou liminar favorável ao pessedista, acatando argumento de que o erro sobre a localização do título foi da 166ª Zona Eleitoral, de São Caetano, não de Saul.

Ultrapassada essa barreira jurídica – que, a despeito de ser em caráter liminar, trouxe segurança à coordenação de Palacio –, o nome de Saul deve ser anunciado oficialmente como vice na convenção marcada para amanhã e, assim, reforçar a estratégia de Palacio em resgatar figuras históricas de São Caetano em sua campanha.

Além de filho de Samuel Klein, Saul tem longo histórico de parceria com a AD São Caetano, time de futebol da cidade. Foi o mantenedor financeiro do Azulão na época áurea do clube no cenário futebolístico nacional – e até internacional – no início dos anos 2000.

Nos últimos dias, aliás, Palacio deu pistas públicas de que Saul poderia mesmo ser seu vice. Postou diversos apoios de ex-jogadores do São Caetano - como o ex-atacante Túlio e o ex-goleiro Silvio Luiz - que trabalharam no clube quando o empresário tinha influência.

Se nos bastidores do esporte e também no meio empresarial de São Caetano Saul tem bom trânsito, sua atuação política é tímida. Será a primeira vez que aparecerá na urna – e justamente no momento em que sua atuação privada mudou radicalmente. Saul virou investidor da Ferroviária, time de futebol de Araraquara, embora ainda mantenha laços com o São Caetano. Ontem, por exemplo, estava em uma das cabines do Estádio Anacleto Campanella para acompanhar a classificação, nos pênaltis, do Azulão para as semifinais da Série A-2 do Campeonato Paulista.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fabio Palacio banca Saul Klein como vice após mudança eleitoral

Liminar troca filiação do filho do fundador da Casas Bahia do PSD da Capital para S.Caetano e abre caminho para formação de chapa

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

11/09/2020 | 10:00


Atualizada às  22h18

O pré-candidato do PSD à Prefeitura de São Caetano, o ex-vereador Fabio Palacio, decidiu bancar o empresário Saul Klein (PSD) como vice na eleição deste ano, com garantia do departamento jurídico que assessora sua campanha de que será possível reverter o impasse com relação ao local onde o título de Saul está registrado.

O nome de Saul, filho de Samuel Klein, fundador da Casas Bahia, foi definido em reunião na noite de quinta-feira da coordenação geral da pré-campanha do pessedista. Havia discussão de outras figuras, como alguém da família do ex-prefeito Paulo Pinheiro (DEM) – os nomes da ex-primeira-dama Graça Pinheiro (DEM) e de um dos filhos do democrata, Paulinho Pinheiro (DEM), foram aventados. Mas a definição foi a favor do empresário.

O Diário mostrou em julho que Saul Klein se filiou ao PSD dentro do prazo eleitoral – início de abril –, mas o registro está vinculado à Capital. Nesta semana, os advogados que trabalham para o empresário conseguiram mandado de segurança – o desembargador Nelton Agnaldo Moraes dos Santos assinou liminar favorável ao pessedista, acatando argumento de que o erro sobre a localização do título foi da 166ª Zona Eleitoral, de São Caetano, não de Saul.

Ultrapassada essa barreira jurídica – que, a despeito de ser em caráter liminar, trouxe segurança à coordenação de Palacio –, o nome de Saul deve ser anunciado oficialmente como vice na convenção marcada para amanhã e, assim, reforçar a estratégia de Palacio em resgatar figuras históricas de São Caetano em sua campanha.

Além de filho de Samuel Klein, Saul tem longo histórico de parceria com a AD São Caetano, time de futebol da cidade. Foi o mantenedor financeiro do Azulão na época áurea do clube no cenário futebolístico nacional – e até internacional – no início dos anos 2000.

Nos últimos dias, aliás, Palacio deu pistas públicas de que Saul poderia mesmo ser seu vice. Postou diversos apoios de ex-jogadores do São Caetano - como o ex-atacante Túlio e o ex-goleiro Silvio Luiz - que trabalharam no clube quando o empresário tinha influência.

Se nos bastidores do esporte e também no meio empresarial de São Caetano Saul tem bom trânsito, sua atuação política é tímida. Será a primeira vez que aparecerá na urna – e justamente no momento em que sua atuação privada mudou radicalmente. Saul virou investidor da Ferroviária, time de futebol de Araraquara, embora ainda mantenha laços com o São Caetano. Ontem, por exemplo, estava em uma das cabines do Estádio Anacleto Campanella para acompanhar a classificação, nos pênaltis, do Azulão para as semifinais da Série A-2 do Campeonato Paulista.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;