Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Rentabilidade do FGTS incide só sobre saldo de dezembro de 2019


Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

13/08/2020 | 00:10


A rentabilidade do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) aumentou de 3% para 4,9% ao ano. Porém, a data de corte para receber a remuneração é o saldo existente nas contas do trabalhador em 31 de dezembro de 2019, ou seja, incide sobre o montante que estava depositado no fim do ano passado, de acordo com a Caixa.

“A respeito do lucro do FGTS, só quem vai ter direito é quem possuía dinheiro na conta do fundo até 31 de dezembro de 2019, porque o lucro depende dos depósitos em conta. Então, quem retirou os valores antes desse período não tem direito”, explicou a advogada trabalhista do escritório Mauro Menezes & Advogados, Cíntia Fernandes.

Dessa maneira, se um trabalhador efetuou o saque do fundo em novembro, e em 31 de dezembro não havia recursos, não haverá a remuneração. Agora, se a retirada foi feita neste ano, será feita a correção dos valores, com base no total que havia no último dia do ano. A Caixa anunciou que vai depositar parte do resultado do fundo de 2019, montante de R$ 7,5 bilhões, nas contas dos trabalhadores, no dia 31. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Rentabilidade do FGTS incide só sobre saldo de dezembro de 2019

Yara Ferraz
Do Diário do Grande ABC

13/08/2020 | 00:10


A rentabilidade do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) aumentou de 3% para 4,9% ao ano. Porém, a data de corte para receber a remuneração é o saldo existente nas contas do trabalhador em 31 de dezembro de 2019, ou seja, incide sobre o montante que estava depositado no fim do ano passado, de acordo com a Caixa.

“A respeito do lucro do FGTS, só quem vai ter direito é quem possuía dinheiro na conta do fundo até 31 de dezembro de 2019, porque o lucro depende dos depósitos em conta. Então, quem retirou os valores antes desse período não tem direito”, explicou a advogada trabalhista do escritório Mauro Menezes & Advogados, Cíntia Fernandes.

Dessa maneira, se um trabalhador efetuou o saque do fundo em novembro, e em 31 de dezembro não havia recursos, não haverá a remuneração. Agora, se a retirada foi feita neste ano, será feita a correção dos valores, com base no total que havia no último dia do ano. A Caixa anunciou que vai depositar parte do resultado do fundo de 2019, montante de R$ 7,5 bilhões, nas contas dos trabalhadores, no dia 31. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;