Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Morando deveria recusar reeleição, diz dr. Leandro

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Pré-candidato do PSB em S.Bernardo afirma que prefeito precisa ‘responder capivara’ na Justiça


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

08/08/2020 | 00:01


Pré-candidato do PSB à Prefeitura de São Bernardo, o médico Leandro Altrão defendeu que o prefeito Orlando Morando (PSDB) evite disputar a reeleição para poder se defender das acusações que enfrenta pela PF (Polícia Federal) e MPF (Ministério Público Federal). Na visão do socialista, a cidade está pronta – e dando mostras – de que está cansada da polarização entre PT e PSDB.

Em visita ao Diário, doutor Leandro, como é conhecido eleitoralmente, taxou a gestão tucana de “governo do mau exemplo”. “Na minha avaliação, o Orlando nem deveria ser candidato. Que responda essa ‘capivara’ dele longe da Prefeitura. Imagina o cara ser prefeito de uma cidade e ficar recebendo intimação para depor na Polícia Federal, no Ministério Público, correndo risco de ser preso como prefeito de uma cidade? E toda a instabilidade que vai gerar, imagina? Estamos em uma crise tremenda por causa da pandemia, crise que é, além de sanitária, econômica. Quando acabar o auxílio do governo, os R$ 600, a pobreza vai aumentar. Um governo que sequer tem capacidade de distribuir cesta básica, deixa vencer, você vai esperar o quê?”, indagou.

Morando foi denunciado pelo MPF e indiciado pela PF no âmbito da Operação Prato Feito, acusado de integrar suposto esquema para fraudar licitações com objetivo de alocar empresas ligadas ao seu então homem forte no governo, o advogado Carlos Maciel, ex-presidente da FUABC (Fundação do ABC) e ex-secretário de Assuntos Governamentais. Segundo as instituições, Morando teria recebido R$ 600 mil para favorecer firmas de distribuição de merenda escolar e alimentação na área da saúde. Ele nega todas as acusações.

Leandro considerou que, com a iminente saída do deputado federal Alex Manente (Cidadania) da corrida eleitoral deste ano – Alex está próximo de Morando e o anúncio de apoio deve acontecer nos próximos dias – provocou um vácuo político na cidade, fazendo com que eleitores de São Bernardo avessos à polarização entre PT e PSDB passassem a buscar alternativas. “Disputarei com figuras com muito recall, que disputam eleições há 20 anos. Esperamos quebrar essa barreira.”

Sobre Alex – a quem chamou de camaleão nesta semana –, o socialista disse que o deputado federal “trilhou caminho daquilo que seja o melhor para ele, não para a população como um todo”. “Não é possível assistir a um cenário político desses sem oposição e achar que tudo isso é normal. Me alimenta a brigar para construir uma alternativa. As coisas na vida são determinadas por posição, por princípio. Na família é assim. Quem tem princípio e posição iria apoiar um cara que é denunciado por desvio de merenda?”

Leandro parte para sua segunda eleição. A primeira, em 2016, foi candidato a vereador pelo PT, recebeu 2.660 votos, ficando como primeiro suplente. Ele alegou que deixou o petismo por ver que o partido, em São Bernardo, tem feito “oposição de faz de conta”. Lembrou que pediu impeachment de Morando e, em vez de apoio, recebeu críticas internas do petismo. Também sustentou a cassação do vereador afastado Mario de Abreu (ex-PSDB, atual PDT), acusado de vender licenças ambientais e cargos quando foi secretário de Gestão Ambiental. Mas viu vereadores tergiversando sobre o episódio. “O PT ficou perdido no personalismo, nas vaidades, na disputa interna. As pessoas precisam entender que existe cronologia, que as coisas passam, que o momento é outro. Todo lugar em que o personalismo é muito forte, o cenário não é positivo. Faz mal, sufoca, não deixa surgir liderança.” 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Morando deveria recusar reeleição, diz dr. Leandro

Pré-candidato do PSB em S.Bernardo afirma que prefeito precisa ‘responder capivara’ na Justiça

Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

08/08/2020 | 00:01


Pré-candidato do PSB à Prefeitura de São Bernardo, o médico Leandro Altrão defendeu que o prefeito Orlando Morando (PSDB) evite disputar a reeleição para poder se defender das acusações que enfrenta pela PF (Polícia Federal) e MPF (Ministério Público Federal). Na visão do socialista, a cidade está pronta – e dando mostras – de que está cansada da polarização entre PT e PSDB.

Em visita ao Diário, doutor Leandro, como é conhecido eleitoralmente, taxou a gestão tucana de “governo do mau exemplo”. “Na minha avaliação, o Orlando nem deveria ser candidato. Que responda essa ‘capivara’ dele longe da Prefeitura. Imagina o cara ser prefeito de uma cidade e ficar recebendo intimação para depor na Polícia Federal, no Ministério Público, correndo risco de ser preso como prefeito de uma cidade? E toda a instabilidade que vai gerar, imagina? Estamos em uma crise tremenda por causa da pandemia, crise que é, além de sanitária, econômica. Quando acabar o auxílio do governo, os R$ 600, a pobreza vai aumentar. Um governo que sequer tem capacidade de distribuir cesta básica, deixa vencer, você vai esperar o quê?”, indagou.

Morando foi denunciado pelo MPF e indiciado pela PF no âmbito da Operação Prato Feito, acusado de integrar suposto esquema para fraudar licitações com objetivo de alocar empresas ligadas ao seu então homem forte no governo, o advogado Carlos Maciel, ex-presidente da FUABC (Fundação do ABC) e ex-secretário de Assuntos Governamentais. Segundo as instituições, Morando teria recebido R$ 600 mil para favorecer firmas de distribuição de merenda escolar e alimentação na área da saúde. Ele nega todas as acusações.

Leandro considerou que, com a iminente saída do deputado federal Alex Manente (Cidadania) da corrida eleitoral deste ano – Alex está próximo de Morando e o anúncio de apoio deve acontecer nos próximos dias – provocou um vácuo político na cidade, fazendo com que eleitores de São Bernardo avessos à polarização entre PT e PSDB passassem a buscar alternativas. “Disputarei com figuras com muito recall, que disputam eleições há 20 anos. Esperamos quebrar essa barreira.”

Sobre Alex – a quem chamou de camaleão nesta semana –, o socialista disse que o deputado federal “trilhou caminho daquilo que seja o melhor para ele, não para a população como um todo”. “Não é possível assistir a um cenário político desses sem oposição e achar que tudo isso é normal. Me alimenta a brigar para construir uma alternativa. As coisas na vida são determinadas por posição, por princípio. Na família é assim. Quem tem princípio e posição iria apoiar um cara que é denunciado por desvio de merenda?”

Leandro parte para sua segunda eleição. A primeira, em 2016, foi candidato a vereador pelo PT, recebeu 2.660 votos, ficando como primeiro suplente. Ele alegou que deixou o petismo por ver que o partido, em São Bernardo, tem feito “oposição de faz de conta”. Lembrou que pediu impeachment de Morando e, em vez de apoio, recebeu críticas internas do petismo. Também sustentou a cassação do vereador afastado Mario de Abreu (ex-PSDB, atual PDT), acusado de vender licenças ambientais e cargos quando foi secretário de Gestão Ambiental. Mas viu vereadores tergiversando sobre o episódio. “O PT ficou perdido no personalismo, nas vaidades, na disputa interna. As pessoas precisam entender que existe cronologia, que as coisas passam, que o momento é outro. Todo lugar em que o personalismo é muito forte, o cenário não é positivo. Faz mal, sufoca, não deixa surgir liderança.” 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;