Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 7 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Disputa por adesivos em Rio Grande

Apesar de Rio Grande da Serra registrar, até o momento, uma dezena de pré-candidatos à sucessão do prefeito Gabriel Maranhão


Raphael Rocha

15/07/2020 | 00:04


Apesar de Rio Grande da Serra registrar, até o momento, uma dezena de pré-candidatos à sucessão do prefeito Gabriel Maranhão (Cidadania), duas pré-campanhas apresentam mais força visual nas ruas da cidade: a da vice-prefeita Marilza de Oliveira (PSD), pré-candidata governista, e a do ex-vereador Claudinho da Geladeira (Podemos), na raia de oposição. Virou uma disputa para saber quem consegue adesivar mais carros no município – neste período está proibido pedir votos explicitamente, mas peças publicitárias dão um jeitinho de mostrar o pré-candidato sem infringir a legislação eleitoral. Observadores da política da cidade garantem que Marilza têm obtido mais êxito, mas o volume de automóveis adesivados com o nome de Claudinho não é baixo.

O pós-Covid
Ex-prefeito de Mauá e pré-candidato do PDT ao Paço neste ano, Donisete Braga tem apostado, durante a pré-campanha, em travar diálogo sobre o pós-pandemia com a população. Ontem, por exemplo, foi a duas feiras livres – do Jardim Zaíra e do Parque São Vicente – e optou por conversar em relação a como no governo do prefeito Atila Jacomussi (PSB) pouco se fala sobre as condições que a cidade vai estar depois da crise sanitária provocada pela Covid-19. Na visão de Donisete, há ausência de discussão sobre o volume de desemprego que se avizinha pós-coronavírus.

Título de cidadão
A Câmara de São Caetano votou e aprovou ontem a concessão de título são-caetanense ao prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), em sugestão do vereador Daniel Cordoba (PSDB) – segundo Cordoba, quando deputado e secretário estadual, Bruno Covas prestou relevantes serviços a São Caetano. Chamou atenção o fato de os vereadores César Oliva e Ubiratan Figueiredo, ambos do PSD, e Chico Bento, do PP, se absterem da votação. PSD e PP integram o arco de aliados de Bruno Covas na Capital e também compõem a coalizão formada pelo governador João Doria (PSDB).

Consórcio
O Consórcio Intermunicipal do Grande ABC promoveu ontem, por videoconferência, debate com consórcios de cidades paulistas sobre o cenário sanitário nos municípios do Estado em meio à pandemia de Covid-19 e quais ações estão no horizonte para minimizar os problemas econômicos. Na visão do prefeito de Rio Grande da Serra e presidente da entidade, Gabriel Maranhão (Cidadania), esse tipo de discussão fortalece o Estado no enfrentamento da crise. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Disputa por adesivos em Rio Grande

Apesar de Rio Grande da Serra registrar, até o momento, uma dezena de pré-candidatos à sucessão do prefeito Gabriel Maranhão

Raphael Rocha

15/07/2020 | 00:04


Apesar de Rio Grande da Serra registrar, até o momento, uma dezena de pré-candidatos à sucessão do prefeito Gabriel Maranhão (Cidadania), duas pré-campanhas apresentam mais força visual nas ruas da cidade: a da vice-prefeita Marilza de Oliveira (PSD), pré-candidata governista, e a do ex-vereador Claudinho da Geladeira (Podemos), na raia de oposição. Virou uma disputa para saber quem consegue adesivar mais carros no município – neste período está proibido pedir votos explicitamente, mas peças publicitárias dão um jeitinho de mostrar o pré-candidato sem infringir a legislação eleitoral. Observadores da política da cidade garantem que Marilza têm obtido mais êxito, mas o volume de automóveis adesivados com o nome de Claudinho não é baixo.

O pós-Covid
Ex-prefeito de Mauá e pré-candidato do PDT ao Paço neste ano, Donisete Braga tem apostado, durante a pré-campanha, em travar diálogo sobre o pós-pandemia com a população. Ontem, por exemplo, foi a duas feiras livres – do Jardim Zaíra e do Parque São Vicente – e optou por conversar em relação a como no governo do prefeito Atila Jacomussi (PSB) pouco se fala sobre as condições que a cidade vai estar depois da crise sanitária provocada pela Covid-19. Na visão de Donisete, há ausência de discussão sobre o volume de desemprego que se avizinha pós-coronavírus.

Título de cidadão
A Câmara de São Caetano votou e aprovou ontem a concessão de título são-caetanense ao prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), em sugestão do vereador Daniel Cordoba (PSDB) – segundo Cordoba, quando deputado e secretário estadual, Bruno Covas prestou relevantes serviços a São Caetano. Chamou atenção o fato de os vereadores César Oliva e Ubiratan Figueiredo, ambos do PSD, e Chico Bento, do PP, se absterem da votação. PSD e PP integram o arco de aliados de Bruno Covas na Capital e também compõem a coalizão formada pelo governador João Doria (PSDB).

Consórcio
O Consórcio Intermunicipal do Grande ABC promoveu ontem, por videoconferência, debate com consórcios de cidades paulistas sobre o cenário sanitário nos municípios do Estado em meio à pandemia de Covid-19 e quais ações estão no horizonte para minimizar os problemas econômicos. Na visão do prefeito de Rio Grande da Serra e presidente da entidade, Gabriel Maranhão (Cidadania), esse tipo de discussão fortalece o Estado no enfrentamento da crise. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;