Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 25 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Empresas devem investir R$ 1 bilhão até 2021

 Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Uma delas é a Prometeon, que mudou para fábrica da cidade sua sede administrativa; outra é a Braskem


Tauana Marin
Do Diário do Grande ABC

11/07/2020 | 00:18


Grandes empresas instaladas em Santo André andam na contramão do cenário econômico mundial, devido à pandemia causada pelo novo coronavírus. Do ano passado até 2021, os investimentos anunciados e projetados na cidade somam R$ 1 bilhão.

Do aporte total, R$ 600 milhões serão injetados pela Braskem que, em parceria com a Siemens, vai ampliar a autossuficiência da petroquímica quanto à geração de eletricidade, e evitar que sofra prejuízos com queda de energia como no dia do apagão.

O restante, conforme o secretário de Desenvolvimento e Geração de Emprego de Santo André, Evandro Banzato será investido por companhias, como a Rhodia Têxtil, a Unipar e a Prometeon (antiga Pirelli) — que há duas semanas transferiu a sede administrativa das operações da América Latina da Capital para o município. “A empresa anunciou a ampliação da área fabril com a construção de um galpão logístico de 16 mil metros quadrados, o que resulta em geração de emprego e maior arrecadação de receita para a cidade, além da ampliação dos produtos exportados”, explica. No entanto, o aporte não foi revelado.

No caso dessa planta, que fabrica pneumáticos agrícolas e pesados, as perspectivas são otimistas, apesar do balanço do setor. A indústria nacional de pneumáticos fechou o primeiro semestre com queda de 29,6% em relação ao mesmo período de 2019, devido ao impacto da Covid-19. Em junho, a baixa nas vendas foi de 31,1%. Os dados fazem parte do levantamento setorial divulgado pela Anip (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos). “A atividade comercial da Prometeon já acontecia em Santo André, mas a vinda destes 200 novos funcionários para a cidade (passando de 2.500 para 2.700), que são a presidência e todo o corpo diretivo do grupo, traz a possibilidade de novos investimentos locais, o que mostra estar no caminho certo da geração de empregos e recuperação da credibilidade.” Questionada sobre o impacto na arrecadação de impostos com a vinda da sede, a Prefeitura informou que ainda será realizado um estudo de impacto.

CAMPANHA

Com a reabertura gradual e escalonada do comércio, assim como outros setores da economia, a Prefeitura andreense lançou campanha no aplicativo Colab. A iniciativa propõe que usuários da plataforma registrem os estabelecimentos que estão seguindo as normas de forma exemplar e criativa, seguindo todas as medidas preventivas previstas em decreto.

A plataforma colaborativa permite aos cidadãos o registro de ocorrências e denúncias. “Além dessa ferramenta, a cidade está realizando um conjunto de ações: estamos produzindo e distribuindo máscaras pela cidade, temos as testagens da Covid-19 em massa, além dos pit stops da saúde, onde as pessoas recebem álcool em gel, aferem a temperatura e recebem panfletos com informações sobre os cuidados básicos. Tudo isso nos corredores comerciais da cidade, em shoppings centers, nas feiras livres. Estamos trabalhando com a conscientização das pessoas”, elenca Banzato.

Ainda segundo ele, o diálogo com cabeleireiros, com academias, shoppings e clubes, por exemplo, está acontecendo por parte da Prefeitura para que a cidade avance à fase verde do governo do Estado. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Empresas devem investir R$ 1 bilhão até 2021

Uma delas é a Prometeon, que mudou para fábrica da cidade sua sede administrativa; outra é a Braskem

Tauana Marin
Do Diário do Grande ABC

11/07/2020 | 00:18


Grandes empresas instaladas em Santo André andam na contramão do cenário econômico mundial, devido à pandemia causada pelo novo coronavírus. Do ano passado até 2021, os investimentos anunciados e projetados na cidade somam R$ 1 bilhão.

Do aporte total, R$ 600 milhões serão injetados pela Braskem que, em parceria com a Siemens, vai ampliar a autossuficiência da petroquímica quanto à geração de eletricidade, e evitar que sofra prejuízos com queda de energia como no dia do apagão.

O restante, conforme o secretário de Desenvolvimento e Geração de Emprego de Santo André, Evandro Banzato será investido por companhias, como a Rhodia Têxtil, a Unipar e a Prometeon (antiga Pirelli) — que há duas semanas transferiu a sede administrativa das operações da América Latina da Capital para o município. “A empresa anunciou a ampliação da área fabril com a construção de um galpão logístico de 16 mil metros quadrados, o que resulta em geração de emprego e maior arrecadação de receita para a cidade, além da ampliação dos produtos exportados”, explica. No entanto, o aporte não foi revelado.

No caso dessa planta, que fabrica pneumáticos agrícolas e pesados, as perspectivas são otimistas, apesar do balanço do setor. A indústria nacional de pneumáticos fechou o primeiro semestre com queda de 29,6% em relação ao mesmo período de 2019, devido ao impacto da Covid-19. Em junho, a baixa nas vendas foi de 31,1%. Os dados fazem parte do levantamento setorial divulgado pela Anip (Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos). “A atividade comercial da Prometeon já acontecia em Santo André, mas a vinda destes 200 novos funcionários para a cidade (passando de 2.500 para 2.700), que são a presidência e todo o corpo diretivo do grupo, traz a possibilidade de novos investimentos locais, o que mostra estar no caminho certo da geração de empregos e recuperação da credibilidade.” Questionada sobre o impacto na arrecadação de impostos com a vinda da sede, a Prefeitura informou que ainda será realizado um estudo de impacto.

CAMPANHA

Com a reabertura gradual e escalonada do comércio, assim como outros setores da economia, a Prefeitura andreense lançou campanha no aplicativo Colab. A iniciativa propõe que usuários da plataforma registrem os estabelecimentos que estão seguindo as normas de forma exemplar e criativa, seguindo todas as medidas preventivas previstas em decreto.

A plataforma colaborativa permite aos cidadãos o registro de ocorrências e denúncias. “Além dessa ferramenta, a cidade está realizando um conjunto de ações: estamos produzindo e distribuindo máscaras pela cidade, temos as testagens da Covid-19 em massa, além dos pit stops da saúde, onde as pessoas recebem álcool em gel, aferem a temperatura e recebem panfletos com informações sobre os cuidados básicos. Tudo isso nos corredores comerciais da cidade, em shoppings centers, nas feiras livres. Estamos trabalhando com a conscientização das pessoas”, elenca Banzato.

Ainda segundo ele, o diálogo com cabeleireiros, com academias, shoppings e clubes, por exemplo, está acontecendo por parte da Prefeitura para que a cidade avance à fase verde do governo do Estado. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;