Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Bombardeio mata pelo menos 29 pessoas no Afeganistão


Da AFP

12/01/2007 | 08:49


Um bombardeio aéreo e terrestre da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e das forças afegãs deixou um saldo de 16 civis e 13 talibãs mortos em um campo rebelde do sul do Afeganistão, nesta quinta-feira.

A operação, executada na província de Helmand, uma das mais afetadas pela rebelião talibã, também deixou cinco civis feridos e várias casas destruídas, revelou o chefe de polícia provincial, Mohamed Nabi Mullahkhail.

No entanto, o comando militar britânico da Isaf (Força Internacional de Assistência à Segurança) da Otan informou que não havia indicações da morte de civis. "Acreditamos que um número significativo de talibãs morreram", afirma em um comunicado o major Mike Geldard, que coordenou a operação. "No momento, as informações sugerem que todas as baixas foram talibãs", disse o porta-voz militar britânico Robert Mead.

O anúncio do ataque foi feito um dia depois da Isaf ter informado que suas tropas, em conjunto com o Exército do Afeganistão, mataram quase 150 insurgentes na província de Paktika (leste do país), depois que os rebeldes entraram em território afegão a partir do Paquistão.

No último ataque, segundo Mullahkhail, os talibãs mantinham os civis com reféns em um esconderijo no distrito de Garmser. Os feridos, que incluem mulheres e crianças, foram levados para um hospital na capital da província, Lashkar Gah, acrescentou o chefe de polícia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bombardeio mata pelo menos 29 pessoas no Afeganistão

Da AFP

12/01/2007 | 08:49


Um bombardeio aéreo e terrestre da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte) e das forças afegãs deixou um saldo de 16 civis e 13 talibãs mortos em um campo rebelde do sul do Afeganistão, nesta quinta-feira.

A operação, executada na província de Helmand, uma das mais afetadas pela rebelião talibã, também deixou cinco civis feridos e várias casas destruídas, revelou o chefe de polícia provincial, Mohamed Nabi Mullahkhail.

No entanto, o comando militar britânico da Isaf (Força Internacional de Assistência à Segurança) da Otan informou que não havia indicações da morte de civis. "Acreditamos que um número significativo de talibãs morreram", afirma em um comunicado o major Mike Geldard, que coordenou a operação. "No momento, as informações sugerem que todas as baixas foram talibãs", disse o porta-voz militar britânico Robert Mead.

O anúncio do ataque foi feito um dia depois da Isaf ter informado que suas tropas, em conjunto com o Exército do Afeganistão, mataram quase 150 insurgentes na província de Paktika (leste do país), depois que os rebeldes entraram em território afegão a partir do Paquistão.

No último ataque, segundo Mullahkhail, os talibãs mantinham os civis com reféns em um esconderijo no distrito de Garmser. Os feridos, que incluem mulheres e crianças, foram levados para um hospital na capital da província, Lashkar Gah, acrescentou o chefe de polícia.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;